#DesciclopédiaRacista

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Twitter.png
#Cancelamento virtual é coisa relacionada ao Twitter!

Portanto @Cancelamento virtual pode ser seguido.

TwitterWhale.jpg
2qjx1rl.gif "Não, cê é burro cara, que loucura..."

Este artigo é sobre algo ou alguém burro ou completamente imbecil.

E acredita na veracidade das lutas da WWE.

Cquote1.svg Aiiiiiiiiinnnnn,vo CaaAnxEla a DesScIcLopÉdiA Cquote2.svg
Twitera de 13 anos sobre artigo de humor negro
Cquote1.svg A VA A MERDA PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Cquote2.svg
Alborgheti após sofrer cancelamento
Cquote1.svg É mesmo? Foda-se. Cquote2.svg
Joselito sobre cancelamento

Nelipe Feto usando seu "eficaz" Julgamento para cancelar fascistas
Poladoful pronto para sua vingança

Cancelamento virtual é uma desgraça que fode a vida de qualquer um que sofrer isso, qualquer merda que tu fala você é chamado de machista, fascista, racista, nazista, abolicionista, absentista, abortista, acionista, acordeonista, adventista, alaudista, alfarrabista, alienista, alpista, alpinista, alquimista, altruísta, americanista, anarquista, anestesiologista, anestesista, anexionista, antagonista, antenista, antichavista, anticomunista, antigrevista, antimilitarista, apriorista, arabista, arborista, arcaísta, armazenista, arrivista, articulista, artista, atacadista, ateísta, ativista, atomista, automobilista, azulejista, bagagista, baguncista, baixista, balconista, bandolinista, balonista, basquetebolista, baterista, batista, behaviorista, belicista, benfiquista, biblista, bilharista, biografista, biologista, bolchevista, bolivarianista, bolsonarista, borguista, budista, calçadista, camionista, canoísta, canonista, capoeirista, cardiologista, carlista, cartunista, castrista, casuísta, catastrofista e qualquer merda que termina com ista. A maioria dos canceladores são influenciados por artistas e youtubers vagabundos como o Nelipe Feto, e além de ser um bando de fanboy debiloide que usa GIF da Gretchen, eles cancelam sem nem verificar a porra das informações.


Como ser cancelado[editar]

Basta você ser alguém semi-famoso, aí você fala um A errado ou faz uma piadinha pesada, e já chega um exército de retardados e começam a subir suas hashtags mongóis no Twitter, geralmente marcando empresas, pra te fuder ainda mais. Sempre vai ter um gif da Cuca do Sitio do Pica Pau Amarelo Gretchen ou da Fiona do Shrek Tula Luana, ou até mesmo um gif de coreanos viadinhos.

Tipos de canceladores[editar]

K-poppers[editar]

Uma espécie criada por Kim Jong-Un, é claro que elas iriam cancelar outras pessoas por Xenofobia. O Orochinho foi cancelado por essas desgraças vivas, com um monte de guria debiloide reclamando porque ele falou Xing Xong e falou que o Chonglonger vomita o almoço, floodando emails pra Big Hit e floodando porno gay nos tweets dele, mas ele resistiu a essa horda de retardados, e o termo "Xing Xong" ganhou popularidade, mais uma vez o Orochi foi o vencedor mesmo perdendo o Twitter. Mas mesmo a maioria cancelando, sempre tem uma que manda gif só para espalhar a Igreja Xing Xong da verdade universal.

Patricinhas do Instagram[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Luisa Mell

Esse tipo é um dos mais retardados que existem, uma foi tão burra que cancelou o Maionese só por fazer clickbait com cachorro sendo maltratado, também não verificam informações, já que são tão burras que só sabem tirar selfies.

Corujas[editar]

Corujas é uma forma de chamar a milicia infantil do Felipe Neto, são formados por crianças retardadas de 8 a 13 anos que obedecem cegamente o Felipe Neto, eles cancelaram o Poladoful antes mesmo da existência do cancelamento virtual existir, então podem ser considerados o fundador de tal ato.

Movimento Sem Humor Negro[editar]

Inicialmente usando do pretexto de um suposto racismo estrutural para barganhar em cima das cotas raciais privilégios para si e para os seus, agora não esconde mais os seus interesses mesquinhos e é o espelho vivo do adágio atribuído a Paulo Freire que diz que sem uma educação libertadora (que por motivos óbvios, não existe em nossas escolas) o sonho do oprimido é ser o opressor, coisa escamoteada sob o lema de um pretenso protagonismo.

Usam de posições destacadas no Twitter para sair cancelando a geral que não concorda com seus ditames completamente preconceituosos e enganadores, sendo apoiados pelo grande empresariado, que veem nisso uma grande oportunidade de excluir uma vasta legião de candidatos da disputa pelas cada vez mais raras vagas disponíveis no mercado de trabalho.

Ficam querendo ressignificar as palavras, os termos e os usos de jargões no campo cultural para se pagarem de arautos contra a exclusão social da população negra, mesmo não fazendo nada além de encher muito o saco com seu besteirol inconveniente.

Queers Não-binários[editar]

Outra sub-raça que se prolifera em uma progressão mais assustadora que os Gremlins graças ao fomento de clickbaits lançados pelos BuzzFeed e Universa da vida, tornam o clima já terrível entre minorias, tais como feministas e LGBTs em geral por exemplo algo ainda mais tenso do que já seria por si só, dado que a briga de foice entre as minorias em nome de um pretenso protagonismo, nem que seja para atuar como mero Leão de Chácara de um megacapitalista.

Também são cheios de querer ressignificar tudo com base em sua doutrina tacanha, querendo se meter a mais entendidos na língua portuguesa que o Professor Pasquale e tornando a vida de toda e qualquer pessoa completamente insuportável e também sendo bastante útil para os grandes empresários pelos mesmos motivos da turma do Movimento Sem Humor Negro citado acima.

Usam contra todos aqueles que questionam suas posições o termo transfóbico, mesmo quando a pessoa no contraponto é um transsexual como a Roberta Close ou o Thammy Miranda.

Veggies by Anus[editar]

Propagadores do equivalente ao Terraplanismo no campo da Nutrição, os Veggies by Anus, ao invés de ficarem quietos e comerem seus vegetais em paz, ficam torrando o saco de tudo e de todos apelando ao martírio dos animais tal como os pregadores cristãos fazem com o mítico martírio de Jesus Cristo, tentando se aproveitar disso pra converter mais e mais fieis para a causa religiosa.

Além disso, são arautos em querer enfiar raças introduzidas justamente para servir a alimentação humana em pretensos santuários, sem dar qualquer importância para o impacto ambiental de tal espécie introduzida sobre o ambiente selvagem, com a eventual morte de animais selvagens e a degradação de tais ambientes ainda relativamente preservados por conta de sua religião, na qual se colocam como pretensos defensores da vida animal.

Utilizam-se da culpa cristã com o objetivo de alimentar o seu rebanho de gado político, inclusive tirando eventualmente proveito financeiro as custas disso, além de chamar a todos aqueles que não concordam com os seus preceitos de carnistas, se fazendo convenientemente de desentendidos do porquê serem um dos grupos mais odiados da internet.

Jabbas[editar]

Ao invés de tentarem se comprometer a uma dieta pra lidar com sua obesidade mórbida, ficam reclamando da inadequação dos espaços públicos para seu corpo paquidérmico, reclamando de discriminação por serem gordos a ponto de não passarem na roleta do busão por exemplo.

Para se fazerem de arautos em uma cruzada em favor de direitos pra eles próprios, ficam reclamando de gordofobia e ficam na patrulha a qualquer um que fale de dieta, pintando ela como algo excludente em detrimento deles, os jabbas, que supostamente se sentem bem com seu próprio corpo e não querem que ninguém saia do grupo dos paquidérmicos.

Ciclolobbers[editar]

Também conhecidos como motorfóbicos, estão metidos no ativismo de uma pretensa mobilidade urbana alternativa que mais atrapalha do que ajuda no dia-a-dia das pessoas e estão ora enchendo o saco militando em favor da bicicleta na internet e muitas vezes estão também encastelados nos escaninhos das repartições públicas ligadas ao planejamento urbano de tal forma que nem Pinochet seria capaz de nos livrar de tal praga.

Os ciclolobbers ficam culpabilizando o carro pelos problemas no ambiente urbano, tais como poluição e a crônica falta de áreas verdes dentro de tais áreas, querendo empurrar a todo custo um modelo de urbanização alternativa que na prática mais atrapalha do que ajuda na movimentação dentro de nossos ambientes urbanos, onde o transporte público tende a tratar as pessoas como verdadeiras sardinhas em lata em condições pouco seguras e por vezes até desumanas de transporte.

Chamam seus desafetos e a todos aqueles que discordam de seus ditames de carristas e tornam a já difícil vida nos ambientes urbanos ainda mais difícil do que já é com ciclofaixas extremamente inseguras e ciclovias subutilizadas que quando muito servem de cartão postal para políticos que tal como Fernando Haddad, querem se promover como tocadores de obras, mesmo tornando o ambiente urbano ainda mais problemático do que já seria normalmente.

Judeus[editar]

Esses são os canceladores mais perigosos. Além de ter em suas mãos ferramentas como o twitter, também tem meios de imprensa que publicam basicamente o que lhes convém, sendo que qualquer coisa que lembre ainda que remotamente a Hitler ou a nazismo pode ser cancelado virtualmente com um estalar de dedos. Pewdiepie que o diga.

Lista de Cancelados[editar]

Um pedido a todos os canceladores de plantão.

Ver Também[editar]