Coma of Souls

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Deus metal(2).jpg
Este artigo foi abençoado pelo DEUS METAL!

Vamos louvar o DEUS METAL!! \,,/.Ò.Ó.\,,/
HAIL! HAIL! HAIL AND KILL!
DesBoleros em Ingrêis.png Este artigo trata de um álbum

E você baixa da internet porque não tem dinheiro.

Conheça o resto da playlist clicando aqui.


Cquote1.svg Eles me agradaram muito com esse álbum! Estou até emocionado! Cquote2.svg
Deus Metal sobre Coma of Souls
Cquote1.svg Quantos riffs! Quantas mudanças de tempos! Mille e Frank estão como eu! Cquote2.svg
Tony Iommi sobre Coma of Souls
Cquote1.svg A tradução é "coma as almas". Estou certa? Cquote2.svg
sua mãe sobre Coma of Souls
Cquote1.svg Eles estão ficando tão técnicos como nós... Cquote2.svg
Dream Theater sobre Coma of Souls
Cquote1.svg The promise of a better future is a lie! Cquote2.svg
Mille sobre políticos do Brasil
Cquote1.svg Aquele viado nos abandonou pra entrar nessa banda fuleira! Cquote2.svg
Sodom (banda) sobre Frank, o guitarrista
Cquote1.svg Se eu tivesse produzido o álbum iria ganhar muitas moedinhas, muitos dólinhas e iria me casar com o James! Cquote2.svg
Lars Ultrarich sobre Coma of Souls

Coma of Souls é o quinto álbum e o mais hiper-mega-hiper-bombástico, balão-mágico, cão arrependido, foderoso, super sayajin, forte, musculoso, bem-feito e gostoso de se ouvir álbum do Kreator. Com esse álbum a banda conseguiu um nível de Thrash técnico que nenhuma banda havia alcançado (...And Justice For All não chega nem perto). O que fez dele o melhor, o mais desejado, o mais sexy, o mais pirocudo bem produzido, o menos pior e o mais tudo da banda. Reza a lenda que até Barack Obama escuta o álbum vez ou outra.

Cquote1.svg Que a lavagem cerebral comece! Cquote2.svg

Antecedentes criminais [editar]

No Extreme Aggression o Kreator não se saiu tão bem assim... a gravadora os puniu com uma hora de Zorra Total impiedosamente, Mille chorou, esperneou e o dono da gravadora parou a tortura. Para não ter que ser torturado de novo (ainda mais dessa forma cruel), Mille e os outros caras decidiram sentar e conversar sobre um novo álbum: Cquote1.svg Iremos demitir aquele guitarrista que ninguém sabe o nome e fazer uma música mais técnica Cquote2.svg
Mille sobre Começo do CoS
Cquote1.svg Vamos pegar o "Blackfire" do Sodom. O cara fez o Persecution Mania e Agent Orange, dois álbuns clássicos! Cquote2.svg
Ventor sobre novo guitarrista
Cquote1.svg De acordo! E vocês vão aumentar o volume do meu baixo? Cquote2.svg
Rob Fioretti sobre seu baixo.
Cquote1.svg Claro que não! Cquote2.svg
Mille e Ventor
Cquote1.svg BUÁ! Vou xingar muito no Twitter! Cquote2.svg

Produção[editar]

Cristalina e muito pica. Eu já falei que esse é o melhor álbum do Kreator? É tudo foda, você consegue escutar todos os sons perfeitamente, até os batimentos cardíacos dos caras da banda você consegue escutar!

Lançamento de disco [editar]

Mille estava feliz porque a sua Alemanha Ocidental juntou com o lado da Vodca. Estava tudo bem, as músicas já prontas e com muitas mudanças de tempo e ritmo. Coma of Souls foi lançado em 1990, antes que o Thrash começasse a mergulhar na obscuridade... muito triste... que dó! As bandinhas de Thrash sumiram do mapa nos anos 90... buá!!, você viu? Black Album, Risk, Diabolus in Musica.... buá!! Que dó!! Roots, Sound of White Noise... Luan Santana, MC Créu... bem... tirando isso de lado, Mille recebeu vários pedidos de casamento de fãs enlouquecidas entre outras aventuras e altas confusões que essa galerinha de Essen se meteu!.

Recepção[editar]

Esse álbum é bem recebido até em Marte, Plutão (esse aí foi demitido do status de planeta), Júpiter e Saturno. Todo mundo, eu disse todo mundo, acha esse álbum foda. Que 'c tá esperando? Vai logo comprar-lo!

Conteúdo lírico[editar]

As letras agora estão mais maduras e mais pensativas/filosóficas. Tratam de problemas sociais, a escravidão material do Capitalismo, condições dos trabalhadores, visitas ás terras lá de baixo, anti-nazismo, escravidão mental e pais que vendem suas filhas para maníacos sexuais.

Músicas[editar]

  • When The Sun Burns Red/Meu Rabo Está Vermelho - Música sobre hemorroidas.
  • Coma of Souls/Coma Alpiste - Música sobre como alimentar pombos.
  • People Of The Lie/Pessoas como Teu Pai - Diário de um cachaceiro.
  • World Beyond/Acre - Fala de uma terra mitológica perto de Cuba.
  • Terror Zone/Complexo do Alemão - Fala da megaoperação no Rio de Janeiro (cidade) em 2010, quando maior traficante do país foi preso.
  • Agents of Brutality/Rota e Bope - Fala que policiais de elite são muitos brutos.
  • Material World Paranoia/Estou Doido - Fala de como lidar com doentes mentais.
  • Twisted Urges/Desejos Macabros - Fala que você não pode vender sua filha pra estranhos.
  • Hidden Dictator/Lula - Conta quem manda nesse país...
  • Mental Slavery/Escravo do Psicólogo - Não dê dinheiro para o seu psiquiatra psicólogo!

Integrantes[editar]

  • Mille Petrozza - Vocal e cavaco de duas cordas.
  • Frank "Fogo Pretin" - Foda! Lenda viva da guitarra!
  • Rob Fioretti - Baixo
  • Ventor - Batera e boquete.

Ver também[editar]