Comando de Libertação Nacional

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Hammer and sickle.png Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.


Bandeira do movimento.

Cquote1.svg Fujam para a COLINA! Cquote2.svg
Hino da COLINA
Cquote1.svg Run to the Hills! Cquote2.svg
Iron Maiden sobre COLINA

Comando de Libertação Nacional ou COLINA, foi mais um dos muitos grupos guerrilheiros que badernizaram o país Brasileiro na era ditatorial surgida em 1967 após um grupo sem nome se fundir ao POLOP e diziam ser aliados da Organização Latino-Americana de Solidariedade, pseudo-organização imitona da Cruz Vermelha, que na verdade era uma organização comunista perigosa na América Latina. Em 1969 mudou de nome para VAR-Palmares, após levarem um pau no cu do AI-5.

O Colina era um grupo que babava os ovos do Che Guevara (sim, é verdade, Che várias vezes baixou as calças para eles babarem) e quando o capitão boliviano Gary Prado mandou Che pro inferno, o Colina tentou em 1 de julho de 1968 matar o filho da puta no bairro da Gávea, mas, tal como o cara que tentou matar Carlos Lacerda e errou o alvo, eles também acertaram a pessoa errada, um major do Exército alemão, Edward Ernest Tito Otto Maximilian von Westernhagen, provando que político de direita tem um poder maldito para escapar de atentados. Com isso, o Colina tentou fugir para as colinas, sem sucesso: os líderes foram mortos e quem sobreviveu virou da VAR-Palmares. Mas ai é história e piada de mal gosto para outro artigo.

O único sobrevivente do COLINA, Dilma Rousseff, sabe-se lá como, virou presidenta do Brasil, provando que o comunismo as vezes vence.

"Gor-gor-du-duuuraa" Ruth Lemos disse que este esboço não tem um valor nu-no-nu-nu-tri-tri-triv, a-adequado!.
díiiiiicas para melhorar este artigo!
Mariguelladeadfake.jpg
Uma torta para Jaiminho.JPG