Complexo Industrial da Mina de Carvão de Zollverein em Essen

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Você quis dizer: Buraco gigante Cquote2.png
Google sobre Complexo Industrial da Mina de Carvão de Zollverein em Essen
Cquote1.png Isso aqui me parece muito seguro Cquote2.png
Mineiro em Zollverein antes de ser engolido por uma rajada de fogo

O Complexo Industrial da Mina de Carvão de Zollverein em Essen é um complexo complexo (???) de uma mina de carvão na Alemanha. É uma das indústrias mais antigas da Europa, e por isso lá só tem máquinas velhas e enferrujadas, que se ainda não quebraram vão quebrar logo. Criada quando não havia indústria, é considerada uma das minas de carvão mais bonitas do mundo (apesar de minas de carvão não serem bonitas).

História[editar]

Um complexo mineiro bastante seguro.

Ela surgiu porque as indústrias precisavam de carvão para fazer fumaça, usada como inalante por viciados usuários. Na região próxima a Essen, em algum lugar na Alemanha, foi descoberta usando um aparelho de Raio-X uma grande quantidade de carvão pronta para virar fumaça. Baseado no nepotismo na necessidade de cada um, o governo distribuiu as regiões mineiras entre os mineiros, que explorariam as minas.

Depois de cavarem um buraco gigante por 51 anos, além de formarem um novo cú do mundo, eles encontraram carvão. O problema era levar o carvão até a superfície. Para isso, precisaram de anos para construir uma escada com acesso ao mundo exterior, e posteriormente um elevador. Aos poucos a mina foi se desenvolvendo, ganhando mais elevadores, vagabundos trabalhadores, máquinas para a retirada do carvão, e outras coisas; até se transformar no maior buraco a céu aberto na Alemanha.

Mas esse complexo mineiro descobriu outro potencial, além da extração de carvão: Causar desastres. Além do carvão, nessa mina havia um grande estoque de gás inflamável. Qualquer besteira e o gás pegava fogo e destruía toda a mina, matando todos que estivessem próximos (num raio de 15 km). De tantas explosões e incêndios, a mina ficou paralisada por alguns anos.

Depois que inventaram um modo de esvaziar o gás da mina (bombeando-o para fora), além das cidades próximas registrarem mais casos de incêndio, os mineiros puderam retornar ao trabalho no complexo industrial. O complexo cresceu e se expandiu pelo subterrâneo até chegar próximo ao magma no interior da Terra. Nessa época, foram retiradas 69 bilhões de toneladas de carvão e mais 37 mil toneladas de gases inflamáveis que sobraram dentro dos túneis, e por sorte não formaram uma bola de fogo e destruíram tudo.

O complexo mineiro entrou em decadência depois que descobriram o petróleo e o álcool, que eram muito melhores do que o carvão. Hoje a única atividade que continua ativa nessa mina é a extração do restante do gás inflamável para ser usado em carros adaptados. E também ela recebe visitas de turistas chineses. Ela só não é esquecida completamente porque se tornou um patrimônio mundial.