Corretivo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

ESSE ARTIGO FOI EDITADO, NÃO CONFIE EM NENHUMA INFORMAÇÃO CONTIDA NELE.


Cquote1.png Experimente também: Prestar atenção Cquote2.png
Sugestão do Google para Corretivo

Cquote1.png Para de pintar a carteira, CARALHO!!! Cquote2.png
Professora de TPM sem o que fazer sobre aluno baderneiro desenhista

Corretivo é uma substância branca, líquida, viscosa e potencialmente tóxica muito utilizada por alunos semianalfabetos para esconder erros de gramática grotescos e irreversíveis, geralmente decorrentes do uso inadequado de uma caneta. Consiste geralmente em um pote grudento (só ficará limpo até o seu primeiro dia de uso) provido de um avançado aparato de engenharia, composto por uma tampa de plástico vagabundo e um tubo fino com algumas cerdas em seu final (que provavelmente foram reaproveitadas de alguma indústria de pincéis). Recentemente tem se tornado muito comum o uso de canetas corretivas, verdadeiros artefatos de lixo luxo, que além de mais raros também são mais chiques e discretos, e portanto, não é qualquer um que pode tê-las.

História[editar]

Um corretivo de boa qualidade é capaz de fazer milagres. Eu disse "boa qualidade", o que não tem nada a ver com aquela porcaria que você compra por 1,99 naquela lojinha do Paraguai aí perto da tua casa.

O corretivo foi inventado por um francês chamado Anthonie Corrective em 1874 da mesma franquia de Henry Ford criador da Ford.No entanto há um caso no mundo antigo onde um escrivão errou ao escrever no papiro e utilizou de um corretivo arcaico Achando que ficava mais bonito usar tinta de parede ao invés de fazer tudo de novo ou bater a letra certa em cima desperdiçou seu tempo adicionando diferentes tipos de glitter à tinta que roubara e criou a Liquid Paper. O nome, que numa tradução livre significa papel com uma coisa branca que você deixa cair no teclado na madrugada chamou a atenção e atraiu vários trouxas que preferiam passar essa porcaria e ficar esperando meia hora até secar do que riscar em cima da cagada. Depois a indústria japonesa resolveu criar a fita corretiva na tentativa de superar os americanos. O que ela ganha de estética perde no preço, então ficou a mesma merda de antes. Outra coisa que fizeram foi a caneta corretiva. Ela foi criada pelos políticos. É basicamente um tubo com tinta cheia de gasolina e cola de sapateiro. O usuário fica drogado com o cheiro e na hora de votar escolhe o Tiririca.

Tipos e utilidades[editar]

Corretivo liquido[editar]

É o mais ralé de todos. Vem naquele potinho de 18 ml que deixa ele endurecer logo que sai da papelaria. Ele deixa o papel dez vezes mais grosso, demora uma eternidade para secar e quando parece que está seco escrevem em cima fodendo o papel.

  • O uso mais comum é as meninas desenhar coração na carteira e pintar com caneta vermelha ou rosa por cima.
  • Alguns marginais usam para aumentar o poder de fogo de uma bolinha de papel. Porém a cola glitter é mais usada.
  • Os tarados usam para desenhar uma piroca na bunda da gostosa quando ela está de costas.
  • Os economicamente desfavorecidos usam para colar papel quando a cola que vem no kit escolar acaba.
  • Use no desenho na aula de artes. Nem precisa dizer o que vai acontecer com os outros desenhos que estiverem na mesa da professora.

Fita corretiva[editar]

Parece uma fita adesiva. É bem difícil de achar e tem na cor rosa (sério). Já fora da caixinha de plástico é quase igual a uma fita veda rosca. Só pela descrição já dá para saber que é uma merda. Já que fez a cagada de comprar jogue com toda a força na lousa. E aproveite sua suspensão de três dias.

Caneta corretiva[editar]

É cara, mas é possível achar uma dessas para cada vinte corretivos comuns em uma sala de aula. Já ouviu falar naquelas canetas perfumadas que as moças apaixonadas usam? O cheiro é igualzinho. Menos um levíssimo cheiro de petróleo que deixa qualquer um com dor de cabeça. Para usar ponha a ponta no papel e aperte um pouco. Pode parecer um pau gozando mas não é culpa minha. Eu poderia dizer outra coisa. Mas a situação ficou meio pornográfica e só pelo formato você já deve ter pensado nisso então para acabar logo o artigo só vou dizer isso: ENFIA NO CU!!!