Cretáceo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Cquote1.png ROOOOOAAR!! Cquote2.png
Tiranossauro Rex sobre Período Cretáceo
Cquote1.png ROOOOAARR!! Cquote2.png
Dercy sobre Período Cretáceo
Cquote1.png Cretáceo é aqueles animais tipo caranguejo, lagosta, etc... Cquote2.png
Carla Perez sobre cretáceo

O Cretáceo (também chamado Ex-Cretáceo), é uma idade da Terra que está compreendida, aproximadamente, há 140 milhões até 65 milhões de anos atrás. Em suma, antes de surgir a Internet ou doce de leite de sorvete e antes de sua avó ter nascido. Foi o último período da era Mesozóica, que durou... muito tempo! (feixe de duração muito vago!). Neste momento, por razões X e Y, quase todos os dinossauros foram extintos, com exceção de Barney, um dinossauro cujo nenhum registro fóssil foi encontrado, por isso, cogita-se que este ainda está vivo. Também se tornaram extintos um montão de bichos que faziam parte da fauna da época, tais como sapos saltitantes de dois metros, parentes do Monstro do Lago Ness e algumas lhamas gigantes, erroneamente denominadas Albertossauros, embora a maioria deles estejam vivos segundo a Wikipedia Jurassic Park. Destaca-se também o fato de que quase todo o petróleo que possuem os árabes e venezuelanos hoje foi formado nesse período.

De acordo com lamarckistas cretacionistas, no Período Cretáceo, que durou exatamente 120 anos, os dinossauros não eram nada amigáveis e os dragões, indiferentes, eram também muito antisociais.

Se você estiver em uma viagem ao passado e se encontrar com isso, é melhor meter a marcha atrás.

Etimologia[editar]

A palavra Cretácio provém da palavra grega creta que não significa nada, mas lembra excretar. Por isso, crê-se que há alguma correlação entre os dois termos.

Geografia[editar]

Durante todo o Cretáceo, o nível do mar subiu freneticamente, devido ao fato de que não haviam instalações sanitárias, tronos, como eles gostam de chamar, e todos os répteis supergigantes errantes gritaram por toda a parte, afirmando que o nível da água ficaria alto até atingir o Deserto do Saara e Atacama.

O supercontinente Pancreas começou a se separar graças a deriva continental, ou a falta de uma boa cola para mantê-la unida e foi dividido em várias partes. Assim, a atual sul-americana divorciada da África, Europa, Austrália, China e Índia e América do Norte a partir de diversas Lemuria. Atlantis ainda não tinha sido submersa no mar, e a Antártica foi uma selva tropical, ainda não haviam ingleses à procura de petróleo.

Os territórios separados, permitiu que diferentes espécies raras fossem criadas e que a biodiversidade fosse claramente marcada em cada território. Provavelmente, foi neste momento quando Deus estava entediado e sem ideias, decidindo criar o antepassado dos ornitorrincos e todas as outras espécies de marsupiais.

Paleobotânica[editar]

A extinção de numerosas espécies do Cretáceo teve consequências imprevistas.

A diversidade de tipos de plantas período era composta por gramíneas, erva, marijuana, mais ervas, samambaias, mais samambaias, pinheiros de quinhentos mil metros de altura com cheiro de fezes sudados (das quais não pôde ser colocado na parte traseira do carro, por causa do mau cheiro), a floresta de abetos, mais samambaias, mais erva, plantas de muito curiosos nomes de um trabalho muito complicado, gimnospermas, angiospermas e outras plantas que existem ainda hoje, embora com menos de vinte metros.

94% das plantas da época possuíam complexos sistemas de autodefesa, pois os cavernicolas idiotas cultivavam plantações, para não terem necessidade de ir ao mercado. As plantas que não tinham veneno possuíam espinhos. E as folhas foram cobertas com veneno, o caule tinha espinhos com veneno, e até mesmo espécies vegetais escupiam veneno, apenas por preucaução.

Haviam outras espécies carnívoras que se alimentavam de pequenos dinossauros, moscas e mosquitos gigantes e alguns trogloditas que os cultivavam acidentalmente. Medindo cerca de dois metros e meio, foram armados com dentes onde, obviamente, havia veneno segregado (minando, mas difíceis de capturar metade da barragem) com o caule e as folhas-dura como preênsil mãos, que usavam para remover os ossos alojados dentro de seu estômago (não dispunham onde evacuar os restos mortais).

Biodiversidade[editar]

Representação animatrônica das baratas do Cretácio superior se não tivessem sido extintas.

Entre o grupo de espécies do período Cretácio podemos encontrar uma diversa variedade de espécies. Entre elas, destacamos:

  • Dinossauros: Dominaram completamente o período. Qualquer oposição que lhes apresentava era massacrada por exércitos formados por Tiranossauros, Deynonichus e Steven Spielberg que lhes dava vida. A única oposição ao qual não puderam resistir foi Dercy um meteorito gigante que os levou a extinção.
  • Pequenos Mamíferos: Sobreviveram devido ao seu pequeno tamanho. Deus os criou no Jurássico inferior (que estava no térreo) e pela ausência dos dinossauros eles dominaram o mundo.
  • Buga-Buga Cavernícolas: Resultado da evolução dos ratos e dos demais mamíferos do Cretácio Médio. Segundo a história oficial mundial, afigurou-se a apenas 1 milhão de anos atrás, mas aqui vamos contar a história verdadeira e não escondê-la com falsos fatos, o homem apareceu há 95 milhões de anos atrás e partilhava com o território dinossauros, como é mostrado em "Os Flintstones". A única diferença foi que a vida era muito mais complicada na realidade.
  • Insetos Gigantes: Viveram desde o início da Terra. Não se sabe o porquê de não terem sido extintas, mas se sabe que sabe que sobreviveram a todos os fenômenos incluindo a Era Glacial do planeta.
  • Bicharada Voadora: Espécie provida de aves e dinossauros. Feia como em Jurassic Park III. Involução das criaturas de 15 metros de pombos em comum, hoje, um total desperdício de tamanho.

Extinção e fim do Cretácio[editar]

O Adolfo13 foi o cometa que causou um holocausto às pobres criaturas que viveram no Cretáceo.

A extinção em massa durante este período é analisada por várias razões. A teoria do meteorito pode ser refutada porque não foi encontrado nenhum meteorito ou algo do género na alegada área de impacto (Acre). Apenas uma pilha de pedras encontradas na camada verde Cretáceo pertencente apenas aos meteoros. Mas nada que revele, pelo menos, para os cientistas no Museu de História Natural de Nova Iorque.

Outra teoria é que a mudança climática causada por gases do efeito estufa provocaram algumas mudanças drásticas no clima global. Outra teoria é a de que os dinossauros e outros répteis foram raptados por extraterrestres, teoria que todos negam, mas, já que há ossos de dinossauro e de outros bichos por aí. Atualmente, a teoria aplicada pela maioria dos cientistas é que os cavernícolas conseguiram encontrar uma maneira de vencer os dinossauros, mas não sabemos qual foi a mesma.

Ver também[editar]

<< Mesozoico >>  
<< Triássico Jurássico Cretáceo >>
A Escala de tempo geológico
<< Cretáceo >>  
<< Cretácio Inferior Cretáceo Superior >>
A Escala de tempo geológico