Crimes hediondos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crimes hediondos marcam uma geração, como a Isabella da janela que foi assassinada pelos próprios pais por motivo até justo, mas considerado fútil pela justiça; ela queria assistir a Galinha Pintadinha bem no horário de uma partida de futebol imperdível entre o XV de Piracicaba e o Internacional de Limeira

Crimes hediondos são aqueles crimes que aparecem na televisão e ficam dias, semanas, meses ou até anos sendo mostrados. A repercussão desse tipo de crime é bem grande e dá bastante audiência, o que no Brasil representa a grande maioria dos crimes. Puta paisinho de bosta esse!

Um crime hediondo: um carro rebaixado, entalado na lombada, atrasando todo o trânsito. Um monstro desses merece perdão?

Estes crimes estão representados na Lei 8072 de 1990, só porque a Constituição Federal Brasileira de 1988 citou esses crimes hediondos, mas nem se deu ao trabalho de explicar o que são. Assim, a Lei 8072 de 1990 é o próprio significado de crime hediondo, e de forma taxativa. Apenas o que a lei disser que é hediondo será hediondo, não importa. Colocar o cu pra fora junto com o intestino igual a Dirty Garden Girl no meio de uma praça pra todo mundo ver, apesar de ser inconcebível e imperdoável, não é considerado hediondo pela Lei de Crimes Hediondos, uma palhaçada sem tamanho.

O que são exatamente[editar]

Hediondo bem do latim edmundo, que significa animal. Assim, crimes hediondos são aqueles crimes cometidos de uma forma tão animal e brutalesca que eu até tive que inventar essa palavra só pra poder explicar o que são crimes hediondos, e ainda não consegui explicar.

Esses crimes, além de serem hediondos e edmundos, também são inafiançáveis. Quem comete uma barbárie dessas não pode nem molhar a mão do juiz para respirar a liberdade, mas a própria lei permite que o réu apele em liberdade. Como a lei brasileira parece uma versão jurídica de Os Simpsons, ainda que o criminoso que comete um ato hediondo não possa ter fiança, pode ter liberdade provisória e liberdade condicional. A lei brasileira nunca falha na comédia.

Esse tipo de crime é comparável aos crime de tráfico de drogas, terrorismo, tortura e torcer para time estrangeiro, que juntos formar o quarteto dos T's. Por isso o crime de genocídio também é hediondo.

O que fazer quando avisar um crime hediondo sendo cometido bem na sua frente

Os crimes hediondos são insuscetíveis de anistia, graça e indulto, o que quer dizer nem mesmo o Michel Temer, que é escapista na arte de desviar de julgamentos, pode livrar um criminoso hediondo de sua sentença.

Quais os crimes[editar]

Resultado do cometimento de um crime hediondo, que no caso foi assassinar uma mulher mãe de um filho de um dos responsáveis pelo crime, parti-la em centenas de pedaços e alimentar cachorros (apesar de que alimentar os cãezinhos é sempre um gesto de humanidade)

O homicídio praticado por grupo de extermínio e o homicídio qualificado são exemplos de crimes hediondos. O caso da Isabella da janela, por exemplo, que ficou permeado na televisão brasileira e eu ainda hoje escuto alguma coisa dessa menina, foi um exemplo típico de homicídio qualificado, logo, um crime hediondo. Outros exemplos de homicídio que entram na lei dos crimes hediondos são o caso do goleiro Bruno, que só matou a cabocla pra não pagar pensão, e o caso do sujeito que Matou a Família e Foi ao Cinema.

Latrocínio é outro tipo de crime hediondo taxado na lei dos crimes hediondos, no qual o bandido rouba a vítima, depois a mata. O latrocínio seguido de estupro é ainda mais hediondo, no qual o bandido rouba a vítima, mata, depois estupra o corpo falecido.

Chantagem criminosa, nas formas da extorsão mediante sequestro e cárcere privado ou qualificada pela morte são outros tipos hediondos. A chantagem comum não chega a ser hedionda, a não ser que envolva os chifres de um marido traído, pois com corno não se brinca.

Estupros em todas as suas formas são crimes hediondos, mas alguns são mais hediondos que outros. Estupro de aleijado é um exemplo disso, que é tão hediondo que o artigo referente ao crime até foi apagado, ficando esse link vermelho aí que permanecerá para todos lembrarem de nunca estuprar um aleijado.

Também, falsificar ou adulterar produtos medicinais também é crime hediondo. Realmente, é algo sem perdão. Para exemplificar a gravidade desse tipo de crime, um velhinho de 95 anos, bem broxa, conhece uma menina bonita e gostosa de 18 anos, vai usar um comprimido de viagra falsificado e o pinto não levanta, isso é pura maldade. Por isso a falsificação de medicinais é inafiançável. Um monstro que faz isso não merece piedade.

Finalmente, no fim do ano de 2017 resolveram colocar o porte ilegal de arma de uso restrito (uso restrito apenas para as facções criminosas) como crime hediondo. Agora sim esses bandidos estão ferrados! Quero só ver se eles aguentam isso.

Ver também[editar]