Cuba

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Ditaduramilitarbrasil.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Cuba: ame ou deixe!
Ditaduratumulo.jpg
República Socialista Soviética de Cuba (Nacan)
Califado Soviético Fidelista da Grã-Flórida
Cuba
Bandeira de Cuba
Brasão de Armas de Cuba
Bandeira Brasão
Lema: "Semper fidelis a Fidel"
Hino nacional: Guantanamera

Localização de Cuba

Capital Havaiana
Cidade mais populosa Guantánamo (inglês), Chê's City (em Castelhano) ou Tchê's City (em Gauchês)
Língua Espanhol, Portunhol e Rede Globês
Religião oficial Castrismo
Governo Ditadura Comunista Cofrista Fidelista
 - Presidente Dilma Rousseff
Heróis Nacionais Che Guevara, Hugo Chávez e Fidel Castro (óbvio)
Área  
 - Total 2424,24 Km² km² 
 - Água (%) 51
Analfabetismo 137 
População 6.10²³ hab 
PIB per Capita -31.000.000 (devendo aos EUA
IDH 1.0 (Globo) / -12 (realidade) 
Moeda CC$ (Charutos Cubanos)
Fuso horário AZT + 1 (Acre's Zone Time)
Clima Muito Quente, principalmete nos discursos de Fidel
Website governamental www.cia.gov [1]


Cquote1.svg Você quis dizer: União Soviética portable? Cquote2.svg
Google sobre Cuba
Cquote1.svg Cê quer um charuto, meu filho? É havano! Cquote2.svg
Coringa sobre Cuba
Cquote1.svg Quero ver se Cuba lança, quero ver Cuba lançar Cquote2.svg
Música de carnaval brasileiro sobre Cuba
Cquote1.svg Acho sensacional essa estética retrô de Cuba Cquote2.svg
Turista maconheirinho comunistinha sobre ver os cubanos dirigindo um Chevy 55 caindo aos pedaços e morando em prédios mais decrépitos ainda
Cquote1.svg Vai pra Cuba!! Cquote2.svg
Um novo modo de ofender no Brasil

Cuba é uma ilha do Caribe e uma das ex-repúblicas soviéticas para a qual Mikhail Gorbachev se esqueceu de dizer que a União Soviética se dissolveu, um paraíso caribenho que numa época distante foi uma república capitalista outrora vívida e próspera, transformada eternamente num atrasado buraco comunista escravizado pelo Estado e saqueado por uma mesma família desde os anos 1960. Até hoje, o melhor que Cuba tem a oferecer são os vestígios de sua antiga era republicana de meio século atrás, e isso inclui Cadillacs de 1957, histórias antigas de quando o povo tinha alguma alegria, e qualquer belo edifício que ainda não tenha entrado em colapso devido à expropriação do governo ou ao abandono de meio século.

As únicas pessoas que gostam de Cuba não são de Cuba ou nunca vão para Cuba, sobretudo estudantes playboys de universidade pública. A verdade é que Cuba tem um problema de emigração há anos: devido à abundância alimentar e ao bom desempenho nos esportes, os habitantes cubanos estão sempre muito bem nutridos e atléticos para atravessarem o oceano Atlântico a nado para chegar num país imperialista e capitalista para descobrir com os próprios olhos como lá é tão pior que Cuba.

História

Povos nativos

Antes da chegada dos europeus, o povo nativo de Cuba era uma avançada civilização de cyborgs comedores de arenques, mas muito pacíficos e sensíveis. Se dividiam em duas etnias, os Taínos (que tiveram a perspicácia de fugir de Cuba antes que desse merda e vieram morar no Brasil como refugiados antes de existir o Brasil) e os Guanahatabeys que nunca foram comunistas e por isso são tratados como inexistentes pelos cubanos que, na verdade, consideram que a ilha foi criada em 1960, portanto tudo antes disso é tão irrelevante quanto os Guanahatabey.

Todos esses índios antigos morreram de pneumonia após a chegada dos pestilentos espanhóis do mal.

Colonização

Espanhóis fazendo o juramento que jamais permitirão que a ilha de Cuba se desenvolva.

Cristóvão Colombo foi o primeiro europeu a chegar em Cuba em 1492, durante suas férias no Caribe. Nomeou a ilha de Juana em homenagem à quantidade exagerada de marijuana, mas o nome não pegou porque a Jamaica era mais interessante nesse quesito. Colombo morreu pensando que Cuba era uma península da Jamaica e era um país legal.

Durante a colonização Cuba foi transformado num imenso canteiro de plantação de tabaco abandonado. Começou como Vice-Reino da Nova Espanha e depois virou capitania-geral, que foi quando o nome "Cuba" pegou, pois qualquer nome que começasse com "cu" daria certo.

Independência

A Guerra de Independência Cubana em 1868 surge quando os cubanos insatisfeitos com o abandono dos espanhóis, que preferiam estar no Peru, decidem declarar a independência. Ao invés de acontecer o que aconteceu em todas outras colônias (A colônia cria tanto problema até a metrópole encher o saco), nessa de Cuba os Estados Unidos resolveram simplesmente se intrometerem na questão, dando origem à Guerra Hispano-Americana. Desde o século XIX os americanos se achavam no direito de interferir no problema dos outros, e foi isso que fizeram ao ajudar no processo de independência de Cuba.

Com a derrota espanhola, as ilhas de Cuba e Porto Rico viraram uma província dos Estados Unidos. Bom, Porto Rico está muito bem obrigado até hoje, já Cuba...

Domínio ianque

Um cubano chega em Miami através de uma de sua modernas embarcações.

Para quem matou as aulas de história, Cuba era antes de 1960 o que a Barra da Tijuca é hoje: um antro cheio de putas, jogo ilegal, playboys com nada na cabeça, lascívia em todos os cantos, boemia, sacanagem, cassinos e imoralidade por toda parte, tudo financiado pelos Estados Unidos.

A partir de 1898, os Estados Unidos transformaram Cuba num paraíso do capitalismo, um resort imenso repleto de prostitutas e rinhas de galo à luz do dia. Tudo que fosse ilegal no território continental dos Estados Unidos era liberado em Cuba. Foi a época de glória e desenvolvimento da ilha, quando Cuba era um paraíso cheio de alegria. As estatísticas indicavam que havia um cabaré em cada esquina e que havia mais de três mundanas para cada turista. Cenas de orgias a plena luz do dia eram bastante comuns.

Um drink foi inventado pelos soldados estadunidenses que servia para elevar a moral desses nobres combatentes que estavam ali tirando férias nesse paraíso tropical. A preparação da bebida era feita com rum e limão num copo tipo "highball" com gelo. A mistura era bem mexida e completada com o refrigerante de cola. Quando pronto, o copo era decorado com uma rodela de limão e servido com um canudo e uma bandeira de Cuba.

O ápice dessa gloriosa época cubana vem com o governo de Fulgencio Batista que prostituiu a população do país em troca de uns milhões de dólares depositados em sua conta pessoal.

Revolução cubana

Toda a prosperidade cubana começou a acabar no ano de 1956. Naquele fatídico ano para Che Que vara! e Fidel Castrado, Cuba estava sendo assolada por uma brutal escassez de limões, e ele e seus amigos de faculdade não conseguiam tomar sua bebida favorita, o "Rum com Limonada". Essa situação ameaçadora fez com que os cubanos se revoltassem contra o governo e causassem a Revolução Cubana, também conhecida como Revolução de 56, na qual os revolucionários tomaram o poder mesmo estando em minoria após heroicos combates. Embora na verdade a real causa da vitória era que quem estava no poder nem fazia questão dessa merda e simplesmente resolveu ir embora.

Com isso, Fidel Castro passa a ser "El Presidente" de Cuba e Antígua e Barbuda, Ministro da Defesa, Ministro da Fazenda, Ministro da Saúde, Ministro dos Esportes, Ministro dos Ministros e Ditador. Juntos Che e Fidel expulsaram de Cuba diversas empresas estrangeiras como a Coca Cola Corporation, a Microsoft Tropical Fruits, a Microsoft Wood and Forests|Microsoft Wood & Forests, a Microsoft Tobacco, a Google Inc., e a McDonald's, com o objetivo de trazer um atraso financeiro para a ilha que fosse irreversível, banindo o capitalismo, e decidiram comemorar esse fato tomando o seu drink favorito, o "Rum com Limonada".

Infelizmente a revolução ainda não havia resolvido o problema da falta de limões e tal drink não era possível de ser feito. É nesse momento que Fidel Castro tem a ideia genial de misturar seu Rum com a Coca Cola que Che Guevara acabara de libertar da fábrica recém expulsa. Essa bebida passaria a se chamar de "Cuba Libre", fazendo com que a questão dos limões se tornasse um assunto de pouca importância, e libertando Cuba da opressão da falta de limões e proporcionando drinks de qualidade a todos os cubanos.

Cuba comunista

A queda do comunismo.

Devido a falta de limões, Fidel e seus amigos se encontraram num mato sem cachorro e tiveram que virar camaradas dos camaradas, o que não era a ideia original, mas para os cubanos fugir dos americanos valia qualquer coisa, até vender a alma pro diabo. Os comunistas da União Soviética sustentavam a ilha do Papai Fidel. Verdade seja dita, os russos cagavam solenemente para os cubanos e sua ideologia, só ajudavam a ilha para irritar os Estados Unidos, e se isso irritava os Estados Unidos, a ilha de Cuba aceitava a ajuda mesmo que não fosse de uma amizade sincera.

Os soviéticos deram recursos para educar subversivamente aquele povinho bunda (que é bem parecido com o brasileiro), armaram um time de vôlei legal para fazer bonito nas Olimpíadas e ainda colocaram umas fábricas por lá (porque ninguém vai para frente sem fazer fumaça, o que nos leva ao Paradoxo da Jamaica, mas este é outro assunto).

Em 1962, a verdadeira intenção soviética de anexar Cuba surge com a crise dos mísseis cubanos quando a União Soviética mandou instalar bombas nucleares na ilha. Neste que foi o momento mais dramático da Guerra Fria, os Estados Unidos passaram a explodir qualquer balsa que chegasse em Miami, mas como a URSS estava falida, desistiu de Cuba.

Um belo dia o sonho acabou, a União Soviética foi para o saco, abandonou Cuba na merda, e o Papai Fidel ficou com um charuto na frente e outro atrás. Pelo resto de sua vida, Fidel culpou toda a desgraça típica do comunismo pelo imperialismo dos EUA.

Cuba após o fim da União Soviética

Fidel Castro Quando falam em liberdade...

Cuba parou no tempo e atualmente parece que ainda está em 1952, os livros de geografia daquele país ainda mostram União Soviética e Iugoslávia nos mapas. Em 1991, Papai Fidel já estava velho mas não estava otário, o cara percebeu que tinha uma mina de ouro na mão, fingir que a Guerra Fria nunca acabou. Cuba se transformou lentamente em um museu ao ar livre do marxismo, onde a frota de automóveis também data de antes da revolução. Em sua política externa, Castro se concentrou em conquistar os Estados Unidos e financiar guerras civis na África. Na política interna, concentrou-se em proferir longos discursos e perseguir dissidentes, sendo o texto anterior censurado para evitar a propagação da desinformação e da propaganda imperialista, pois não há dissidentes em Cuba, todos os cubanos pensam da mesma forma. Organizações de direitos humanos assinalaram que a situação em Cuba não é tão ruim quanto em outras ditaduras comunistas, como a Coréia do Norte, porque Cuba tem um clima quente e confortável.

Eventos recentes

Fidel Castro finalmente morreu, mas os miseráveis (literalmente!) cubanos que sonham com a liberdade de seu país não viram seu sonho se realizar. Se nem com a morte de Fidel Castro e aposentadoria do já senil Raul Castro o país melhorou, então quer dizer que os socialistinhas de merda da universidade tinham razão, a culpa nunca foi deles mas sim do embargo dos Estados Unidos que proíbe a venda de Coca-Cola e McDonald's na ilha. O novo presidente não democraticamente eleito do país é Miguel Díaz-Canel, um cara que ninguém nem conhece e ainda por cima é branco, o que desmente a ideia de Cuba ser um paraíso da igualdade racial.

Política

Uma cédula das eleições de 1995.

As eleições em Cuba são realizadas de forma diferente da maioria dos outros países do mundo. Cuba tem um sistema político bipartidário, com o Partido do Chapéu (Partido con Sombrero) de extrema esquerda que defende o uso de chapéu em todos os momentos e o Partido do Sem Chapéu (Partido sin Sombrero) de extrema esquerda mais moderada que não usa chapéus. O líder do Partido do Chapéu por 70 anos foi Fidel Castro, cujo zumbi atualmente atua como presidente de Cuba, enquanto por 70 anos o líder do Partido do Sem Chapéu foi Fidel Castro, o líder da oposição que também já morreu e também se encontra zumbificado.

Alguns comentaristas políticos notaram que esses opositores políticos, Fidel Castro e Fidel Castro, nunca foram vistos na mesma sala ao mesmo tempo. Há muita especulação sobre o motivo disso mas o governo cubano sempre negou que algo estivesse errado. Também é interessante notar que os debates políticos cubanos não são realizados ao vivo, com cada líder expondo suas opiniões separadamente, saindo da sala após terminar seu discurso, colocando o chapéu, e então vindo o líder da oposição discursando e concordando com todas as ideias que seu adversário teve a dizer.

O presidente Fidel Castro morreu em 2016 e o seu opositor Fidel Castro morreu em 2016 de modo que o Congresso Cubano precisou ler o testamento de Fidel e atestar que Cuba foi passada para um tal de Miguel Díaz-Canel.

Subdivisões

Cuba subdivide-se em 15 províncias e há uma enorme rivalidade entre as províncias. A Província Autônoma de Pinar del Tonto, a Província Autônoma de El Habano, a Província Autônoma de Matadero, a Província Autônoma de Villania, a Província Autônoma sem vacas loucas de Camagüey, e a Comunidade da Palestina (antiga Província Autônoma de Oriente) disputam qual a menos pior província cubana.

O país tem ainda uns territórios ultramarinos, como a Isla de la Juventud, a Província da Venezuela (Cuba Continental), bem como, e não menos importante, a independente Província dos Estados Unidos, sendo este último o único a não ser governado diretamente por Cuba, embora isso não seja tão claro já que todas as demais províncias recebem dinheiro dos moradores dessa província especial.


Economia

Típico cubano bem sucedido.

A economia cubana é uma das mais prósperas do mundo e cresce de outras formas porque não se baseia na competição (como no capitalismo), mas sim na amizade, na cooperação, na prosperidade e, acima de tudo, na solidariedade! Que lindo! E graças a isso os cubanos são poupados de algumas das conquistas pútridas do capitalismo como tecnologia. Os cubanos não precisam gastar nenhum dinheiro com eletricidade ou eletrodomésticos. Os eletrodomésticos, aliás, consomem uma quantidade exorbitante de eletricidade e, como se sabe, sua geração contribui para uma catástrofe climática global. Os visionários cubanos reconheceram isso já em 1959, e demorou muito para que organizações como o Greenpeace apreciassem esse lindo gesto de Cuba.

O maior produto de exportação de Cuba, o refugiado político, é a coisa que mais ajuda a economia cubana, especialmente na área de construção de barcos. Os construtores de barcos cubanos são os construtores de barcos mais engenhosos do mundo, criando barcos com coisas que não deveriam flutuar, como concreto e veículos antigos dos anos 1950, assim como telhados de amianto e jarros de leite de plástico, mas esses incríveis engenheiros conseguem fazer tais barcos mesmo assim. Realmente a universidade cubana é o máximo para proporcionar tanto conhecimento acerca de engenharia náutica.

O segundo maior produto de exportação são as Camisetas com a foto do Che Guevara com aquela boina "estilosa". Esse produto simpático e de fácil saída se espalhou pelo mundo, ocupando os armários dos teens revolts que têm o estranho fetiche de levar pau da polícia, comunistinhas de iPhone, socialistinhas sustentados pelo papai de universidade pública, e pessoas débeis mentais em geral.

O terceiro maior produto de exportação é o cigarro de maconha anglo-chinês (o famoso charuto cubano). Agora você deve estar se perguntando: o que estes cigarros tem de especial. Os cigarros anglo-chineses se diferenciam dos outros pela capacidade de serem acendidos assim que entram em contato com a bunda de uma gazela cubana, ou seja, e só você enfiar o treco na bunda e acende.

Turismo

Mas que cubana!

Se engana quem pensa que os atributos naturais de Cuba são os verdadeiros apelos para os turistas, pois praia e sol rola no Caribe inteiro, uma porrada de ilhas, umas têm até cassino e fliperama coisa que Cuba não tem. Se for pra curtir um paraíso caribenho todo mundo vai para Porto Rico, Aruba, esses lugares que dá para estar livre para ir ao bordel que quiser sem um guia turístico na sua cola.

O verdadeiro atributo turístico de Cuba é a badalhoca do comunismo que ainda resiste naquele pedacinho de terra cercado de balsas por todos os lados. Cuba é o local certo para aquele monte de teens revoltados passarem as férias e curtirem a sensação de estar num país perfeito no qual você é seguido 24 horas por dia por guias turísticos do governo que vão se certificar de você visitar só as partes boas e se maravilhar com a ilha.

Em Cuba, turistas deslumbrados podem circular em meio a população comunista local em seu habitat natural (ao contrário de outros lugares do mundo, o­nde comunas só podem ser vistos em jaulas) sendo este país considerado o maior safari de comunistas do mundo. Uma visita a Havana é sempre pitoresca e educativa, pois circulando pela cidade em um carro velho dos anos 50, sempre que o turista para no sinal caso abram o vidro um monte de criancinhas se penduram para arrumar umas moedinhas, exatamente igual a qualquer safari no mundo, só que lá os bichos só pedem amendoim.

Alugar um automóvel é a opção mais chique, mas o turista pode também andar naqueles taxi-bicicletas, o­nde um espécime local faz o papel de motor e te leva para todos os lugares. A cenoura amarrada na ponta da vara de pescar para fazer o infeliz andar mais rápido é indispensável.

Cuba também conta com um incrível programa de preservação ambiental. Piranhas, que em nossos rios estão morrendo devido a contaminação por mercúrio, proliferam livremente nas praias da ilha, com fome de verdinhas.

Infraestrutura

Transportes

O carro mais moderno que tem em Cuba.

Nenhum povo no mundo, exceto os cubanos, pode se considerar tão afortunado por poder viver no socialismo hoje. Enquanto as pessoas nos países capitalistas precisam dirigir carros novos, mas feios, a classe trabalhadora cubana tem o privilégio de dirigir os mesmos carros dos patrões, lindos carros vintage em estilo retrô construídos no final dos anos 1950 pela Cadillac, Chrysler ou Dodge. Enquanto os pobres trabalhadores dos países capitalistas têm que usar carros flex baratos com ar-condicionado, só um cubano pode ter o prazer de dirigir um lindo Chev 55 com um motor de uma lancha soviética remendado.

O transporte ferroviário também é destaque, o famoso trenzinho azul cubano recebe o carinhoso apelido de "tumbas rolantes" que garante a todo trabalhador cubano um transporte sob tremendo calor onde você chega quase morto ao seu destino.

Outro meio de transporte cubano que talvez seja o mais importante e mais popular é a famosa jangada de sucata, usada por vários viajantes, principalmente no percurso entre as províncias cubanas de Havana e Miami. Este meio de transporte é muito popular apesar dos comuns problemas da insolação e das picadas de tubarão que ainda não foram resolvidos.

Segurança

Atualmente, o exército cubano conta com um dos melhores métodos de treinamento para atiradores de elite. Todos os dias, os atiradores desse exército treinam pontaria, usando como alvo latinhas de Coca Cola, embalagens de Big Mac, retratos de Dwight D. Eisenhower e Bill Clinton, ou qualquer outra coisa que esteja relacionada aos Estados Unidos.

Educação

A educação de Cuba é considerada a melhor de todo o mundo. Embora também haja alguns críticos que afirmaram que o sistema escolar cubano poderia ser significativamente melhor se os alunos também tivessem livros, cadernos e canetas, ou pelo menos a liberdade de escolher qual livro comprar se houvessem livros a venda. Mas, por alguma razão inexplicável, esses críticos desapareceram repentinamente. O governo de Cuba diz que a CIA está por trás desses desaparecimentos, aliás, uma das matérias nas escolas de Cuba se chama "Malabarismo Mental para Culpar os Estados Unidos de Todos os Problemas".

Obviamente as universidades cubanas são as mais prestigiadas do mundo, não porque vemos engenheiras formadas se prostituírem para conseguirem comprar um sabonete, mas sim porque os profissionais cubanos nunca conseguem passar em avaliações de outros países mas exercem sua profissão mesmo assim pois há uma confiança internacional em sua capacidade.

Saúde

Carro da Cooperativa de Médicos Cubanos no Brasil. Teve aleijado saindo correndo, cego que largou a acompanhante e foi embora, doente que pulou da maca e sumiu. Os médicos cubanos realmente são notáveis.

Há uma lenda de que o sistema de saúde de Cuba é o melhor do mundo, os médicos cubanos são tão bons que são sempre quase todos reprovados no teste do Revalida brasileiro. Isso ocorre porque a medicina cubana é superior demais, baseada sobretudo em curandeirismo, mandingas e cházinhos aromáticos, por isso quando eles precisam fazer essas provas de medicina em países muito atrasados o seu alto grau de conhecimento nunca é compatível com as atrasadas técnicas desses outros países.

Internamente, como os principais médicos foram exportados, os que sobram são só os menos qualificados, daí a população nacional tem de se conformar com instalações caindo aos pedaços, falta de remédios e equipamentos e falta de pessoal especializado, pois todos estão no exterior para gerar renda para Cuba.

Cultura

O Big Brother Cuba é a grande atração da família cubana, o BBB cubano possui regras peculiares e próprias, lá quem escolhe quem vai para o paredão é o Comandante Fidel, o Comitê Central do PCC Partido Comunista Cubano escolhe qual dos dois irá para o paredão (de fuzilamento) porque essa história de deixar o povo escolher é muito perigosa vai que o povo se anima e começa a achar que tem o direito de escolher seus governantes. O vencedor ganha o prêmio dos sonhos de qualquer cubano: uma passagem só de ida para Miami.

Esportes

Já reparou que Cuba tem um bom desempenho em esportes terrestres onde você precisa correr, pular, lutar, etc e um fraco desempenho em esportes aquáticos como natação? A explicação para esse fenômeno é bem simples: todos os cubanos que sabem nadar já fugiram a nado até Miami. E esses são mesmo os melhores! Os restantes foram comidos pelos tubarões. A pratica da natação foi proibida por Fidel para proteger os seus filhos da maldição do capitalismo. Sendo assim, os cubanos nem sabem é possível flutuar dentro d'água.

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Cuba no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Flag-map Cuba.png Cuba
HistóriaGeografiaDemografiaPolíticaSubdivisões
EconomiaMoedaTurismoCulturaBandeiraBrasãoHino
Olivio curriculo.jpg
América
v d e h

América Central: Antígua e Barbuda | Bahamas | Barbados | Belize | Costa Rica | Cuba | Dominica | El Salvador | Granada | Guatemala | Haiti | Honduras | Jamaica | Nicarágua | Panamá | República Dominicana | Santa Lúcia | São Cristóvão e Nevis | São Vicente e Granadinas | Trindade e Tobago


América do Norte: Canadá | Estados Unidos | México


América do Sul: Argentina | Bolívia | Brasil | Chile | Colômbia | Equador | Guiana | Paraguai | Peru | Suriname | Uruguai | Venezuela


Territórios: Anguilla | Aruba | Bermudas | Bonaire | Curaçao | Groenlândia | Guadalupe | Guiana Francesa | Ilhas Cayman | Ilhas Falkland | Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul | Ilhas Turcas e Caicos | Ilhas Virgens Americanas | Ilhas Virgens Britânicas | Martinica | Montserrat | Porto Rico | Saint-Barthélemy | Saint Martin | Saint-Pierre e Miquelon | Sint Maarten