Cultura dos Países Baixos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nos Países Baixos a única cultura que existe aparece na televisão. Talvez seja por isso que lá é o país com o maior número de canaisPiada renegada da Praça é Nossa.

Basicamente todo neerlandês tenta copiar os alemães em tudo, seja na arquitetura, modo de se vestir, estilo de vida, quantidade de cerveja bebida por dia, mas orgulham-se de ser diferentes dos alemães em um sentido: Os neerlandeses são todos anti-sexistas. Todo sábado, ao invés de transarem com suas namoradas, os homens holandeses preferem se dedicar a cultivar plantas estranhas em seus apartamentos, e tem como objetivo exibir seus vasos de plantas nas janelas para seus vizinhos em competições veladas de jardinagem urbana.

Arquitetura[editar]

Todos elementos da cultura neerlandesa reunidos (o haxixe estão nos bolsos).

A arquitetura neerlandesa é formada basicamente por moinhos, diques e barragens. O resto não é de qualquer destaque que mereça menção.

Os belíssimos castelos que são orgulho dos neerlandeses não passam de cópias baratas dos castelos alemães (mas não diga isso em voz alta perto de neerlandeses, eles se ofendem com isso).

Já a arquitetura mundana urbana é de vanguarda, visto que os Países Baixos tem uma alta concentração de arquitetos de sexualidade duvidosa. As janelas costumam não ter cortinas, sendo muitos apartamentos verdadeiros shows cênicos da vida real com suas janelas escancaradas.

Arte[editar]

Para os neerlandeses Vincent van Gogh é o deus nesse sentido, e só por sua causa eles se acham equiparáveis à Itália em contribuição artísticas para o mundo.

Música[editar]

Nos Países Baixos os cabarés são culturalmente aceitos como expressões artísticas musicais, bem como as apresentações de pole dance encontradas no interior dessas casas.

Para os mais comportados (e enfadonhos) há ainda a opção de inúmeras óperas em Concertgebouw.

Literatura[editar]

Tal qual o cinema neerlandês, a literatura daquele país é só viagem pura. Devido à enorme quantidade de tóxicos que afetam as pessoas por lá nada faz sentido, exemplo os consagrados autores de literatura sem sentido como Baruch Espinoza e Erasmo de Rotterdam.

Vestuário[editar]

Basicamente, calças xadrez com suspensórios, chapéus com penas e tamancos. Totalmente unissex.

Flag-map Países Bixos.png
Países Baixos
HistóriaPolíticaSubdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo