Dante (futebolista)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Dante (18 de Outubro de 1983) é uma enciclopédia viva sobre os alemães, o principal trunfo brasileiro para alcançar o hexacampeonato na Copa do Mundo de 2014... ou não.

Ele está procurando os alemães até hoje.

História[editar]

Dante após ter aplicado seu conhecimento sobre os alemães.

Nasceu na cidade de Cu Pequeno, no interior da Bahia. Desde pequeno, mostrava interesse em estudar as táticas futebolísticas dos alemães, para aprender todos os macetes que os mesmos utilizavam em suas partidas.

Na adolescência, agora já um profundo conhecedor sobre o futebol tabelador dos alemães, Dante destacou-se na base do Juventude, equipe que desapareceu do cenário futebolístico nacional há alguns anos e só serve pros times europeus farmarem jogadores.

Depois de algumas boas partidas no padrão alemão de futebol, Dante foi contratado por um time inexpressivo da França. Passou uma temporada por lá, e depois começou a rodar por um monte de time nanico que ninguém liga a mínima.

Em 2012, contando com a força de seu empresário, assinou contrato com o Bayern de Munique, onde fez um estágio para especializar-se nos esquemas táticos dos alemães.

Acreditando que aquele jovem baiano poderia revelar as estratégias dos alemães para a Copa de 2014, Felipão o convocou, deixando-o como reserva imediato de Thiago Silva, o chorão.

A partida decisiva[editar]

Após eliminar um monte de time latino, a seleção brasileira iria enfrentar seu primeiro desafio de verdade na Copa do Mundo, a seleção alemã. Não podendo contar com seu capitão, que estava com os olhos vermelhos depois de chorar vendo A Lagoa Azul, Felipão escalou Dante para a partida decisiva, já que o mesmo estudou a vida inteira para este momento, no qual iria neutralizar as ofensivas alemãs com os seus conhecimentos sobre suas estratégias de jogo.

Os brasileiros estavam confiantes que Dante e seus conhecimentos seriam o suficiente para parar os alemães, porém, para alegria do povo alemão e infelicidade do brasileiro, Dante não havia estudado profundamente sobre as tabelas alemãs na área, que foram as responsáveis pelos 7 gols alemães na meta de Júlio César.

Depois da humilhação, Dante caiu em desgraça, e acabou sendo contratado por um time qualquer da França, onde está atualmente estudando os esquemas franceses.