Deimos (satélite)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Deimos é uma porcariazinha de Lua, teoricamente orbitando Marte. Tem forma de asteroide, jeito de asteroide, órbita de asteroide, furos de asteroide, mas não é asteroide, sendo considerado oficialmente apenas um aerolito. Anteriormente, os astrônomos acreditavam que Deimos era de fato um asteroide perdido capturado pelo campo gravitacional de Marte, mas a ciência moderna, hoje sabe que Deimos é apenas um aerolito que se desprendeu de Marte e começou a flutuar para longe na esperança de se reunir com seus irmãos do Cinturão de Asteroide. Deimos é portanto apenas uma pipoca gigante prisioneira do campo gravitacional de Marte, e antes de ter sido estourada, possuía raio de 80 quilôemtros.

Exploração[editar]

Imagens feitas pela sonda Pancake Two de Deimos circundando Marte.

Depois que o desocupado Asaph Hall descobriu este satélite em 1877, os astrônomos tiveram muitas oportunidades de estudar as condições na superfície de Deimos, uma vez que ambas sondas Pancake One e Pancake Two foram enviadas pela NASA para estudo do satélite e quem sabe descobrir algum tipo de forma de vida por lá.

Um observatório foi estabelecido em Fobos em 1998, e dele muitas imagens de alta qualidade puderam ser feitas de Deimos, o que levou todos à incrível conclusão final de que, apesar do seu vizinhos ter grandes condições para abrigar vida inteligente, Deimos não é possui atmosfera o bastante para sustentar qualquer tipo de vida. A atmosfera é constituída por baixas concentrações de sal e manteiga de amendoim. Nem mesmo as bactérias mais resistentes são acreditados para serem capazes de respirar aerobicamente ou anaerobicamente nestas condições.

A temperatura da superfície é de 0 graus Kelvin. De acordo com rumores de recentes estudos, não há nenhuma base militar por lá, onde teoricamente os americanos se reúnem líderes alienígenas para discutir o futuro do sistema solar.

Os alienígenas não possuem qualquer interesse por Deimos, porque ele é torto, disforme e minúsculo, e as cicatrizes de espinhas crivadas de crateras dão um aspecto nada agradável ao pequeno astro (sendo a maior, de três quilômetros de diâmetro).

Órbita[editar]

Deimos é o oposto de seu irmão Fobos, pois enquanto Fobos está pertinho de Marte e prestes a cair no planeta vermelho, Deimos conhece bem o seu lugar e sonha um dia regressar ao Cinturão de Asteroides onde é seu lar. Tal qual qualquer aerolito, Deimos tem a capacidade da levitação, e a exerce tentando escapar da gravidade de Marte a cada ano.