Desnotícias:Ex de Obama, Biden derrota Pato Donald nas eleições presidenciais dos EUA

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

EUA, Planeta Terra

Para conquistar esse lugar, Biden teve de arriscar a própria vida no processo...

Depois de aproximadamente 4 anos, 7 meses e 21 dias, Joe Biden, famoso político estadunidense, famoso principalmente por não ser famoso, tendo boa parte de sua carreira política relevante ficado atrás das sombras de Barack Obama como vice-presidente, finalmente muda essa maré de azar e torna-se, pelo menos por enquanto, o mais novo presidente do planeta Terra, ou melhor dizendo, da sua capital, os Estados Unidos, derrotando, dessa maneira o seu rival financiado pela Disney e pelo governo Bolsonaro, Pato Donald Trump, que neste exato momento deve estar alagando sua residência com as lágrimas de seu chororô mimizento de quem não aceita a derrota...

A corrida presidencial americana foi, sem sombra de dúvidas, um turbulento caminho deveras longo que teve início no começo de 2020, com uma caralhada de velhotes branquelos, com aparência de quem nunca foi para uma praia, concorrendo o tão prestigiado cargo de presidente do planeta Terra, ou pelo menos parte dele, principalmente onde houver petróleo, baba-ovo "patriota" e fãs da pokédex de celebridades vindas de lá. E terminou, no início de Novembro de 2020, com uma série de rebuliços, trocas de farpas, blogueiros bolsominions se achando fodões, sendo que nem o político mais insignificante dos EUA pediu suas opiniões e acusações de fraudes na contagem de votos, como de costume, é claro...

Agora só falta saber se vão precisar de tirar o balofo do Laranja de lá com um guindaste, e se Biden não vai enfartar até a sua posse, visto o quão fóssil vivo este cara consegue ser...

Reações[editar]

De um lado, uma caralhada de celebridades, famosos, influenciadores digitais e blogueiros comemoraram a vitória de Biden. Lady Gagá, LeMarrom James, Angela Merdel, e até mesmo a múmia que por motivos desconhecidos ainda não morreu, Jimmy Carter, parabenizaram o mais novo presidente dos Estados Desunidos do Planeta Terra. Fora dos EUA, famosos como Zeca Pagodinho, Zeca Urubu, Zé Carioca e Zé Pequeno mostraram seu apoio a Biden na sua futura presidência. Também houveram festas, secso descontrolado, histeria e gente enfartando caindo dura na rua...

Entretanto, enquanto houve comemorações e festas, do outro lado houve xingamento e acusações. E tais acusações não são acusações rasas ou de pouca importância, como por exemplo caso a acusação fosse de que Biden comeu o cu de quem tá lendo, nada disso, foram acusações graves contra a imagem do pedófilo, digo, mais novo presidente dos EUA. Segundos os bolsominions, trumpetes, olavistas, conservadores e demais pragas da política, que é outra praga também, Biden estaria fraudando o número de votos, e fraudar não é colocar uma fralda nos votos, e sim aumentar a quantidade de votos, para beneficio próprio. Dentre os acusadores estão, além do Trump, qualquer um defensor do Bolsonaro e do dito cujo ex-presidente laranja. E as provas? No cu frouxo e alargado (não consegue nem mais segurar a bosta, por isso que só falam... bosta) deles, de tanto sentar em pau duro...

Fontes[editar]

Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram