Desnotícias:José Saramago: Morreu o único português dotado de intelecto (ou não)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Desnoticias logo.png

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

José Saramago apresentando a presidente da Argentina Cristina Kirchner o tamanho da sua obra após a ingestão de dois comprimidos de viagra.

LISBOA, Pequeno Brasil - Morreu nesta sexta-feira, dia 18 de junho, aos 87 anos, o escritor José Saramago, considerado o único português dotado de cérebro (ou não), apesar da sua escrita em um português detestável em seus livros. Faleceu logo após o café da manhã, no qual teve um ataque cardíaco após um grande susto ao constatar que na verdade bebia chá, e tratava-se de Matte Leão, que desencadeou um intenso susto que culminou na sua parada cardíaca. Sua esposa relata que suas últimas palavras foram; "Me leve pro hospital! Me leve pro hospital! Se esta água suja mata um leão, vai acabar comigo! Me leve pro hospital!".

Após dito isso, teve um ataque cardíaco fulminante. Seu corpo está sendo velado numa biblioteca, uma vez que nenhuma Igreja Católica aceitou ceder seu espaço para o velório a um "Ateu filho da puta, comunista", segundo a fala do Papa João Paulo II, que condenou a publicação do seu livro O Evangelho segundo Jesus Cristo, em que aponta diversas hipocrisias no cristianismo que a Igreja promove para arrecadar dinheiro dos fiéis ignorantes.

O governo português anunciou o envio de um avião do exército, com reservas de primeira classe para acomodar confortavelmente o notório escritor de blogs, ganhador do prêmio Ibesta, que redige textos com qualidade superior a uma criança de 12 anos, até o seu sepultamento em Lisboa.

Diversos notáveis da língua portuguesa anunciaram presença nas cerimônias fúnebres, entre elas estão Paulo Coelho, Carla Perez, Sabrina Sato e Tiririca, que prestarão diversas homenagens ao nível do famoso escritor.


Fontes[editar]