Desnotícias:PF deflagra Operação Dark Side, para investigar o Império Galático de Paulinho do Lado Negro da Força

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

ESTRELA DA MORTE, Galáxia muito, muito distante chamada Brasília

Paulinho e seus companheiros de Schrodinger, que são milionários e miseráveis ao mesmo tempo. A cor da roupa não foi escolhida ao acaso.

Na manhã do dia 14/07/20, a Polícia Federal, em trabalho conjunto com o Ministério Público Eleitoral e os Cavaleiros Jedi, deu início à Operação Dark Side, que visa investigar o Império Galático liderado por Paulinho do Lado Negro da Força, um guerreiro jedi corrompido que cedeu à tentação e passou a integrar as fileiras dos sith.

A Operação Dark Side faz parte da 72° fase da Operação Lava Jato, esta que já possui mais fases do que o Super Mario Bros.. Canonicamente, a Dark Side é considerada a continuação direta da Operação Ragnarok. Após o crepúsculo dos deuses da política que marcou a destruição dos cofres públicos do Brasil e matou uma boa parcela da população do país asfixiada, a Dark Side vem mostrar que a corrupção brasileira é praticada até mesmo em universos distantes e inacessíveis, como o gabinete do Solidariedade.

Tudo começou com a delação de um X-9 filiado ao próprio Solidariedade, que dedurou o pessoal pois eles não o convidaram para participar do esquema também. Após o intercâmbio de informações com Jaco, o Patrulheiro Galático e a quebra de sigilos bancários, foram constatados quase 8 milhões que apareceram misteriosamente nas contas de Paulinho do Lado Negro da Força. Em sua defesa, o mesmo diz que este dinheiro é doação de empresários para sua campanha eleitoral, o que é compreensível, é super normal os empresários saírem fazendo doação de fodendos 8 milhões por aí, eles sempre colocam quantias como essa no chapéu de mendigos na esquina.

Até o momento, a única certeza é que fazer "doações" para campanha eleitoral é mais eficiente do que comprar quadros do Monet.

Fontes[editar]

Compartilhe
essa desnotícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram