Despoesias:Pior poema de todo o universo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Despoesias.png
Gregorio-de-matos.gif

Este artigo é parte do Despoesias.

O seu Cancioneiro/Romanceiro livre de conteúdo.


O pior poema do Universo foi escrito pela britânica Paula Nancy Millstone Jennings, após 27 anos sem qualquer tipo de relação sexual.


Versão Original[editar]

The dead swans lay in the stagnant pool.

They lay. They rotted. They turned

Around occassionally.

Bits of flesh dropped off them from

Time to time.

And sank into the pool's mire.

They also smelt a great deal.


Cquote1.svg Êr... você pega assim os cisnes mortos; mortos; e vem com eles assim com o cavaaaaaalo... bate no cisne com o cavaaaaalo? Cquote2.svg
Rei Inventor de Futebol sobre Os cisnes mortos apodrecem na lagoa empoçada.


Tradução não-exatamente-tão-ruim-quanto o poema original[editar]

Os cisnes mortos apodrecem na lagoa empoçada.

Caídos. Corroem-se. Rolam

Pro lado, às vezes.

Pedacinhos de carne caíam deles de

Vez em quando.

E afundavam na lama da piscina.

Fediam bastante também

Confira mais[editar]

42