Fotbal Club Dinamo București

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Dinamo Bucuresti)
Ir para: navegação, pesquisa
Fotbal Club Dinamo București
Escudo do Dinamo București.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Fotbal Club Dinamo București
Origem Bandeira da Romênia Romênia - Bucareste
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio Stadionul Dinamo
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Romeno
Divisão Liga I
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Fotbal Club Dinamo București é o segundo melhor time da Romênia, uma maneira simpática de dizer que é um time ruim pra burro. Possui uma espécie de rivalidade platônica com o Steaua București, um time visivelmente melhor, mais bem sucedido e campeão da Champions League (algo que o Dinamo jamais será, por exemplo). O Steaua basicamente não se importa com o que acontece com o Dinamo, mas o Dinamo trata como se fosse um título mundial vencer o rival pelo menos uma vez no ano.

História[editar]

Fundação[editar]

Criado em 1948, o Dinamo Bucareste foi um dos fundadores do campeonato romeno, e já demonstrava a que viria ao perder logo a primeira edição do campeonato que ele próprio inventou para um time chamado CA Oral Sex.

Infelizmente ganharia sim seus campeonatos romenos porque até eu ganharia, é como jogar PES no PS2. Por causa desses títulos nacionais molezas, poucos anos depois o Dinamo Bucareste foi o primeiro clube romeno a passar vexame numa Liga dos Campeões, na época ainda denominado de Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1956–57. Na oportunidade perdeu de 8x1, e talvez imagine que tenha sido para um clube grande e tradicional, mas o carrasco foi o CSKA... da Bulgária, e nem pra ser o russo.

Década de 70[editar]

Entre campeonatinhos romenos e outro, o que não dá tanto pra se orgulhar, o Dinamo Bucareste pelo menos tem um recorde positivo quando pela Liga Europa de 1973 derrotou o Crusaders FC de Israel (na época, Terra Santa) por 11x0, a maior goleada da história da competição.

Liga dos Campeões de 1983–84[editar]

A campanha do Dinamo Bucareste pela Liga dos Campeões de 1983-84 seria algo memorável, se não fosse pelo motivo de alguns poucos anos depois o Steaua București ter sido campeão da Champions League e ter esfregado o saco suado na cara da campanha do Dinamo em 83-84.

Beneficiado pela época a Liga dos Campeões já começar logo nas oitavas-de-final, onde eliminou o Hamburger da Alemanha (eliminou antes o FC Lahti da Finlândia num jogo café-com-leite). Depois nas quartas-de-final eliminou o Dínamo Minsk da Bielorrússia.

Até então só havia enfrentado times incrivelmente ruins, então pegou o Liverpool FC na semi-final e perdeu obviamente, encerrando a melhor campanha de sua história.

Taça das Taças de 1989–90[editar]

A Taça das Taças era um campeonato de times cagados da Europa onde o Dinamo Bucareste teve bom desempenho pela edição de 1989-90. Estreou na competição ao seu bom nível perdendo de 1x0 para o poderoso FK Dinamo Tirana, mas o derrotou por 2x0 na volta e classificou.

Na fase seguinte venceu por 8x1 o Panathinaikos, que como qualquer time grego, se não vencer por mais de 8 gols algo está errado. O próximo adversário superado foi o FK Partizan da Iugoslávia, que estava punido e não pode jogar em casa, tendo que jogar na Albânia onde se recusou a ir e assim foi eliminado.

E finalmente a semifinal quando perdeu para o inútil RSC Anderlecht da Bélgica. O Dinamo Bucareste foi o grande responsável para a UEFA repensar suas prioridades, ficou nítido que um torneio onde a semifinal foi entre Dinamo Bucareste e Anderlecht não precisava mais existir, então o Dinamo Bucareste foi o grande responsável por levar a UEFA a extinguir a realização da Taça das Taças.

Década de 90[editar]

Após a Revolução Romena de 1989, os jogadores do futebol romeno finalmente poderiam sair do antigo regime de escravidão exercido no futebol romeno e ir jogar em times do ocidente que os pagariam salários pelo menos. O clube do Dinamo Bucareste ficou deserto e sem jogadores e se ganhou algo na década de 90 é porque os adversários estavam ainda mais falidos e sem jogadores.

Anos 2000[editar]

Enquanto o futebol europeu e mundial evoluía e até o São Caetano chegava a uma final de Brasileirão, o Dinamo Bucareste permanecia estagnado e parado no tempo achando que algum governo comunista ainda escravizaria algum jogador para o time que não tinha a menor organização empresarial. Ganhou um ou outro campeonato romeno depois de 2000, mas só porque é o campeonato romeno onde só existem 3 times, no mais, no geral começou a perder até para o CFR Cluj e assistir o Steaua Bucareste disparar em conquistas.

Só em 2013 o Dinamo Bucareste se vende para uma empresa de sabão em pó, e agora com administração capitalista planeja regressar aos velhos anos de glórias. Mas ganhar Champions League, isso eles nem se iludem tentar ganhar como o rival.

Liga I 2015-16[editar]

O Dínamo Bucareste sofreu no campeonato romeno de 2015-16. Dessa vez não apenas porque foi um time secundário num torneio que nem os próprios romenos acompanham direito, ficando atrás do FC Astra Giurgiu e quase fora da Liga Europa. Para virar manchete mundial, o Dínamo precisou ser negligente o suficiente para deixar um de seus jogadores sofrer um infarto na última rodada e morrer no hospital.

Torcida[editar]

Considerada a terceira maior torcida da Romênia, atrás de Steaua Bucareste e Universitatea Craiova (quem?), a torcida do Dinamo Bucareste é formada por masoquistas e nerds comunistas saudosos que sonham com um dia que o comunismo traga força novamente ao time.

São todos fãs incondicionais de Cătălin Hîldan, um jogador aí que se realmente fosse bom você conheceria, e que só jogou sua carreira tantos anos no Dinamo porque em sua época não havia profissional do futebol, mas apenas escravos comprados pelo governo.

Títulos[editar]

  • Vice do campeonato romeno: 20 vezes (1951, 1952, 1953, 1956, 1958–59, 1960–61, 1966–67, 1968–69, 1973–74, 1975–76, 1978–79, 1980–81, 1984–85, 1986–87, 1987–88, 1988–89, 1992–93, 1998–99, 2000–01, 2004–05)
  • Semi-final de Liga dos Campeões: 1 vez (1983–84)

Campeão da Europa!? Jamais!