Distributismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: Socialismo Light? Cquote2.png
Google sobre Distributismo
Cquote1.png Você quis dizer: Democracia Cristã? Cquote2.png
Google sobre Distributismo
Cquote1.png Tá, pode pegar as respostas, só não copia igual ok? Cquote2.png
Karl Marx sobre filósofos distributivistas]]

"Vai, totó, pega aquele capitalista ali, ele não rezou hoje! E depois pega o empregado dele, ouvi dizer que ele é gay!"

O distributismo (ou distributivismo) é uma doutrina econômica baseada na "Teoria do Pai Bonzinho", que diz que o pai deve distribuir os doces e outros produtos às crianças conforme o comportamento e necessidade delas. A aplicação dessa teoria no âmbito distributivista difere da outra interpretação da mesma teoria no ponto em que para você ser uma criança boa você tem que seguir a Bíblia, ir na igreja, não ver hentai de trap e muito menos ir no rodízio de travesti. Uma versão mais conservadora e incel de socialismo e anarcocapitalismo, só boomers defenderiam tal projeto econômico ridículo e, como eles só votam no PSDB, dá pra ver por que nenhum autista levou essa teoria de incel a cabo.

História[editar]

A origem dessa teoria econômica remonta ao século XIX, onde o papa estava muito preocupado que seus fiéis estavam gastando mais tempo nas fábricas e mais dinheiro nos shoppings do que com suas igrejas e dízimos. A gota d'água para a insatisfação papal foi quando o trabalho infantil começou a se tornar mais e mais comum, privando à Igreja Católica os maiores auxiliares em seus rituais sacrosanctos.

Assim, o papa convocou seus maiores seguidores para articularem uma ideologia econômica que pudesse tirar prestígio do liberalismo e socialismo (já que ambos cada vez mais chupavam (ui!) os fiéis e só quem pode fazer isso é a igreja!). Assim, muitos autores deveras inteligentes começaram a pegar frases aleatórias dos livros de ambas as ideologias e juntar elas em abominações filosóficas que nem Olavo de Carvalho conseguiria montar.

Hillaire, pouco após publicar seu livro distributivista "O Estado Servil", pensando "Que diabos estou fazendo da minha vida?"

Porém, a igreja acabou se fudendo por suas próprias artimanhas. Como, durante séculos, importaram-se mais em ensinar as pessoas a queimarem bruxas e santificar qualquer mané que tivesse mínimo conhecimento de medicina, não foram capazes de alfabetizar o povo e, como a maioria dos defensores do distributivismo era muito tímida para falar em público, isso fez com que os trabalhadores não aderissem à teoria.

O distributismo atualmente faz parte da doutrina econômica de diversas ideologias políticas bastante famosas, como o integralismo, biossocialismo, nacional-empatismo, espiritualismo, jesuscracia, wallexismo, nazismo judeu, psionicismo-extrafisicismo, nacional-bolchevismo, keynesianismo liberal, anarcocomunismo e setores reformados do stalinismo anarcocapitalista e do socialismo democrático.

Teoria Distributivista[editar]

A teoria distributivista se baseia em três pilares: "Tá Ruim? Coloca Band-Aid!", "Produza para a igreja si mesmo! e depois dê tudo pra igreja!" e "Só quem pode comer criancinhas somos nós!" teorizados pelo grande comediante francês Hilaire Belloc (e depois tem gente que diz que isso não é uma piada...).

Tá Ruim? Coloca Band-Aid![editar]

A teoria distributivista sobre a propriedade privada prega, nas próprias palavras do Dr. Hillaire, o seguinte:

Cquote1.png É conhecimento comum que os capitalistas são judas que se aproveitam deveras dos trabalhadores em diversas situações e de diversas formas, mas eles também são grandes contribuidores para a igreja ao fazer os trabalhadores se sentirem tão miseráveis e serem tão burros que eles acreditam em nossas balelas. Logo, um meio-teeeeermo! A gente come o cu de um capitalista ou outro, distribui umas terra aí, o povo fica feliz e todo mundo fica feliz! Faça isso uma ou duas vezes a cada 3 anos e terá seu Estado estabilíssimo! Cquote2.png

Produza para a igreja si mesmo! e depois dê tudo pra igreja![editar]

A teoria distributivista sobre a relação do trabalhador com a sociedade prega uma autonomia do trabalhador, pois apenas o trabalhador sendo relativamente autônomo ele pode fazer atividades muito importantes como: ir à igreja, pagar o dízimo, ir à procissão do dia de ramos, pagar o dízimo, celebrar o natal com a família, pagar o dízimo, receber os sacramentos e pagar o dízimo. Assim sendo, defende que o trabalhador tenha um pedaço de terra pá prantá ou uma máquina de costura pá costurá

Cquote1.png Mas eu não sei plantar nem costurar! Cquote2.png
Desenhista de hentai sobre modelo distributivista.
Cquote1.png SAIA DESSE CORPO QUE NÃO LHE PERTENCE, DEMÔNIO DA PREGUIÇA! Cquote2.png
Padre sobre desenhista de hentai.

Só quem pode comer criancinhas somos nós![editar]

A motivação-mor do distributivismo, esse pilar prega que apenas quem pode ditar regra, praticar pedofilia, matar gente, cobrar impostos e tudo mais na sociedade é a igreja, logo, o liberalismo (com sua teoria plutocrática e anti-imposto), o fascismo (com sua teoria estatista e neo-pagã) e o comunismo (com sua concorrência na pedofilia) são claramente atitudes anticristãs e, assim sendo, anti-trabalhador já que Jesus era um trabalhador, pow, ele era carpinteiro, cazzo!

v d e h
"♫ Ideologiaaa... Eu quero uma pra viver... ♫"

Ambientalismo - Anarquismo - Anarcocapitalismo - Bolivarianismo - Centrismo - Comunismo - Comunitarismo - Conservadorismo(Neoconservadorismo - Paleoconservadorismo - Sim,isso existiu! - Tradicionalismo) - Democracia cristã - Distributismo - Entreguismo - Fascismo - Feminismo - Gayzismo - Integralismo - Liberalismo - Libertarianismo - Marxismo - Masculinismo - Monarquismo - Nacionalismo - Nacional-socialismo - Neonazismo - Nacional-Bolchevismo - Nacional-Paudurismo - Posadismo - Social-democracia - Socialismo