Duisburg

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Duisburg é o maior bairro do reino de Dortmund, considerada oficialmente a embaixada turca e árabe na Europa.

História[editar]

Um típico monumento de Duisburg em homenagem aos aviões britânicos ownados durante a Segunda Guerra Mundial.

De acordo com registros arqueológicos encontrados nos esgotos de Duisburg, onde jazem antigas criptas de emos que de acordo com a antiga tradição, após serem castrados eram sepultados no subterrâneo para jamais serem lembrados, foi fundada pelos romanos, que como se sabe dominaram a Europa e criaram muitos acampamentos por aí. Aqueles que o povo esquecia o caminho de volta para Roma (como Duisburg) acabavam virando algum povoado.

No ano de 420 os francos dominaram Duisburg. E como uma cidade ser conquistada por francos era a maior humilhação existente na face da Terra, Duisburg nunca mais foi aceita de volta como uma cidade hanseática, germânica ou alemã.

Durante a Idade Média

Durante a Segunda Guerra Mundial Duisburg era o local das principais indústrias daqueles malditos tanques nazistas, e por isso era o alvo principal dos Aliados. Duisburg durante toda a guerra foi almejada por 30.000 bombas que destruíram 500% da cidade. Durante todo esse tempo os habitantes de Duisburg tiveram que viver como ratos nos bueiros da cidade.

Depois que a Alemanha foi ownada, após a Conferência de Yalta de 1945, o país derrotado teve que acertar diversos termos, e ficou combinado que Duisburg seria vendida para os turcos para compensar as merdas que Hitler nos campos de concentração.

Atualmente Duisburg é a única cidade na Europa inteira que é dominada pelos islâmicos. É lá que Osama Bin Laden tira umas férias de vez em quando. Ninguém se treve muito a chegar perto de Duisburg se não possuir uma barba, turbante ou burca.

Economia[editar]

Duisburg é reconhecida em toda Europa por seus belos entardeceres com um céu multicolorido razão do excesso de monóxido de carbono e enxofre na atmosfera.

Duisburg é considerado o maior porto seco da Europa, deve sua existência pelo fato do Ruht desaguar no Rio Reno. E como turcos tem a incrível capacidade de barganhar até esterco de cabrita velha, aqueles centenas de turco-germânico não tiveram dificuldade em transformar Duisburg em uma das maiores potências econômicas da Europa só na base da mão-de-vaquice.

Geografia[editar]

Apesar de aparentemente estar localizada na Alemanha, muitos alemães só de vergonha falam que Duisburg é uma cidade belga, ou mesmo consideram toda aquela megalópole com Dortmund uma nação independente.