Economia de Cuba

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cubano trabalhando duro[1] durante 23 horas ao dia para no final conseguir 20 conto (que serão pagos em impostos), um maço de cigarro (sim, cigarro e não charuto, charuto é pro governo) e um x-miséria (pão com pão e nada dentro). Apesar de estar com cara de bunda nessa foto, ele é obrigado a sorrir, para não ser fuzilado

Um exemplo clássico de economia fascista, Cuba tem níveis mais baixos do mundo de diversão e emoção. Surpreendentemente, há muita falta de moradia e muito desemprego em Cuba, graças à mão forte do estado como postulado pelo psicopata Karl Marx. Com o apoio de Derek Vinyard, Cuba tem liderado o caminho em muitas iniciativas neofascistas.

Produção[editar]

O principal produto de exportação de Cuba, o refugiado político, também ajuda a economia cubana com a construção de barcos em Cuba. Cubanos construtores de embarcações são os mais engenhosos construtores de embarcações do mundo, criando barcos de coisas que não devem flutuar, como jarras de leite de plástico, veículos antigos de 1950 e concreto. Militantes cubanos também estão tentando aumentar a sua riqueza com a venda de equipamento militar para a Escandinávia.

Esses militantes só perderam uma fortuna até agora, por causa dos altíssimos custos de viagem dos caras que foram enviados para reivindicar pagamentos em atraso. Os clientes escandinavos também reclamaram da má qualidade do equipamento que receberam e número de clientes caiu drasticamente nos últimos tempos. Depois do colapso da União Soviética, Cuba tinha apenas dois produtos de exportação: as simpáticas camisetas com uma foto do Che Guevara e as mulatas. Os primeiros exemplares se espalharam pelo mundo, ocupando os armários de todos os revoltadinhos que tem tesão por apanhar da polícia. Recentemente, no entanto, os cubanos descobriram uma enorme jazida de petróleo e a anexaram, entretanto, a jazida se encontra em territórios próximos á Cuba que já foram anexadas há anos por Nicarágua e Bielorússia.

Esta se encontra no extremo sul da ilha, uma vez que atinge a região do Suriname, em lugar muito especial agora chamado de Grande Reich Venezuelano. Eles também tem planos de incluir este campo de petróleo dentro do território cubano. Eles chegaram a enviar um governador local chamado Hugo Chavo del Ocho, com um nível militar de submandante. Entretanto, este se intoxicou com o petróleo radioativo que se preparava para enviar para o Brasil em 2013, foi se tratar na metrópole e acabou batendo as botas.

Sistema[editar]

Toda a turma indo assistir um futebol em Havana (Cuba vs. Cuba, o ideal era que eles assistissem pela televisão, mas não tem televisão, nem rádio e nem porra nenhuma. Fidel achou isso um saco pois ele queria assistir a porra do jogo sozinho, só não fuzilou direito porquê aí seria menos uns para nos encher de impostos)

Cuba é uma nação que cumpre rigorosamente o Protocolo de Kyoto, pois tem com o que contaminar. O governo do país bloqueou a entrada de automóveis, e o sistema de transporte massivo se baseia em uma série de camelos super-modernos trazidos dos desertos do Iraque, sendo esta a única coisa que alegra a ONU, além do extermínio massivo feito pelo governo, mas isso já é uma outra história.

Este estilo de vida saudável é bom para os moradores que se mantêm abaixo do peso (abaixo de zero na escala Seu Madruga de magreza), o que corresponde aos mais altos índices de saúde e fraqueza do mundo e, por sua vez, impulsiona a economia devido ao transporte mínimo de resíduos de óleo, além de permitir que todos cortem gastos com produtos para o emagrecimento e combate à obesidade. Outras atividades econômicas de Cuba também incluem pegar seu breakfest, seu almoço, seu lanche e seu jantar e dá-los para o governo para que estes possam exportar e mandar para o exterior. Mas você não pode saber do fato de que eles comem tudo e não mandam porra nenhuma como retorno.

Apesar de tudo, a economia anda um pouco parada por ainda esperando Fidel Castro parar de discursar, depois de 48 horas falando que a economia voltou a ter como base a prostituição, tabagismo e medicina, ah a boa economia cubana. A moeda é o peso, o peso do tabaco que muda a hora que Fidel quiser, hoje tá meio chuvoso... o peso do charuto vai subir 15%, este é o motivo da economia cubana ser uma das piores do mundo. Outro grande motivo seria dar as costas para o capitalismo, como Adolf Hitler fez.

A verdade é que a economia cubana está a crescer exponencialmente através da boa vontade de jovens que já na tenra idade de 5 anos aprendem a arte antiga de costurar barcos de plástico. Essa tradição se mantém graças à generosas corporações estatais que afagam seus jovens funcionários, dando-lhes alimentos podres a cada 5 dias. Seu maior gerador de lucro no Século XVIII foi a exportação de refugiados para Miami.


  1. Sem trocadilhos, sim?
Flag-map Cuba.png Cuba
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografiaEconomiaCulturaTurismo