Enchendo a Desciclopédia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Retardado.jpg GEISAAAAAAAA, algum usuário bateu a cabeça!

Agora tá na Desciclopédia escrevendo merda sem sentido!
Pega a camisa de força!

Mongol.jpg
1centavotriste.png Enchendo a Desciclopédia não serve pra porra nenhuma!

Se você estiver disposto a perder seu tempo com esta porcaria, vá em frente. Só que não venha reclamar dizendo que perdeu tempo, senão a chapa esquenta, morô?!


Esse artigo só serve para encher a Desciclopédia. Como eu tava sem criatividade, comecei a mexer em um monte de artigos que eu escrevi e sai colocando tudo de uma vez aqui, só pra encher a Desciclopédia. Duvido que saia algo que preste ou engraçado, mas que se foda!

Habitat[editar]

Sem palavras.

São originárias de uma ilha no litoral sul do estado de São Paulo, cujo nome é QUEIMADA GRANDE conhecida também por ilha das cobras ILHA DAS SOGRAS, ou seja, o fim do mundo.

No entanto adoram conviver com os seus respectivos genros e aproveitam o momento exercer o seu grande poder de sogra, vale lembrar que, no mundo animal, a sua sogra é a mãe da vaca sua mulher, assim, ela utiliza de todas as artimanhas para foder complicar a sua vida, justificando que quer apenas o melhor para a filha.

Sempre dão palpites errados sem que você pergunte sua opinião, tem o detestável costume de fazer visitas na hora errada, por exemplo, quando você tira o dia para coçar o saco e andar de cueca o dia todo, nesse momento, elas conseguem sentir o cheiro da sua freada a quilometros de distância e como ninguém quer come-las (as sogras), então, ela resolve acabar com aquele momento íntimo e maravilhoso que está sendo proporcionado pela sua mulher.

Estudiosos afirmam que ela deveria ter apenas dois dentes, sendo, um para doer e outro para morder a língua, eu particularmente discordo, acredito que ela deve ter todos os dentes, pois assim se for, ela terá vários dentes pra doer, num lance de muita sorte, algo como ganhar na mega-sena, todos os dentes podem doer todos ao mesmo tempo, sem contar que a probabilidade de morder a língua é bem maior quando se tem todos os dentes.

Elas não devem morar perto o suficiente para que não compareçam a sua casa de pijama e nem longe para que não apareçam de mala pra passar uns dias.

  • Comprovando suas origens,elas são fabricadas no inferno.Você podendo confirmar isso da seguinte maneira:

-A marquinha de "made in inferno" fica embaixo daqueles seios horrorosos dela,então levante - os e você verá,mas para ver essa marquinha,passe uma esponja (de preferência palha de aço) para tirar as caracas (sujeira garrada na pele),pois elas nunca tomam banho e muito menos lavam embaixo daquelas pelancas. Por final : "Sogra Coisa do Demônio".

Helena quem é?[editar]

Helena é um ser que personifica o conceito de mulher-sofredora-corna-chata-vencedora-ímã de metade do elenco masculino da novela, típico da trama das 8 da Rede Globo. Personagens são mortos para que ela salve o dia, aviões explodem, aliens invadem o planeta.

Seu habitat natural é o Leblon, de preferência com uma trilha sonora MPB ao fundo. Afinal de contas, o Leblon é lindo, não é mesmo, minha gente?

Acho que não é essa a Helena em questão
Credo em cruz!!! A defunta acordou!!!

Helena é como aqueles assassinos de filme que insistem em voltar apesar de terem tomado 32 tiros e caído em ácido duas vezes. Quando o público menos espera, ela ressurge das cinzas, querendo compartilhar pela milésima vez sua maldita história de mulher-sofredora-corna-chata-vencedora-ímã-de-metade-do-elenco-masculino-da-novela.

Durante o desenrolar da novela, SEMPRE tem algum personagem masculino adolescente (garotão) que se apaixona por ela. Um deles se chamava Gerard, ele era vocalista de uma banda Emo chamada My Chemical Romance. Seu amor por ela era tanto que ele fez uma música em homenagem à ela. Só que o clipe se passa em um velório e a Helena é uma morta-viva que acorda, dança e cai de novo no caixão

Intenção[editar]

Encher é empilhar, e é empilhando que se chega ao topo!

Como já foi dito o MS-DOS serve pra testar um mercado. Também é ótimo pra você decorar comandos que você nunca usará na vida. Porém quando a Microsoft descobriu que ele normalmente funcionava melhor que seu Irmão Windows, tratou logo de descarta-lo. Na realidade o MS-DOS, (que assim como a democracia, era o pior de todos os sistemas, à excepção de todos os outros, mesmo porque não havia outro), foi sem querer parte fundamental do plano diabólico de Gates de dominação do mundo e perpetuação no poder, pois, embora fosse pago, ninguém pagava por ele, assim se alastrou deixando todos dependentes e dominados pela Microsoft. Era então o início do Microsoftianismo...

Juventude[editar]

Lara Croft perdeu sua virgindade mãe aos 9 anos,numa tragédia durante uma expedição pelo Acre.Pobre e lascada, não ficava muito tempo matriculada nas escolas, pois matava aula pra cavar buracos nos terrenos baldios de Londres e escalar lixões na periferia. Conseguiu sua primeira bota de couro depois de espancar 2 skinheads que queriam violentá-la, com isso ela aprendeu a arte do bate, pega e corre (muito utilizada nos jogos).

Desde pequena já tinha um enorme talento para afanar relíquias, roubava os dízimos da igrejas (hoje em Minas Gerais, estima-se que há mais de 8 mil estátuas barrocas desaparecidas, sendo que mais de 300 delas foram encontradas em posse da Senhorita Croft em sua mansão no Tibete).

O fim (?)[editar]

Na edição número #43, Overman acaba sendo assassinado pelo Duende Verde. Apesar disso ter sido presenciado (e comemorado) por milhares de pessoas, o corpo do dito cujo nunca foi encontrado, o que levanta suspeitas de ele permanecer vivo. Além disso, foi encontrada recentemente nas redondezas uma calcinha rosa, similar a que ele usava por cima do uniforme, o que dá a entender que a bichoooooona continua na ativa... infelizmente.

Continua na próxima edição...

Compre já o seu Ford Maverick![editar]

Este homem desconhece o conforto de um Ford Maverick.

O que dizer da felicidade que é dirigir um Ford Maverick... Estou quase gozando só de pensar.

Em um Maverick não dá para levar tudo o que você quer, mas cabe tudo o que você precisa. O melhor despertador que existe é o sol brilhando no capo de um Maverick. Às vezes, a maneira mais rápida de chegar ao destino é parar o Maverick e dormir por uma noite. A vida começa aos 40, mas fica mais interessante depois dos 120 km/h. Sempre estacione seu Maverick onde você possa vê-lo. Um Maverick de tanque cheio é o remédio ideal pra esvaziar a cabeça. Um Maverick na garagem é como um pássaro em uma gaiola. Se não dá pra consertar com WD-40, silver tape ou arame, então é grave. Duas pernas movem o corpo, um Maverick move a tua alma. Dirija até o trabalho e trabalhe para guiar um Maverick. Você começa a vida num Maverick com um pote cheio de sorte, e outro de experiência vazio. É preciso muito mais amor pra se dividir um Maverick do que uma cama. Nunca hesite em rodar além do último poste de luz da cidade no seu Maverick. Se você não guia na chuva, você não guia. Um Maverick na estrada vale mais do que três na garagem. Jovens escolhem um destino e vão. Os experientes apontam numa direção e vão de Maverick. Qualquer problema fica menor com as mãos no volante de um Maverick. Às vezes, as melhores conversas acontecem sem palavras, em Mavericks lado a lado na estrada. Não lidere o comboio se você está perdido. Todo mundo tem problema mecânico. Alguns voltam. Outros não têm um Maverick. Se tiver um Maverick estacionado fora, a comida dentro é boa. Só guiando um Maverick com as janelas abertas você entende o que um cachorro sente quando bota a cabeça pra fora no carro. Existem dois tipos de pessoas no mundo: as que andam de Maverick, e as que gostariam de andar.

Musiquinha[editar]

O Dr. Abobrinha era tão fisurado em querer comprar o castelo e derrubar, que chegou a gravar um disco em prol de sua campanha pra destruir o castelo. Veja a música:

Castelo Ra-tim-bum - Dr. Abobrinha Lyrics

Desde que eu era pequenininho

Eu tenho um sonho bom (ou mau?)

Derrubar este castelo velho

E fazer um baita prédio no lugar


Mas tem um probleminha (grande!)

Ninguém vai me ajudar, será?

A convencer o doutor Vitor

A vender este castelo para mim


Eu já me disfarcei de mágico

De marinheiro e de gambá

Faço qualquer negócio, eu juro

Mas esse contrato ele tem que assinar


Sabe com quem você tá falando, hein?

Eu sou Pompeu Pompilho Pomposo

Eu não desisto fácil, não

Sei que esse castelo um dia será meu!


Ha, ha, ha, ha......

Infelizmente, sua musiquinha não deu certo, afinal ele teve a temeridade de gravar não um CD, mas um LP...

Receita de pudim[editar]

Ingredientes:

2 xícaras de açúcar, 3/4 de xícaras de água.

Para o pudim: 4 ovos, 1 lata de leite condensado, 2 latas de leite (na mesma medida).

Faça a calda:

Leve uma forma de pudim ao fogo baixo com o açúcar e a água. No começo, mexa para dissolver o açúcar, mas depois não mexa mais, deixando a calda escurecer. Quando a calda estiver bem escura, quase preta, retire-a do fogo e vire a forma, fazendo com que a calda escorra e cubra as laterais da forma. Mas cuidado pra não deixar a calda queimar.

Faça o pudim:

Preaqueça o forno médio (180° C).

Bata todos os ingredientes no liquidificador (mas sem muita violência), até obter uma mistura homogênea. Jogue o pudim na forma caramelizada e cubra com papel alumínio. Leve para assar em banho-maria por uma hora e meia, ou até que um palito enfiado no meio do pudim saia limpo. Leve o pudim pra gelar por umas 4 horas antes de desenformar e servir. Para desenformar o pudim com mais facilidade, ponha a forma em um recipiente com água quente por 30 segundos, isso vai ajudar o pudim a se soltar da forma.

Mais informações aqui.

"Não entendi nada desse artigo, não tem nada a ver com nada"[editar]

Não consegue ver direito? Você deve estar com uma miopia escrota ou presbiopia pesada, vou receitar um amigo meu que até lê e aparentemente escreve nesse site, ele é de uma ótica ótima, receitou óculos até pro meu pau de óculos!

Seção vazia só pra encher mais ainda a Desciclopédia[editar]