Espírita nervosinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
v d e h
ARTIGO COMPLEMENTAR
v d e h
Jornal2.jpg
Não entende este artigo? Acha que é humor privado? Antes de fazer alguma besteira nesta página, leia o artigo espiritismo para ter sentido e volte aqui para entender e achar engraçado (ou não).
Jornal2i.JPG
Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!
Espírita nervosinho instantes antes de dar seu chilique: Cquote1.png Pra mim é assim, nem ligo, só da linha do espiritismo pra cima! Cquote2.png

Cquote1.png Espírita nervosinho é um viadinho que defende sua religião do capeta e assiste filmes possuídos pelo mesmo do ex-namorado de Alan Kardec, o Walt Disney. Cquote2.png
Conservador sobre Espírita nervosinho
Cquote1.png Quantas obras espíritas você já leu? Cquote2.png
Espírita nervosinho sobre qualquer pergunta sua.
Cquote1.png Pra mim, é só da linha do espiritismo pra cima! Cquote2.png
Espírita nervosinho sobre contradições de obras espíritas, pseudo-cristianismo, lavagem cerebral e charlatanice.
Cquote1.png O importante é a caridade! Cquote2.png
Espírita nervosinho sobre contradições nas obras de Allan Kardec.
Cquote1.png Adoro os livros da família Gasparetto. Cquote2.png
Espírita nervosinho.
Cquote1.png Eu me divirto com esses caras. Cquote2.png
Satã sobre espíritas nervosinhos.

Espíritas nervosinhos são pessoas adeptas da macumba da classe média e que se acham donos de toda a verdade.

Perfil de um espírita nervosinho

Esta é a imagem a qual o espírita nervosinho se prende para provar que o Espiritismo tem razão sobre vidas em outros planetas. Perceba a veracidade da imagem.
Vemos aqui a realização do sonho de qualquer espírita nervosinho: passear com as amigas (que ele não tem), completamente liberto da carne: ectoplasma puro!

O espírita nervosinho é uma pessoa que não teve nada o que fazer na vida, e um dia a toa na rua alguém lhe convidou para entrar no centro. Lá ele viu coisas úteis, como mesas girando, demônios gente falecida se comunicando. E o melhor: a promessa de que lá havia amor, inclusão (muitos vão lá porque são chatos e não tem amigos) e explicação para todas as mazelas do mundo.

E assim começou a jornada do espírita nervosinho. Agora a nova parte é faze-lo sentir pseudo-intelectual inteligente, incluído e amado pelos homens e pelos espíritos.

Um fato curioso é que nunca acharam nada que os completassem no espiritismo, mas vão negar isso até a morte e criar seus filhos como a nova geração de espíritas nervosinhos. Seus filhos geralmente são adolescentes que se preocuparam demais em estudo espiritual e energização para a próxima vida que se esqueceram que nessa vida tem que trabalhar e comer.

As obras caridosas são o ponto alto na vida de um espírita nervosinho. A tática é simples e antiga. O povo pobre quer comida, eles têm. Espíritas nervosinhos fazem indiretamente que seu ego valha um prato de comida, pois agora eles já estufam o peito por causa disso. E colocam suas ideias que nem eles mesmo sabem o que significam nas escolas espíritas para a população. E assim o circo se renova, e vidas pobres se perdem na ilusão e conformismo, em vez de estudar e trabalhar duro para seu futuro.

Ser espírita nervosinho é por definição acéfalo, trabalhando o seu próprio ego o direito a se bitolar tão profundamente a ponto de não ouvir opiniões nem sair do buraco de modo algum, num fluir contínuo com a fonte da sua miséria, sabe-se lá quem. É (talvez) fazer para os outros (se for interesse do centro) e esquecer de si mesmo quando alguma coisa vai mal, porque pode-se dar a desculpa que isso é a evolução natural ou a vontade de Deus.

Ele desculpa os ofensores (contando que o ofensor não tenha opiniões diferentes e subversivas ao espiritismo), aplicando a bondade (visando agradar a Deus), humildade (mesmo achando que "o resto" é inferior), praticando a caridade quando possível para sumir da Terra o quanto antes e ir para um planeta mais desenvolvido.

É tratar os outros como "doente da Alma" (palavras deles), apartado da ideia que ele quer colocar na sua cabeça e tratá-los como retardados não exigir muito do próximo.

Quando tudo parece conspirar contra a felicidade almejada, o espírita será sempre aquele que ficará na mesma, fingindo que está tudo bem, deixando as coisas pela metade quando pensa que basta olhar para o mundo de outra forma para todas as 6,5 bilhões pessoas se mudarem completamente e serem feliz como a cartilha espírita manda.

Ufólogos entusiasmados

Livro de cabeceria do espírita nervosinho.

Cquote1.png Sim! Há vida em todos os globos que se movem no Espaço! Cquote2.png
Livro dos espíritos, pag 55.
Cquote1.png Mas e o sol? Cquote2.png
Qualquer ser humano com mais de dois neurônios vivos sobre citação acima.
Cquote1.png Você deve entender a frase dentro do contexto. Cquote2.png
Espírita nervosinho usando desculpa esfarrapada sobre citação acima.

Um dos princípios do Espiritismo é o de que existe vida em outros planetas. Em virtude disso (e do fato de que NINGUÉM pode discordar do que fala o Espiritismo) TODO espírita nervosinho acredita em todo tipo de fenômeno sobrenatural ufológico.

Tudo começou quando os adeptos do espiritismo perguntaram: Cquote1.png Se há reencarnação, aonde estão os grandes gênios da humanidade? Se eles morreram, é correto que voltem mais fodônicos, não?! Cquote2.png

Nessa hora, Kardec suou frio. Mas como é da índole de um espírita nervosinho NUNCA estar errado, inventaram 376 teorias furadas e por incrível que pareça tem gente que acredita.[1]

É possível um debate sério com um espírita nervosinho?

Cquote1.png É assim porque é... Porra! Cquote2.png
Espírita nervosinho sobre tudo.
Não é possível um debate sério. Eles são mais chatos que crentes. Quanto mais livros o espírita nervosinho leu, pior. O espírita sempre se julgará mais esclarecido. Qualquer refutação será tida como ignorância sua, e o debatedor será tido como um recusador da maravilhosa revelação espírita. Qualquer avanço na ciência será tido como avanço na compreensão terrena em consonância com as espiritices.

Os espíritas não se manifestam de forma expansiva ou violenta, mas são fanáticos e arrogantes. Acreditam em tudo que um grupo de espíritos superiores dizem. São arrogantes em sua serenidade e certeza de saber mais do que os outros fiéis.

Pra te corrigir

O espírita nervosinho vai te corrigir (sempre que puder ou mesmo quando não precisar), dizendo que "não há final" e que "ninguém morre".(alo mãe tudo bem?) Vai dizer que as pessoas desencarnam e que o final ainda está longe, porque estamos sempre precisando voltar a este mundo para aprender. Ou seja, um monte de papo-furado.

Nota

  1. Informações dessa teoria no artigo Espiritismo