Esporte Clube São Luiz

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esporte Clube São Luiz
Escudo do São Luiz.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Esporte Clube São Ruins
Origem Bandeira do Brasil Brasil - Ijuí
Apelidos Aquele time que só aparece no começo do ano
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote zangão
Torcedor Ilustre
Estádio Estádio 39 de Onzembro
Capacidade Um punhado
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador É um banner de tanto patrocínio
Time
Material Esportivo Weegee
Liga Campeonato Gaúcho
Divisão Alterna de divisão até no estadual
Títulos Citadino Passo-fundense
Ranking Nacional
Uniformes



Esporte Clube São Luiz é um time de futebol amador de várzea situado na longínqua e irrelevante cidade de Ijuí, próximo ao fim do mundo. Tem como maior feito de vez em quando golear o Grêmio no campeonato gaúcho e comemorar isso como se fosse título mundial. É daqueles times que aparece só no começo do ano, no estadual, onde faz porra nenhuma, firma-se como time que ninguém se importa, o estadual acaba e aí é esperar ano que vem.

História[editar]

Fundação[editar]

Acredite se quiser, esse time é de 1938. Agora o que ele ficou fazendo de lá pra cá, ninguém sabe, porque ganhando títulos que não foi, coisa que até o Novo Hamburgo já conseguiu. Desde sua fundação o time nunca teve grandes pretensões, porque seu lema nunca foi vencer, mas apenas competir, e isso faz muito bem, vem competindo já a quase 100 anos sem parar e sem desistir. Nesta época áurea do futebol, como havia uma defasagem na cartografia, não foram poucas as vezes que o São Luiz achava que era um time uruguaio, por isso já jogou contra o Peñarol um monte de vezes, perdeu um monte, mas o único jogo que venceu ostenta o feito como se fosse um título. Aliás, isso viria a se tornar bem comum depois que o São Luiz se firmasse como time gaúcho e não uruguaio, pois para esse time vencer o Grêmio ou o Inter é considerado um título, por isso nem ligam de tentar ser campeão das coisas, o importante é estar na divisão principal e tentar vencer esses dois no jogo do ano.

Anos de porra nenhuma[editar]

Mais de 80 anos se passaram e não tomou vergonha na cara. De 1938 a 2018 sem nenhum grande feito, só a mais pura coadjuvação no cenário estadual. Especializou-se em ser esse time que ninguém conhece, que está ali fazendo número no campeonato estadual.

Quase falência[editar]

Em 2002 o time estava na maior pindaíba. Que é um time falido isso todos sabem, mas nessa oportunidade pessoas de bom senso queriam desistir e fechar o clube. Infelizmente um bando de maluco sem noção doou dinheiro pra essa porra, e com a contribuição da comunidade (a famosa vaquinha) conseguiu angariar 5 vale-refeição e 10 suco de laranja para pagar a contratação de novos jogadores do nível do São Luiz, e o time permaneceu. Desde então a briga do São Luiz é brigar pra não rebaixar.

O tetra![editar]

Em 2017 o São Luiz conseguiu um feito pelo qual nem o Brasil de Pelotas, mesmo após sofrer oito rebaixamentos, jamais conseguiu, o São Luiz foi tetra-campeão da Série B do Gauchão, certamente vencendo algum outro time igualmente irrelevante. A meta desde então é a conquista do penta, por isso só monte times péssimos.

A série D[editar]

Em 2019 foi disputar o Gauchão despretensiosamente, como sempre, achando que iria só mais uma vez disputar pra não rebaixar, talvez rebaixar de novo, tudo estava indo normal, mas então percebeu tarde demais que só haviam times péssimos na cmpetição e acabou ficando em 4º, classificando-se de forma inacreditável para a Série D do Brasileiro de 2020, surpreendentemente roubando a vaga de outros times mais capacitados.

Estádio[editar]

O estádio 19 de Outubro é o maior (e único) motivo de orgulho para o Esporte Clube São Luiz. Com capacidade para inacreditáveis 2000 pessoas (3000 quando recebe o Grêmio ou Inter, visto que metade do estádio é cedido por tradição à equipe visitante e os visitantes da capital podem decididamente sentar um no colo do outro).

Massacote[editar]

O massacote do time é o zangão, dado o fato dos jogadores adorarem meter a pica dura nos adversários já que vivem descendo a lenha quando se trata de jogar um futebol descente. Assim como o time, o zangão é odiado por todos e muitas vezes tido por inútil até entre a própria espécie, então representa bem o time já que pouquíssimos ijuienses dão bola para um clube tão fracassado.

Torcida[editar]

Consegue juntar 2000 torcedores em jogos bostas que não valem porra nenhuma e realmente acreditam que isso é grandes coisas.

Títulos[editar]