Fito Páez

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Você quis dizer: Cantor que fala na cidade de Rosário em todas as suas músicas Cquote2.svg
Google sobre Fito Páez
Cquote1.png Experimente também: Mariposa tecnicolor Cquote2.png
Sugestão do Google para Fito Páez
Cquote1.svg Quase saímos na porrada, não aceitou a proposta do clipe que eu tinha. Es un maricón metido a gênio Cquote2.svg
Joaquín Sabina sobre ter cortado laços com Fito
Cquote1.svg Gosto muito de você Cquote2.svg
Caetano Veloso sobre Fito Páez
Cquote1.svg Eu também Cquote2.svg
Professor Xavier dos Paralamas do Sucesso sobre comentário acima
Cquote1.svg Já comi! Cquote2.svg
Charly García sobre Fito Páez
Cquote1.svg Porra bicho, gostei muito, achei do caralho, muito foda, parabéns aí, muito bom. mas hoje meu voto é não. Cquote2.svg
Arnaldo Saccomani sobre músicas do Fito Páez
Cquote1.svg Goxtu muito du Fito, ele eh u melior cantor arxentinu di todux ux tempux! Cquote2.svg
Guria retardada sobre não conhecer outros cantores argentinos e só saber da existência de Fito Páez

Ruindolfo Páez Ávalos, mais conhecido como Fito Páez, é um músico, cantor, letrista, cineasta, vendedor de pipoca, corretor de seguros, geógrafo e maníaco-depressivo argentino. É considerado um dos maiores talentos da música de seu país, o que não representa quase nada, visto que ninguém tem a paciência suficiente para ouvir música argentina sem querer matar o cantor. Bom, isso vale para qualquer argentino. Enfim, outra característica que se sobressai é o estilo "choroso" de cantar, mais ou menos como Chitãozinho e Xororó.

Infância e Adolescência[editar]

Fito Páez nasceu em 1963, na "puta ciudad", como tem o hábito de se referir, de Rosário, na província de Santa Fe, que você, certamente, não tem a mínima ideia de onde fique. Filho de um cantor fracassado de tango, com uma administradora de empresas voltada para a gestão de atividades ligadas ao prazer masculino, esteve ligado ao "showbizz" desde muito jovem. Aos cinco anos, já se apresentava durante os "shows" de sua mãe e suas colegas de trabalho, tocando flauta-doce. Sua vida, a essa época, se dividia entre a convivência com as colegas de serviço de sua mãe, as aulas de piano e os jogos do Rosario Central, que o inspirou a compor suas canções mais melancólicas.

Um cosplayer de Fito, comprovando o sucesso do artista até no Japão.

Ainda quando jovem, comprovou que sua vida estava destinada à vagabundagem música, Prestes a concluir o Ensino Médio, Páez deixou de ir prestar os exames finais, para poder viajar até Buenos Aires, a fim de assistir a um show do Village People. Nessa ocasião, conheceria uma pessoa que o apresentaria ao mundo das drogas e do sexo livre o ajudaria a ingressar na carreira musical: Charly García.

Carreira[editar]

Em 1982, passou a integrar a banda de Charly, como baixista, bem como à vida sexual do mesmo. Inclusive, uma das brigas do casal da dupla resultou na inspiração para um dos maiores sucessos de Charly, "Demoliendo Hoteles", tamanha a intensidade do desentendimento.

Com o tempo, a relação se desgastou, e Fito passou a seguir em carreira solo. Lançou o disco "Del 69", obtendo reconhecimento considerável junto ao público gay. Porém, em 1986, uma tragédia abalou sua vida. Sua avó foi assassinada por um antigo affair do cantor, que era um baixista mal comido frustrado. A partir de então, Fito Páez passou a declarar-se um ex-gay, e tratou de entrar de vez no ambiente hetero, ao lançar músicas falando sobre mulheres e, inclusive, se casar com uma, a atriz C.Roth.

Após uma noite intensa junto à Charly, um cigarrinho.

Em 1990, Fito acertou sua transferência para o River Plate para a gravadora Warner, após ter sido enganado por um empresário venezuelano, de nome Chávez, que quis nacionalizar as músicas do argentino. Já em 1992, com "El Amor Después del Vibrador", e um show para 69 mil pessoas no estádio Obras Sanitárias (note a criatividade argentina para nomear coisas), ele afirmou-se como o mais popular roqueiro do país, visto que Charly García estava internado em uma clínica de reabilitação e não lançava nada há mais de dez anos.

No ano seguinte, fez uma visita ao Brasil, onde conheceu Os Paralamas do Sucesso. Em um dos passeios que fizeram juntos, Fito foi levado a um jogo do São Paulo. Empolgou-se muito e, ali mesmo, escreveu, em um guardanapo, o maior sucesso de sua carreira, "Mariposa Tricolor". Hoje, por causa disso, Fito ostenta, no hall de sua residência rosarina, uma estátua de Bambi, recebida em agradecimento pela promoção da imagem do clube.

Fito mostra o tamanho do "talento" de Charly.

No ano de 1998, por ter ficado algum tempo sem aparecer muito, resolve lançar, junto a Joaquín Sabina, um cantor espanhol que você certamente não conhece, um disco onde estão expressas as relações sádico-masoquistas que tinham um com o outro. Basicamente, trata-se de um duelo para ver qual dos dois é o melhor cantando bêbado, onde um tenta arruinar a canção do outro, através de backing vocals desastrados, e no rompimento anal entre ambos, que perdurou até 2008, quando, por estar sem dinheiro, Sabina teve de suplicar o perdão de Fito, em troca de um prato de lentilhas.

Depois, dedicou-se a deixar crescer a barriga, e lançou um disco estranhamente bom, "Abrí las Piernas", que devolveu Fito de volta ao estrelato, inclusive dando-lhe dois prêmios Grammy, que trocou por um estoque de gatinhos.

Nos anos seguintes, Fito seguiu lançando álbuns, e fazendo alguns shows, mas passou a dedicar-se fortemente ao cinema. A crítica especializada aconselhou-o a dedicar-se exclusivamente à música, o mesmo pensam seus fãs.

Curiosidades[editar]

  • Fito Páez foi o primeiro artista não-cubano a se apresentar na Plaza de la Revolución, em Havana. Isso aconteceu porque a produção do show o anunciou como se fosse outro argentino, Che Guevara;
  • Fito foi o primeiro cantor a catar seus próprios piolhos durante um show, enquanto cantava uma música do grupo Los Piojos;
  • Foi o primeiro cantor argentino a lotar a Plaza de Mayo com pessoas qiue não eram necessariamente mães.

Discografia[editar]

  • 1984 - Del 69;
  • 1986 - Rodopios;
  • 1987 - Ciudad de Pobres Ladrones;
  • 1988 - La, la, la, la, la, la, la, la... (certamente, foi sua fase mais criativa);
  • 1990 - Tercer Mundo;
  • 1990 - Cuarto Mundo
  • 1991 - Quinto Mundo y la Orden de la Fénix;
  • 1992 - El Amor Después Del Vibrador;
  • 1994 - Circo Vostok;
  • 1996 - Euforía (como a MTV não aceitou investir em Fito, devido à clara ausência de retorno, ele mesmo fez o seu unplugged);
  • 1998 - Enemigos Más Qué Íntimos (com Joaquín Sabina);
  • 1999 - Abrí Las Piernas;
  • 2000 - Rey Roberto;
  • 2003 - Menstruación Sangre;
  • 2004 - Mi Vida Con Pablo 69;
  • 2005 - Moda Fashion;
  • 2006 - El Mundo Cabe En Una Canción Como Faroeste Caboclo;
  • 2007 - Ruindolfo;
  • 2008 - No Sé Si És Crack o Cocaína;
  • 2010 - Confiá em Ninguém
  • 2011 - Canciones Para Troxas
  • 2012 - 20 Âñus Después Del Vibrador;
  • 2013 - El Sacrificio del Tesón;
  • 2013 - Dreaming Pelotas;
  • 2013 - Yo Te Amo, Maradona;
  • 2014 - Rock And Roll Erección;
  • 2015 - Frescura Total (com Paulinho Moska na Sua Sopa)

Veja também[editar]