Flor de Maracujá

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cuidado, olhe como se fosse vesgo. Caso já o seja, pode olhar diretamente, até onde é possível.

Flor de Maracujá uma flor que muitas vezes não chega a gerar aquele fruto calmante(sossegue esse fogo mesmo), por ser muito... muito... Bonita? Não, mas não é só bonita, é mais colorida do que qualquer florzinha ornamental manipulada por um botânico noia. Não, não... Não é só muito colorida como também possui vários tipos de pétalas em uma flor só... Mas não possui apenas vários tipos de pétalas em uma só flor... Ah, chega de introduzir, mesmo porque ainda nem é época de polinização: Vamos ao artigo dessa Flor de Maracujá, apenas lembrando que os vários tipos de pétalas na verdade são as anteras e gavinhas, apenas para você não confundir as coisas, como você costuma fazer entre mulheres pequeninas e mulheres maiores. Vamos ao artigo, antes que você se interesse pelo estame.

Apenas olhe cuidadosamente[editar]

Não fixe o olhar, é sério.

Imagine o que esse tipo de flor pode causar em seres como os macaquinhos humanos, mais ainda em seres que estavam há dias enfunados em um navio, imundos apesar de cercados d'água, chegando à um continente desconhecido e vendo, além de índias à vontade, também a flor de maracujá. Flores que geram frutos ou outros vegetais podem ser até interessantes, como aquela flor que conseguiu fazer você, essa frutinha azeda, mas a flor de maracujá já(perdão pelo eco), tem o poder de acalmar mesmo muito antes de gerar o fruto, ele madurar, enrugar, etc.

Quando ela não acalma, hipnotiza mesmo, sobretudo e jaleco inclusive os humanos, que quando não fazem o que sentem ao ver algo mais ou menos aproveitável, conseguem fazer coisas relacionadas à religião, cabelos e até mesmo aquela outra frutinha boa. Foi dessa forma que ela ganhou vários apelidos, todos cafonas pra carai. Um deles é Coração ferido - todos sabem que de um coração ferido sai apenas sangue, que se tudo for normal, será vermelho, ficando logo com aspecto coagulado...

Porra! Já avisei pra não fixar o olhar!

...mas é a imaginação da macacada. Outro nominho é Espinhos de Cristo, mas isso nada tem haver com a gavinhas, é sim, porque essa frô foi levada para o Pilatete para acalmá-lo, mas assim mesmo ele preferiu lavar as mãos: Havia acabado de tirar os dedos do cu. A florrrrrr de maracujá fez sua parte, mas não conseguiu impedir a selvageria, o máximo foi que Pilatete não concordou.

Cultivo e abuso[editar]

A flor de maracuja por si só, já é bem tranquila, mas são tantos olhos de Zoboomafoo a mirando que por fim, ela acaba dando uma olhadinha em retorno, mas não consegue decifrar o que tanto olham, mas também não reclama. Quando colhidas para flor ornamental, algumas sim acham ruim, aquelas que queriam se transformar em frutos, essas ao irem enfeitar vasos, floreiras, buquês, cabelos e aquela cacarada toda inventada pelo mais doido do reino animal, ela fica bastante nojentinha, sobretudo as dos vasos.

NÃO FIXE O OLHAR!!!

Possuem essas, a frustração de não poder ter se transformado em maracujá e serem comidas, deixando o contemplado relaxado após o êxtase, por isso gostam de enfeitar, mas ao mesmo tempo mostram um arzinho melancólico, apesar de não murcharem logo, como o fruto. Para consolar essas flores que se frustram, essa é a desculpa: Já que não se tornou fruto, vai despetalar aos poucos e não vai enrugar.

Bom, as acima citadas, são poucas, para as demais tanto faz, ser colhidas antes de se tornar frutos, até porque podem ser encontradas mais facilmente por borboletinhas e beija flores, dependendo do local onde estiverem. As que são usadas como perfume também não reclamam: Nesse caso nem dá tempo, pois já lhes foi quebrado todos os ossos da cara e estarão moidinhas em pouco tempo. Falando em quebrar todos os ossos da cara, se for dar essas flores de presente a alguém, cuidado que a pessoa pode se ofender com a beleza da flor: Sabe como são mulheres ciumentas demais: A visão da flor, nesses caso, pode não deixa-la nada calma.

Agora já era...

As propriedades medicinais dessas flores existem mas ainda não foram devidamente estudadas... apesar de muitos olhos de humanos parecendo mais olhar de peixe morto parar nelas, ainda não foram vistas em seu mais puro éter (éter mesmo e não néctar, se não entendeu não corrija, porra), assim não podem curar mal nenhum a não ser acalmar o fogo do rabo... corrigindo, o fogo da mente, o do rabo você pode curar de outra forma.

Ver também, se estiver inteiro[editar]