Frederico Augusto de Ráiequi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
O Caminho da Servidão, o guia para tornar a sociedade mais escravocrata.
Retrato de F. A. Hayek segundo um dossiê feito pela Esquerda.

Cquote1.svg Quem? Cquote2.svg
90% dos economistas sobre Hayek
Cquote1.svg Você traiu o movimento socialista, véio! Cquote2.svg
Sociedade Fabiana sobre Hayek
Cquote1.svg Hayek, I am your father. Cquote2.svg
Mises sobre Hayek
Friedrich August von Hayek (Viena, 8 de Maio de 1899Friburgo em Brisgóvia, 23 de Março de 1992), também conhecido como MC F. A. Hayek, foi um rapper[1][2] economista austríaco da Escola Austríaca[3] e grande inspirador da Direita Libertária, ou, como dizem os teóricos de Esquerda, um porco capitalista neoliberal, coxinha, fascista, totalitário e reacionário, uma abominação política, ética e cognitiva da classe mérdia e defensor da Zelite.[4]

História[editar]

Após a Primeira Guerra Mundial decidiu virar guerrilheiro ativista comunista da Sociedade Fabiana, até que conheceu na faculdade seu grande mestre sith Darth Mises, que o levou para o Lado Reaça Direito da Economia.

Hayek é autor do famoso livro O Caminho da Servidão, um livro que nem li,[5] mas que pelo titulo já dá para perceber que trata-se de um manual que ensina os burgueses a submeterem o proletariado à escravidão. Apesar disso, o economista é tido pela Direita como um defensor da liberdade e do livre mercado, o que por si só é uma contradição, afinal todo mundo sabe que o livre mercado é uma invenção maligna da própria Direita, portanto, sinônimo de Fascismo e Totalitarismo.[6]

Posteriormente, caiu no ostracismo, após Keynes morrer e ser santificado, Hayek começou a sofrer bullying dos acadêmicos socialistas por ter divulgado os planos dos comunas em O Caminho da Servidão.

Em 1974, ganhou meio Prêmio Nobel de Economia, um prêmio que só revela o quanto você não entende porra nenhuma da Economia.[7] Afinal, como o santo Keynesiano Paul Krugman prega, a melhor solução para consertar a Economia em recessão é simular uma invasão alienígena.[8]

Notas

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Friedrich August von Hayek no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg