Funkeira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif SEM VERGONHA!!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!

Melhor.gif ATENÇÃO: ESTE ARTIGO É SOBRE UMA FALSA GOSTOSA!

Funkeira usa e abusa de Photoshop, maquiagem e propaganda, faz lipo
com frequência, pode ter silicone nas tetas e botox na cara.

Mesmo assim, você ainda acha que ela é gostosa!

Platéia vazia.jpg Please STOP the music!

Este artigo se trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.

FUNKEIRA

Bundança.jpg

Classificação científica
Unidade: Candidíase
Reino: Genitália
Classe: Do Sexo
Família: Amebas
Gênero: Protozoário
Espécie: AntiAustralianus
Nomenclatura binominal
Puterias



Introdução[editar]

Musa do Funk da favela da rocinha.

O "Funk"(Macumba + Samba) ou versão prostituida de satan é um ritmo musical carioca, tudo começou depois de um tiroteio na favela da Rocinha e desde então não parou. Apesar das descriminações, na realidade essas músicas possuem um caráter educativo, já que em seus refrões ensinam como fazer a posição 69, como engravidar de um jogador de futebol, como sair matando meia dúzia de gente, como fazer anal, como ficar famoso, como mostrar a busanfa nas revistas,como ser idiota entre outros ensinamentos que vem sendo religiosamente seguido por todas as mocinhas inteligentes que cansaram de receber o Bolsa Escola o Vale Gás e decidiram partir pra uma pensão alimentícia gorda e um flat na Tijuca. Todo mundo já viu aquelas garotas cantando Funk, todas elas possuem as mesmas características, revendedoras da Avon, o mesmo modus operandi, o mesmo sotaque e o mesmo palavreado, mas ninguém sabe de onde elas saíram e não se descobriu uma vacina para evitar a proliferação dessa espécie nova de vírus. Em Abril de 2010 o jornalistae agente panaca secreto da Rede Globo César Tralli, se infiltrou no baile funk no morro do Tiririca e descobriu que essas mulheres saíram da clínica da Doutora Júlia Zaccarias, portanto, todas elas são uma espécie de mutantes com aids que se desenvolveram para dominar o mundo, principalmente o HD dos nerds punheteiros que não conseguem nem pegar uma gripe. Durante cuidadosa pesquisa, ele conseguiu listar as principais metamorfas e a vida de cada uma, porém infelizmente não pôde finalizar essa pesquisa porque foi sequestrado para algum lugar do qual até hoje não se tem notícias.

Algumas Funkeiras[editar]

Verônica Costa[editar]

Verônica, A Funkeira Vereadora

Verônica Tarja Preta Costa , conhecida por todos como "Mãe Louca do Funk" ou a "Mãe do Jonatha da Nova Geração" é uma funkeira nascida na cidade do Rio de Janeiro e criada na Cidade de Deus junto da irmã Tati Quebra Barraco Chupeta de Baleia. Desde muito nova foi sempre considerada muito gostosa, aliás, muito inteligente e isso fazia com que a sua irmãzinha mais nova ficasse com a estima lá em baixo, então foi aí que Tati decidiu atrapalhar a vida da mãe louca quando foi em busca da Mãe Diná para passar a perna na moça. Ninguém sabe o que de fato aconteceu, mas Verônica fez muito sucesso, foi a primeira funkeira a mostrar a bunda na Playboy, também conseguiu se tornar vereadora do Rio de Janeiro, mas em compensação, quando esquece de tomar o seu remedinho, sai dando tamancada por aí. Adepta da teoria do "Um tapinha não dói", hoje ela é frequentemente vista usando uma camisa branca de magas longas, popularmente chamada de "camisa de força".

Lacraia[editar]

Lacraia,A Funkeira de 3 pernas

Jorge Lafon Vera Verão Antesd'afebre Tifóide , irmão renegado da Vera Verão, carioca, torcedor do Botafogo, raquítico e feio, sempre teve o sonho de ser uma Paquita, mas nunca conseguiu ser e até os dias atuais não consegue entender o motivo. Foi criado numa fábrica de reciclagem até um dia que sofreu um acidente no triturador de papel que acabou triturando a sua face. Durante esse período sofreu depressão e tentou se matar, mas até a morte o rejeitava, então começou a dançar funk por aí, teve relacionamentos com diversos jogadores de futebol e para a felicidade de todos, ele nunca fora convidado para posar nu. Acabou vendendo côcos na orla de Copacabana, casou-se com um alemão, tem 3 filhos, fez a mudança de sexo e se chama Paloma Priscila Pegadeira Albertini, porém, recentemente bateu com as botas e virou purpurina.

Tati Quebra Barraco =[editar]

Tati Quebra Barraco, A Funkeira que até o Diabo tem medo.

Tatielle Luciferius Espanta Cego Ferreira, a metamorfa nº 0006606, é natural do Rio de Janeiro, já apanhou do marido, já matou, já roubou, mas se tornou uma funkeira desconhecida. Existem várias histórias com relação à origem dessa funkeira,alguns falam que ela é decendente da mula sem cabeça, do saci pererê, sendo que na verdade durante a sua criação a Doutora Julia não tinha ingredientes suficientes para finalizar o experimento, então precisou realizar uma reciclagem e por esse motivo é que ela é considerada a mutante mais grotesca de todas as espécies conhecidas. Teve uma infância difícil, uma adolescência difícil, mas se virou como pode e atualmente é líder comunitária da Cidade de Deus, porém as vezes tenta emplacar algumas músicas, mas nunca sai do 0x0.

Valesca Popozuda[editar]

Valesca Metamorfa, A Funkeira sobrevivente do acidente de Chernobyl

Mais conhecida como A Mulher Bunda Quadrada, Valesca Corre que é Uma Cilada da Silva é carioca e genuinamente favelada. Sobrevivente do acidente de Chernobyl, Valesca, filha de dois favelados e irmã mais velha de uma creche de favelados e desde cedo percebia que não tinha talento algum, mas na adolescência durante um teste do sofá acabou conhecendo o produtor Alexandre Frota e logo fez parte do gupo de Funk que se chamava As Perdidas, por conta da radiação, o seu corpo sofreu uma grande metamorfose, fazendo com que a bunda, os peitos, as pernas, as estrias não parassem de crescer e por tabela a sua voz cada vez mais ficava estranha.Pouco tempo depois decidiu sair da banda do Frota e formou a catastrófica quadrilha intitulada de Gaiola das Anencéfalas Pervertidas, quadrilha esta que se tornou sucesso somente entre os ébrios, loucos, retardados, ex drogados, drogados, canibais, deprimidos, punheteiros, entre outros. Ficou notória graças a sua voz de travesti e o seu corpo extremamente desproporcional, causando medo até nos machos alfas do Rio de Janeiro. Atualmente ela trabalha como recepcionista numa clínica de reabilitação para drogados do ex polegar, ex sex symbol e ex drogado Rafael Pilha

Mulher Melancia[editar]

Mulher Melancia, A Funkeira da lomba grande.

Andressa Redonda Esférica Circular Soares, é a metamorfa n° 000380, assim como todas as funkeiras, é nascida no Rio de Janeiro, irmã mais nova da atriz Preta Gil, manicure, fofoqueira e filha de desajustados mentais. Desde muito nova ela não gostava de ir à escola porque as cadeiras nã o eram adaptadas para o seu Air Bag traseiro, quando raramente ia para as aulas, costumava ficar sentada num carrinho de mão. Além de pobre, tinha (tem até hoje) crises de epilepsia, língua presa, cabelo feio e não conseguia se comunicar sem a ajuda dos aparelhos, mas quando completou 14 anos conseguiu um tratamento com a ajuda do Criança Esperança, porém mesmo assim não conseguiu diminuir o tamanho da lomba que carregava. Quando conseguiu um emprego como diarista, decidiu juntar um dinheiro para se inscrever no concurso Garota Silhueta de Rolha, onde foi vencedora, então a partir daí foi constantemente convidada para rebolar nos bailes funks dos bairros. Ao mesmo tempo em que dançava, Andressinha era revendedora da Avon, Hermes, Jequiti e outras marcas de cosméticos, porém quando começou a dançar na velocidade 6, se tornou mais conhecida e exibiu o seu quadril XG 09830830830x nas revistas Playboy, Sexy e Globo Rural. Em 2010 conseguiu foi integrante do Reality Show A Fazenda, e finalmente pode voltar ao estábulo, mas a moça saiu antes do fim do programa sem dinheiro, sem fama e com vergonha. Nos dias atuais ninguém mais sabe da Mulher Melancia, uns dizem que ela se explodiu, outros falam que ela foi tomar no cú, entretanto até o fechamento da matéria não tivemos nenhuma resposta concreta.

Mulher Maçã[editar]

Mulher Maçã, A Funkeira Raimunda .

Greyscy Khellyh Raimunda Bolachuda Conceição da Silva Também carioca, órfã de pai,genuinamente pobre e burra, não sabe escrever até os dias atuais e foi babá até os 12 anos, com a cara cheia de espinhas, corpo coberto de estrias e celulites, essa garota tinha tudo para dar errado, mas ela definitivamente conseguiu através do programa do Gugu um milagre para conseguir resolver 45% da sua feiúra. Conseguiu chamar atenção graças a um grupo desconhecido até hoje e desde então se transformou numa típica arroz de festa de subcelebridades.Seu grande salto foi quando engravidou de um ator desconhecido da Rede Globo,chegando a conceder diversas entrevistas em programas de fim de festa de emissoras de fim de carreira, porém, por ironia do destino, acabou perdendo o bebê na 2° semana de gestação, mas depois disso foi capa das revistas G Magazine, Sexy, Sexy Club entre outras mais desclassificadas. Quando tudo parecia ter acabado, a Sta Maçã conquistou o amor de um belo rapaz italiano que por incrível que pareça não dominava muito bem o seu idioma pátrio, mas o fati é que ele obrigou a moça a desistir da carreira promissora de mulher fruta, e durante um longo tempo a Mulher Maçã ficou em hiatus, mas um tempo depois ela retornou ainda mais siliconada, menos inteligente. Ocorre que tudo piorou após a morte do seu mentor, Esteve Jobes. Greiscy Kelly chorou por dias, noites, tatuou o nome do seu na virilha para eterniza-lo e como já estava acostumada a fazer fotos nuas, agora passeia como veio ao mundo pelas ruas da cidade.

Mulher Jaca[editar]

Mulher Jaca:A Funkeira que é sinônimo de enfiar O PÉ NA JACA.

Daiane Cretina Dragão de São Jorge popularmente conhecida como Mulher Jaca, segue o mesmo rito das moças acima. Carioca, pobre, genuinamente favelada, menina de rua e sobrevivente da chacina da Candelária, vendia balas na Central do Brasil para sustentar os seus 12 irmãos, já que o seu pai há 20 anos havia saído para comprar cigarros e até então não havia retornado e a sua mãe há 20 anos estava sentada no sofá esperando ele acabar o relacionamento com a amante e voltar para casa. Foi criada por sua madrinha em Cascadura, aos 15 anos foi eleita a "Garota da Lage " e logo começou a rebolar na frente da tv, de casa, da igreja, crianças, enfim, rebolava pra todo mundo e foi assim que começou a sua "brilante carreira" de dançarina profissional de Funk.Já posou nua 12 vezes em um ano, já virou evangélica, já tentou ser atriz, já tentou ser cantora, já tentou ser bonita, no entanto continua vendendo quentinhas e dançando o créu por aí.

Mulher Melão[editar]

Mulher Melão, A Funkeira que não pode ver um flash.

Renata Abitolada Senoção Carvalho Frisson é a metamorfa n° 00198, de origem desconhecida, residente na cidade do Rio de Janeiro, de origem pobre e com pouca instrução é a penúltima mutante da série de pesquisas. Não tem noção de nada, assim como as outras ela não sabe se vestir, não sabe falar, só sabe marcar chicletes e quando ver um flash já está abrindo as pernas. Teve uma infância conturbada, foi criada em Itapipoca por sua avó que a deixava isolada numa torre, a sua dieta nada mais era que comer poeira, vento e beber água, mas na adolescencia fugiu com um namoradinho para o Rio de Janeiro, onde logo aprendeu a como ser uma garota de sucesso, então logo passou a usar a boa e velha receita: posar nua, inventar que estava grávida, inventar que estava namorando celebridades estrangeiras, enfim, logo conquistou o seu lugar no pedestal do funk. Em meados de 2011, Renata Frisson possuída pela entidade Zé Manguaça lançou o hit " vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc, vc... que alavancou a sua carreira, a fez posar novamente para a Playboy, dando um imenso trabalho ao colega do Fotoshop, porém após constantes ameaças de que surgiria nua perante o astro Justin Biber, acabou sendo presa na prisão feminina de Bangu e somente se manifesta em juízo.

Mulher Filé[editar]

Mulher Filé, A Funkeira invisível que NINGUÉM CONHECE.

Iame Cará de São Tomé, conhecida como Mulher Filé, Mulher Desconhecida ou Mulher da Cara de Cavalo, é a metamorfa nº 000657, natural do Rio de Janeiro e a menos conhecida da espécie, porém é tão perigosa quanto as outras. Filha mais nova da funkeira Tati Quebra Barraco, Iame mostrou a busanfa algumas centenas de vezes nas revistas de nu feminino, mas não trouxe nenhuma supresa, uma vez que assim como as outras, seu corpo é coberto por bronzeamento artificial, piercings e a sua chuleta não possui pêlos. Desde o início da decadência da carreira da sua mãe, a Mulher Filé iniciou o seu trabalho, de tudo fez um pouco para tentar aparecer, fez filmes pornôs, desdenhou das mulheres frutas, disse que foi abduzida pelo ET de Varginha e que foi assaltada trocentas vezes, a verdade que nem com a ajuda da Mãe de Santo Mãe Maiamba a pobre moça conseguiu passar dos 15 milésimos de fama. Cansada com a vida infeliz, a Mulher Filé virou evangélica, deixou de fazer filmes pornôs, atualmente está casada com o pastor Corno da Silva e tem o nome fictício de Gislaine.

Como Ser Uma Funkeira[editar]

Se você se interessou pela vida das nossas heroinas e mesmo que intimamente deseje ser ou sinta que leva jeito para a coisa, leia atentamente as dicas que foram colhidas através de uma cuidadosa pesquisa, talvez elas possam ser úteis:


  • Ter cabelo comprido e liso: Aquele cabelão chapado é pré-requisito para ser uma funkeira de respeito. A preferência das vítimas é por loiras, mas as morenas também têm vez. O importante é usar sempre solto. E liso, muito liso.
  • Usar vestido curto: A medida ideal para uma funkeira é usar um vestido que acabe na dobra do bumbum. Nada chique e nada fino, mas faz parte! Outro look bem-recomendado é calça jeans de cintura baixa com barriga aparecendo e decotão.
  • Pagar calcinha: Quase como um “combo” com o vestido, a calcinha é muito importante. Invista em modelos com cores chamativas – as mais indicadas são as berrantes. Caso algum fotógrafo consiga lhe fotografar – e aparecer a calcinha – é notinha na imprensa na certa!
  • Xavecar muito: Normalmente o contato funkeira -> jogador ou celebridade de 2° linha rola na balada. Para se aproximar do camarote e conseguir pulseiras VIP vale tudo: xavecar até seguranças, assessores e barmen.
  • Ser amiga de Funkeiros, MCs DJs e promoters: Contar com a dica dos profissionais é vital para ter sucesso na profissão de funkeira. Quando um jogador reserva um camarote, você precisa ser avisada. Ir a baladas frequentadas por boleiros é muito importante.

Como Comer Uma Funkeira (ou todas)[editar]

Essas [[vagabundas] encontram-se disponíveis nos mercados mais próximos da sua residência, ou em qualquer esquina gritando desesperadamente " me enche de porra zé droguinha" mas se você quiser fazer o pedido delivery + barba, cabelo e bigode, é preciso que esteja dentro de um desses requisitos:


  • Ter dinheiro se não tiver é só se prostituir
  • Ter um um carro ou moto (de preferência importado) ou roubado
  • Ter um celular moderno (iphone)
  • Não é preciso ter grau de instrução, mas é importante que saiba fazer 69
  • Ter morado em algum Presídio
  • Ser popular no Twitter, Orkut e Facebook
  • Ser jogador de futebol, gringo, apresentador de TV ou ator (REQUISITOS MUITO IMPORTANTES!)

ser um travesti com sobrancelhas de taturana

Vale ressaltar que é recomendável deixar uma gorjeta para o taxista.

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Funkeira no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Funkeira no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Funkeira no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg