Geoff Tate

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Frauleinpre.jpg Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que ele é parrte dö conspürraçon gerrmänica parra inwadir ö Frankreich por trrás öutrra wez. Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö Berliner Mauer.

Cosmo.jpg "Que burro! Dá zero pra ele!"

Este artigo é sobre algo ou alguém burro ou completamente imbecil.

Cuidado: as burrices podem te morder!


Emblem-sound.svg.png Geoff Tate
GeoffTate.jpg
Geoff Tate trabalhando de go-go boy.
Nome Jorginho Tato
Origem Stuttgart, Baden-Württemberg
Sexo Masculino, embora hajam dúvidas
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.png
Microfone e instrumentos de sadomasoquismo
Gênero Heavy Metal, mas ele detesta isso
Influências Luciano Pavarotti
Nível de Habilidade Chatola
Aparência Careca
Plásticas Nenhuma, diz ele
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Mudar estilos de bandas sem mais nem menos
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Ninguém, ninguém aguenta ele


Geoff Tate foi o vocalista original da banda norte-americana Rainhadoreïno, desde a fundação da banda em algum ano lá atrás dos anos 80 até ser convidado a retirar-se em 2012 após brincar sem aviso prévio de lançamento de cuspe nos seus então companheiros de banda e de dizer no último show dele que seu público era uma merda. Chegou a tentar surrupiar o nome da banda pra si, mas não deu certo, e atualmente é obrigado a fazer shows usando um outro nome pra sua bandinha que até tinha a ver com o da banda anterior, mas que não tivesse correlação direta. Por pura ironia, mesmo parecendo que não ia dar certo, sua página no Feicibúq tem mais seguidores do que a da banda original, ainda que a banda original seja muito melhor musicalmente que a sua banda atual. É, se isso parece injusto pra você, devia ver a quantidade de seguidores do Justin Bieber...

História[editar]

Geoff cantou em um monte de bandas, inclusive uma chamada Myth. Foi nessa banda que os membros de outra chamada The Mob viram ele cantando e o surrupiaram pra si mesmos, formando a Queensrÿche. Lá ele cantou pra cacique e gastou muito a garganta nos discos dos anos 80, até que enfim fizeram um sucesso alucinante com a obra-prima Operation: Mindcrime. A partir daí veio a fama, fortuna e muitas notas de dinheiro voando no rosto do vocalista. Com isso, a sede de sucesso falou mais alto, e ele começou a pressionar os outros membros da banda a seguirem suas ordens, tudo em busca de mais grana. Assim ele transformou a banda em grunge, depois em pop, depois em lambada, depois em tecnobrega, sempre mudando o estilo conforme a maré da moda levava. E quem questionasse sua vontade podia pedir as contas, num nível a lá Helmut Kohl. Aliás, isso é típico de alemão mesmo.

Depois de 30 anos mandando e desmandando na banda, os três membros que sobreviveram à ditadura Tateana (o Cris DoCarmo não aguentou e pediu o boné ainda nos anos 90) fizeram uma panelinha e conseguiram desysopar, ops, tirar o Geoff do poder. Geoff, indignado, tentou processar a banda e tentou pegar o nome pra si mesmo, chegando a lançar um disco com o nome da banda chamado Frequency Unwknown, que era ruim pra caralho e ainda por cima usava das iniciais do disco (F.U.) pra xingar seus amiguinhos muito no Twitter. Por fim, em 2014 ele perdeu os direitos sobre o nome da banda de vez e hoje em dia tem que se virar com outro nome, embora persista de entrevista em entrevista a choramingar que ele é o único que tá certo e todos estão errados, bem ao estilo de um ou outro usuário de sites de humor que passam a dizer que foram traídos quando ganham um pé na bunda após encher o saco até do Inri Cristo.

Atualmente Geoff é diretor de um cabaré itinerante, o primeiro da história do mundo.

Este artigo ainda não é linnndo.
Ajude a Désciclo editando-o, meu rei. Ou não.
Seiyaputo.jpg Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.