Gordon Walker

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Gordon Walker é um negão que caça vampiros. E acho que isso é a única coisa interessante para se falar sobre ele.

História[editar]

Gordon e a sua característica cara de bunda.

Tudo começa quando os portugueses, dirigidos por Pedro Álvares Cabral, atravessam o Acre, os confins do mundo e um monte de mar e encontram o Brasil. Mas isso não tem nada a ver, a verdadeira história vem agora:

Gordon é visto pela primeira vez quando Dean e Sam estão envolvidos num caso de vampiros, morte de gado, mulheres decapitadas... Enfim, essas coisas bacanas e super normais do dia-a-dia.

Após algumas decapitações de vampiros chupões, de brigarem por idiotices, de dar umas voltas no Impala e de comer umas vagabundas de bares de estrada, os irmãos Winchester encontram-se com Gordon, que passa a impressão de ser culpado, já que anda negro, fala negro, se comporta como um negro e é um negro.

Depois da má impressão inicial, Gordon tenta convencer os irmãos de que é apenas mais um caçador inocente que mata criaturas da noite para desestressar, e consegue enganar Dean, mas não Sam, que liga para Helen para saber mais sobre o preto.

Tomando algumas geladas com Dean, Gordon se abre, e conta a sua história de vida, incluindo a parte em que virou um psicopata maníaco doente que mata qualquer coisa que não seja humana, incluindo coelhinhos fofos.

Enfim, no cair da tarde e no frigir dos ovos, os irmãos descobrem que os vampiros da cidade na verdade são bonzinhos, uma espécie de vampiros do Crepúsculo sem a viadagem, e decidem deixá-los partir para uma cidade segura, mas aí aparece o preto para foder com tudo, como sempre. Gordon, que mesmo já sabendo há mais de 2 milênios que os vampiros eram da paz, tenta matar todo mundo, mas toma um cacete de Dean e é deixado amarrado em uma cadeira.

Morte[editar]

Obviamente, alguns capítulos mais tarde, o negão volta para tentar se vingar dos irmãos. Ficar amarrado naquela cadeira por dias não foi nada legal, principalmente a parte em que teve uma diarreia por ter comido uma feijoada completa naquela manhã e não conseguiu ir ao banheiro.

Tendo uma percepção de que Sam era o Anti Cristo, apenas porque o Winchester conseguia mover coisas e matar demônios com o poder da mente, coisas que qualquer um faz, Gordon passa a perseguir novamente os irmãos, mas novamente toma um cacete e dessa vez termina preso, já que uma "denúncia anônima" feita por Sam dizia que o negão andava armado e possuía um arsenal dentro do carro, o que é a mais pura verdade. O fato de Gordon ser preto contribuiu com a ação imediata da polícia.

Mas passados alguns episódios, esse encosto novamente volta, escapando da cadeia sabe-se lá como, e desta vez torna-se naquilo que mais odeia: Um vampiro. Após desestressar arrancando a cabeça de alguns vampiros com as mãos nuas, Gordon vai ao encontro de Sam, apenas para ter a cabeça cortada pelo mesmo, que utilizou-se do facão de Jason Voorhees. Fim da linha para Gordon.