Gunstar Heroes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Tarō Sega
Projeto SGGG!

Este artigo, predefinição, imagem ou documento secreto, fala sobre algum personagem, item, encounter, game, local, arquivo, magia, vídeo ou outra coisa relacionada ao game (ou então talvez até o próprio game ou projeto) Segagaga. Isso quer dizer que ele pode saber do que pode acontecer em 2027!

Emblema SGGG!
Virtualgame.jpg Gunstar Heroes é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Scorpion esta dando um fatality em alguém.

Megaman-nes megaman run.gif
Gunstar Heroes é da época da Velha Guarda dos Games

e só é conhecido por gamer raiz


Gunstar Heroes
Gunstar box.JPG

Gunstar Tiroterio Heroes enfrentam Arnold Schwarzenegger e seus capangas!

Informações
Desenvolvedor Sem Tesouro
Publicador CEEEGAAA!
Ano 1993
Gênero Correr e Atirar Plataforma/link={{{3}}} Jogos de ação-aventura
Plataformas Merda Drive e Tigolo Gear
Avaliação 10 Ammo
Idade para jogar Livrimente Livre

Cquote1.png Você quis dizer: Metal Slug Cquote2.png
Google sobre Gunstar Heroes
Cquote1.png Você quis dizer: Guitar Hero Cquote2.png
Google sobre Gunstar Heroes
Cquote1.pngUnião Soviética, o tiroteiro come a solta, e quem sai ferido é VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Gunstar Heroes
Cquote1.png Cuidado tio!!!!! Ah, esse aí você não morre com um tiro só? Cquote2.png
Pivetinhos do fliperama sobre Gunstar Heroes
Cquote1.png A diferença dos outros é que aqui eles também caem na porrada. Isso sim é macho. Cquote2.png
Tyler Durden sobre Gunstar Heroes
Cquote1.png Plagiaram a ideia do meu Kirby! Cquote2.png
Nintendo sobre Gunstar Heroes
Cquote1.png Aquela Cega é boa! Cquote2.png
Carla Perez sobre Gunstar Heroes
Cquote1.png Eu já não ví isso em outro lugar? Cquote2.png
Otaku sobre Gunstar Heroes

Gunstar Heroes é um jogo estilo run and gun desenvolvido pela Treasure (porém óbviamente publicado pela CEGAAAAAA!!!) para o console do Mega Drive. Assim como SNK tem o Metal Slug, e a Konami tem Contra, Sega Treasure tem GUNSTAR HEROES!!

História[editar]

Red mergulhando pra cair na surra com alguns pilotos de aviões.

Uma organização mafiosa havia criado a arma suprema: Golden Silver, conheçido também como "God of Ruin" (o "Deus da Ruína"), com o objetivo de dizimar a população terrestre. Vendo a Terra cobetra pelas chamas do mal, a Terra, então, chamaou os seus melhores guerreiros (apesar de eles terem ido por conta própria); os Gunstar Heroes, uma gangue de quatro lutadores que estavam dispostos para arriscarem sua vida social para proteger a Terra. Depois de uma grande batalha em pleno espaço, Golden Silver é destruido, aniquilado e estilhaçado. Para a certeza de que ele jamais fosse acordado de novo, eles o selam na Lua (ao invés de o destruirem por completo), e decidem catar os 4 vibradores que o dava "poder", os espalhando ao redor de toda a Terra (sem se preocuparem se algum maluco se esbarrar com os vibradores e começar uma nova éra de ditadores malvados). Os Gunstar Heroes então se puseram em seu longo descanso, deixando a Terra em uma nova éra de paz e tranquilidade... ou não.
Anos depois, uma nova civilização foi criada a Terra, e, junto a ela, foram criados mitos e mais mitos sobre um tal de "deus adormeçido na lua, que os guiará para o nosso bem melhor" (adivinha). Com isso, surge o Comandante Grey, um sacâna metido a Ditador, que decidiu, pelas palavras de vosso povo, criar sua própria empresa de malandros que desejam se tornar vilões, a denominando "Empire". Seus objetivos? Encontrar novamente os 4 vibradores e, assim, acordar o "Deus da Ruína" (eu disse que aquilo era uma péssima ideia).
Assim que seus planos vieram a calhar, o Professor Brown, antigo Gunstar... (Heroes), acorda novamente os Gunstar Heroes, para que eles mais uma vez se dediquem a proteger uma mísera camada de atmosféra chamada de Terra... bom, alguém tem que dete-los, né?

Sobre o Jogo[editar]

Os Gunstar Heroes enfrentam Gunstar Gre... err... Seven Force!!

O jogo dá júz a seu estilo: sair por aí correndo pra caralho e atirando em qualquer ser vivo que ouse respirar seu ar. Assim como Metal Slug e Contra, tudo que você encontrar no caminho está lá justamente pra ser destruido por você (ou vice-versa). Porém, diferente dos outros games, aqui você tem a bênção de deus de ter uma barra de vida. Com os outros aspéctos do jogo, nada demais: sair e atirar em tudo que você encontrar.
Aqui você só contém 4 armas a sua escolha; Force (o tiro mais poderoso, seu padrão), Lightning (lazer de alta eletricidade que só dá cócegas nos inimigos), Chaser (arma esquizofrênica que não consegue largar do inimigo. Como as armas de outros jogos, é fraca), e Flame (arminha lança-chamas que não chega nem ao Acre, mas é a "fuerte" do jogo). Porém, o jogo nos possibilita fundir 2 armas para criar uma mais forte ainda. As escolhas são inimagináveis, não se esqueça de pegar o gelo. Outra ingênua inovação é a possibilidade de sair na porrada com o inimigo, fazendo rasteiras, voadoras e algumas catadinhas.
O objetivo do jogo, como já citado, é chegar a "Moon"... (Lua). Diante do processo, seu personagem deve enfrentar uma imensidade: todos os inimigos são carinhas de aparênçia gorda que usam roupas de pilotos de avião. Atiram que nem galinhas, e todos eles foram devidamente treinados para levarem uma surra do seu personagem, por isso não se preocupe com suas recepções (mesmo que raramente apareça inimigos diferentes, mas quase tudo é voltado a estes meliantes). A única diferênça que dá um alívio é os sub-chefes. Apareçem mais do que o normal (Metal Slug também pareçe fazer a mesma bobagem, mas a diferênça é que aqui eles tem suas próprias barrinhas de vida, o que dá mais atenção a eles, mesmo que você esteja apressado), em divérsos tipos, divérsos ataques, e divérsas vuerabilidades.

Personagens[editar]

Para fazer diferênça, a Treasure decidiu distribuir côdinomes em todos os seus personagens. Todos estes côdinomes são cores dos mais variados tipos (afinal, Metal Slug contém simples, porém muito simples nomes para os personagens, e a série Contra ninguém lembra os nomes dos heróis).

Os irmãos Gunstar[editar]

Gunstar Red[editar]

Red em seu primeiro día de neotreinamento.

Cquote1.png Patrocinador da Red Bull. "Red Bull te dá uma lazer gun ASAS!" Cquote2.png
Red Bull sobre Gunstar Red

Red é um dos personagens príncipais do jogo. Irmão gêmeo de Blue e dos outros Gunstars, é o personagem que você escolhe mais pra jogar (isso até ver o Blue e babar pra jogar com ele). Com características muito irônicas, Red sempre foi o que mais participou das missões do grupo, convencendo o restante dos irmãos a participar das surubas que o seu irmão comete e deixarem de ser molêngas. Red contém esse belo côdinome por, além de ser o infeliz que mais consegue atenção dos outros (apesar de Blue ser mais macho), é aqueles típicos personagens príncipais de animes cheio de aventura e esperânça correndo nas suas veias pra dar e receber fazer algo legal.

Gunstar Blue[editar]

Cquote1.png Azul (Blue) é cor de macho e cabra-hômi, assim sendo Gunstar Blue. Cquote2.png
Kratos sobre Gunstar Blue

Gunstar Blue é o outro personagem principal do jogo. Blue é o cabra-macho do grupo (apesar de usar este cabelo amarelo). Blue é de estilo bem sarcástico e tedioso, não dando importânçia pra nenhuma merda, nem pra missão. Diferente do seu irmão, Blue sai mesmo é pra dar porrada e atirar na cara de qualquer viádo aviador que esteja lhe intrometendo. Mesmo não ganhando tanta audiênçia como o seu irmão, ele nem da bola, pois assim ele fica com a parte de limpar o chão. Blue contém este côdinome por que, você já sabe, "Azul (Blue) é cor de macho e cabra-hômi, assim sendo Gunstar Blue".

Gunstar Yellow[editar]

Cquote1.png A gente tenta, mas no final é coisa de roteiro mesmo. Cquote2.png
Gunstars sobre Gunstar Yellow

Gunstar Yellow é a única garota do grupo. Diferente dos outros que caem no tiroteiro, Yellow é a navegadora que ajuda os irmãos nas missões (apesar de quase não ajudar em porra nenhuma). Yellow sempre foi a mais inocente do grupo, pois nunca na sua vida teve a chance de sair atirando em coisas ou pilotar alguma maquina de guerra. Sempre foi a mais atraênte, a que cuidava da diversão dos seus irmãos e a que fazia a faxina nos locais em que eles passavam. Porém isso sempre foi também um pé no saco na cola dos Gunstars, a tornando também a puta que todos tem que salvar em algum momento. Todos os irmãos já tentaram catar ela durante os momentos a sóis, mas nunca dava por que eram irmãos, e toda vez seus pais davam bronca, castigos e surras. ela contém este côdinome por que.... por que... ela é atraênte!

Gunstar Green[editar]

Cquote1.png Aew, é nóis irmão! Cquote2.png
Bob Marley sobre Gunstar Green

Gunstar Green é o lado "diferênte" dos irmãos. Sempre teimoso e badboy, tentava fazer papel de macho, mas no final Blue é que limpava o chão com os caras, e Red que catava as gostosas. Após eles serem acordados, Green sofreu de perda de memória, e daí acreditou que era um dos malvados, partindo para o lado negro da força. Green é um dos maniacos que querem a dominação mundial (e, exatamente, um dos chefões que você vai enfrentar), e, para satisfazer isso, a "Empire" lhe concedeu a "Seven Forçe"; um brinquedo que lhe possibilita ter 7 ejaculações pra lhe ajudar a catar a Yellow pilotar exatamente 7 veículos espaciais. Ninguém sabe como Green perdeu a memória, talvez pelo fato de Green ser viciado em plantas da paz (daí seu côdinome, Green).

Gráficos de ultima geração. Sinta-se na Terceira Guerra Mundial.

Outros Fanfarrões[editar]

  • Professor Brown: Foi o cagado que destruiu o Golden Silver no passado, mas agora ele tá muito velho pra fazer tal coisa. É o unico Gunstar que não entrou em um longo descanso, achando que ser velho iria ser a maior mara. Por isso agora virou Professor e não faz porra nenhuma a não ser auxiliar o Gunstar Red e Blue enchendo o saco deles.
  • Commander Grey: É o maníaco, lunático e cabeça-oca metido a comandante do "Empire". Ou seja, é o ultra-super-X-dave Chefão do jogo (falso chefão). Criou o "Empire" para satisfazer seu desejo de dar pro acordar o Golden Silver, achando que isso o levaría para o poder absoluto (além de lunático é sonhador).
  • Smash Daisaku: Com um nome totalmente oriental, Smash é o guarda costa do Grey. Assim como Grey, também é um lunático metido a comandante. De tanto vício em Street Fighter, Smash decidiu fazer cosplay de M. Bison e assim saiu por aí se achando o tal (porém ele tá mais pra poser, pois até sabe fazer apresentações muito chatas). Comanda a maioria das tralhas que você deve enfrentar durante o jogo.
  • Pink, Orange, and Black: Três meliantes que decidiram entrar pro "Empire" só para se tornarem um peso morto. Todos eles fazem papel de chefões do jogo, mas não é nescessário suas citações, por que se não seria só mais uma perda de linhas.
  • Golden-Ultra-Silver: É o tão aclamado "Deus da Ruína". É o chefão final do jogo, e o ultra Deus de todos os cáos que poderiam ser postos a próva. A única diferênça é que ele tem bateria, e sua fonte de poder são 4 vibradores que devem levar chumbo pra fazer ele cair mais uma vez.

Final do Jogo[editar]

Após várias missões, vários pilotos de aviões aniquilados, vários sub-chefes, vários chefes, salvarem Yellow das garras do "Empire" e mais um pouco de cada um, os Gunstars finalmente encontram o "Goldem Silver" (aparentemente acordado e pronto pra suruba). Depois de mais uma seção de "tiroteiro", o Golden Silver então sofre de uma crise emo, e então, não suportando a penetração dupla dos Gunstars derrota, decide se chocar com a Terra. Os Gunstars então o perseguem diante o espaço aberto, o tentando impedir (mesmo que estejam mais mesmo é só apostando corrida com o grandão). Após isso, do nada, apareçe Green, também sofrendo de uma crise emo. Ele decidiu que, para apagar essas lembranças malditas, Green faz o que qualquer personage suporte de filmes esteláres pense em fazer: cometer suicídio. Após uma enrolação desnescessária (de que adianta tentar impedir se o cara vai morrer de qualquer forma?), Green choca sua nave com o Golden Silver, fazendo eles se explodirem em pleno vácuo, fazendo assim acabar com a ameaça de Golden Silver de uma vez por todas... ou não). Assim então a Terra é finalmente salva, os Gunstars são heróis de novo, e o Green, ninguém dá bola, afinal ele é um emo desgraçado mesmo.

Gunstar Super Heroes[editar]

Haruhi.jpg Made in Nihon ='

Este é um artigo kawaii ¬¬ com tecnorogia japonesa, né? (ou não V.V)
Otakus acham isso sugoi x/
Mas se vandarizar, vão fazer o Gomu Gomu no Gatling Gun em você V.V


Gunstar Super Heroes
Gunstar Super Heroes.jpg

Nada de "super", só para os mais íntimos.

Informações
Desenvolvedor Sem Tesouro
Publicador CEEEGAAA!
Ano 2005
Gênero Correr e Atirar Plataforma/link={{{3}}} Jogos de ação-aventura
Plataformas BadBoy Advance
Avaliação 10 Ammo (kawaii?)
Idade para jogar Livrimente Livre De Novo

Após todo esta confusão você imaginou que este sería o fim, não é? ERRADO! Óbviamente a Não Entendo tinha que botar a mão em qualquer sucesso que a Céga distribua em seus videogames teriam que lançar um outro jogo baseado no original.

Em 2005, Gunstar Super Heroes chegou, sendo a "continuação" do jogo original do Merda Drive, feito exclusivamente para o portátil BadBoy Advance (que é tão pequeno quanto teu pênis), também desenvolvida pela Treasure (e também publicada pela CEGAAAAAA!!!) O jogo é, em sí, a mesma suruba que o original: sair pra fora e fuzilar qualquer fanfarrão que queira botar confusão neste barraco. Porém, o jogo contém algumas diferênças notáveis. Além das mais óbvias, como a qualidade de gráficos (de acordo com a satisfação do gamer), os sons e as músicas (mais podres?), e o manuseio dos controles (sim, em tudo é diferênte), contém também as diferênças específicas.
Como a jogabilidade; desta vez, ao invés de poder pegar 2 armas e procurar o restante do lixo no cenário todo, você só utiliza 3 armas (uma padrão, uma que não larga do inimigo, e uma forte-porém-lerda). Além disso, o jogador tem a possíbilidade de tirar uma arma maior de algum lugar e, de acordo com uma barrinha, soltar um Mega Bean que vaporiza os inimigos, de acordo com o tipo de arma.
Não só isso, como também inúmeras outras coisas:

Exclusividade para otakus.
  • Apesar do jogo se passar depois dos acontecimentos ocorridos no original, os personagens agem como se tivessem no primeiro jogo, ou como se isso nunca tivesse acontecido.
  • É a mesma baboseira de antes: Comandante Grey quer dominar mundo, Comandante Gray cria o "Empire" novamente, Comandante Gray tira do cú inúmeros soldados que, como antes, estão alí para levarem uma surra de você, Gunstar Red & Blue devem novamente salvar mundo, coisa e tal (ah, e Yellow continúa inútil e é capturada, como no jogo original).
  • Quase todas as fazes são parcialemte as mesmas do jogo original, porém com algumas mudanças claras e, tiveram as bolas de botarem mais seções só pra atrapalhar mais ainda.
  • O jogo tem um sistema de histórias diferêntes. De acordo com a dificuldade e o meliante que você selecionar, a história toma um rumo diferênte. E, como qualquer outra baboseira do tipo, somente as mais difíceis são as mais coerêntes com a história.

Para fazer polêmica, a Treasure redecorou todo o jogo, tirando o estilo Mega Drive. Ao invés disso, a Treasure nos forneçeu um estilo anime otaku para todos os fãs o jogo:

Nesta imagem é possível ver Blue sendo intrometido por um Monstro Bolha durante seu banho.
  • Todos os personagens foram redecorados para tál estilo anime, alguns Kawaii :3, outros uma porcaria. Além disso, trocaram suas roupas de treinamento marítimo por roupas de missões espaciais (o que soa bem melhor pra otakus).
  • Muitos personagens ficaram que nem antes, Blue ainda é cabra-ômi, Yellow ainda é inocente e inúti feminista, Green ainda é emo, e todos os outros não tem importância de citar isto.
  • O que merece mais atenção: Red é uma MULHER neste jogo. Ninguém ao certo pode explicar isso (pode tanto ter sido que, Red era mesmo uma mulher, mas um colápso havia a tornado homem no jogo original (ou vice-versa), ou então outra coisa). Mesmo assim, Red continuou sendo a mesma personagem cheia de aventura em sua veia que antes.
  • Pode se considerar idêntico ao Neon Genesis Evangelion, porém com algumas diferênças; ao invés de robôs gigantes, os personagens só resolvem as coisas na base do tiroteiro, não tem muito gênero pra ser hentai (afinal não está totalmente comprovado se Red é mesmo uma mulher, ou outra coisa) e o jogo sofreu uma manifestação de diálogos, cada um elaborados para diferêntes histórias, e alguns revelando passados e mais histórias sobre os Gunstar Heroes.

Em conclusão, Gunstar Super Heroes é feito mais pro público íntimo, enquanto o original do Mega Drive é feito mais pra quem já jogou Metal Slug e quer algo mais americâno.

Ver também[editar]