Rei Geraldo Andrade da Noruega

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Viking arca de Noé.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

Este artigo é relacionado à história.

O que hoje é polido, ontem foi lascado e amanhã será de metal.

Abraham Lincoln a cores.png
Geraldo Andrade, o grande rei

Geraldo Andrade foi o maior rei viking da história deste povo. Ele tinha 2,30 metros e pesava 210 quilos. Calçava botas de número 53 e seus braços mediam 1,3 metros cada. Enfim, foi um grande rei. Nem conseguia montar em seu cavalo, pois o pobre animal não aguentava seu peso.

Geraldo era filho de Olavo II, o rei que foi morto por Canuto, o Grande quando defendia o trono. Foi o segundo rei viking que dominou a Inglaterra, pois Canuto já havia feito o serviço muito tempo antes. Morreu na Inglaterra, vítima de uma conspiração.

História[editar]

Geraldo preparado para a batalha

Filho de Olavo II, viu seu pai ser morto e humilhado (nesta ordem) por Canuto. Ele sabia que não poderia vingar-se da morte de seu pai, então decidiu vender cachorro-quente na pracinha. Quando Canuto abandonou o cargo de rei da Vikinglândia, Geraldo decidu disputar esta vaga. Como no mundo viking tudo se resolve na briga, Geraldo foi obrigado a duelar e matar Sigurdjontyrgarmendsson XXIII, conseguindo então o tão sonhado cargo de rei viking.

Invasão da Inglaterra[editar]

Geraldo começou sua expansão na Suécia e logo chegou à Inglaterra. Nesta época a Inglaterra era dominada pelos descendentes de Canuto. Geraldo Andrade e sua tropa destruíram todos os centros militares ingleses, ficando fácil de dominar o lugar. Muitos soldados ingleses de chapelões pretos em forma de cotonete tentaram fazer alguma coisa, mas os guerreiros vikings estavam em maior número. Toda a Inglaterra estava dominada, mas uma conspiração teve início e aos poucos foi tomando conta de tudo. No final das contas, apenas Geraldo não sabia de nada.

Fim do reinado[editar]

O castelo de areia de Geraldo desmoronou no século X, quando foi esfaqueado pelo próprio irmão. Geraldo teve um velório maravilhoso; ele foi colocado em uma canoa cheia de flores, em chamas, onde foi recebido no Valhalla pelo próprio Odin. Ele foi o último grande rei da Vikinglândia; todo o reino foi dividido e distribuído entre as potências do Eixo.

Ver também[editar]

Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!