Haskell

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Nuvola apps atlantik.png Coloque mais dados aqui. Haskell merece!

Aqui poderiam estar mais dados relevantes ao invés dessa merda.
Esclareça os fatos, melhore a redação e assim salve uma alma do purgatório.
Seja útil uma vez na vida e contribua para este artigo ou seção melhorar: edite-a


Um dos grandes problemas das linguagens de programação, que inspirou o famoso aforismo Constants aren't, variables won't, é que as constantes são variáveis, e as variáveis não gostam de mudar de valor.

Para resolver isto, a filósofa grega Safo inventou o lambda-calculus, que é uma técnica de enfiar a língua dentro da vagina da companheira até extrair os cálculos. Isto deu origem à linguagem de programação Haskell.

Quando surgiu essa merda?[editar]

Bom, estudos mostram que essa linguagem gastou anos para ser desenvolvida por visionarios (matemáticos punheteiros que não faziam porra nenhuma) cerca de uns 50 anos, o resultado final foi esse, uma bela calculadora e ninguém sabe mais o que fazer dessa merda. Estipula-se que gastarão mais uns 70 anos para que alguém consiga programar alguma coisa útil nisso.

Por que essa merda caiu na faculdade de computação[editar]

Haskell é uma linguagem com novos paradigmas (blabla e tal), e em resumo linguagens como Haskell e Lua servem para deixar o curso de computação mais emocionante! Para que o aluno enfrente novos desafios e por fim se FODA.

Quem usa Haskell?[editar]

O código Haskell é enxuto e moderno, além de ser uma linguagem elegante, então muitas pessoas usam Haskell atualmente, como você, 32 alunos da faculdade e seu professor.

"Vantagens" da linguagem[editar]

Enquanto em uma linguagem de programação normal o cálculo de um número de Fibonacci consome um tempo exponencial, por exemplo:

 /* atencao! nao rode este codigo! este codigo é uma merda! */
 double fib(int n)
 {
   if (n == 0 || n == 1)
     return 1.0;
   return fib(n-1) + fib(n-2);
 }
 printf("fib(1000) = %lf\n", fib(1000));

Haskell resolve este problema assim:

 fib = 1 : 1 : zipWith (+) fib (tail fib)

que, para calcular um número de Fibonacci (digamos, fib !! 5), calcula todos os números de Fibonacci, gerando uma lista de tamanho infinito. Obviamente, Haskell é uma linguagem do futuro, e só vai funcionar quando tivermos computadores com memória infinita e que rode os processos em universos paralelos.

Enfim, se você algum dia ficar em haskell, não se preocupe...nem o compilador sabe traduzir o codigo fonte mesmo...

Livros[editar]

Em português, existem vários livros e títulos publicados sobre o Haskell, um total de 1. Isso mostra como são vários os pesquisadores e professores que buscam o poder desta linguagem. Deste livro, já foram impressos até o momento a marca histórica de 1 exemplar (cujo dono é o próprio autor). Isso demonstra claramente que a linguagem vem se tornando cada vez mais popular e está sempre ganhando novos adeptos. A mais popular dentre todas estas publicações, é o livro "Haskell: uma abordagem prática", cujo autor é um excelentíssimo e emérito professor oriundo dos mais renomados hospitais psiquiátricos institutos de pesquisa do Brasil.