Hipócrates

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Hipócrates (do grego Ηιροκrιτα δø Çαrαjhø) é o mais famoso dos médicos, foi o inventor do SUS, dos seriados de televisão médicos e de muitas técnicas curandeiras nefastas, é considerado o "pai da medicina" e primeiro homem da história que conseguia curar as pessoas sem precisar recorrer a macumbas ou altíssimas doses de ópio como eram os costumes curandeiros antes de Hipócrates. Foi o maior hipócrita da história, pois inventou a medicina não para salvar vidas, mas para lucrar com seu consultório médico e planos de saúde.

Vida[editar]

Hipócrates durante a sua infância. Sempre curioso.

Desde a sua infância Hipócrates já demonstrava grande interesse por medicina, não fazia outra coisa que não fosse brincar de médico com suas amigas.

Durante seus estudos universitários, inventou a faculdade de medicina para estudar, aonde terminou phd dissecando faraós no Egito.

Como médico foi o mestre de Dr. House, o que explica a grande capacidade intuitiva desse famoso médico moderno.

Contribuições à Medicina[editar]

O Pai da Medicina. Inventor do SUS.

Após anos de estudos em relações empíricas com pacientes, lançou a sua obra "Corpus hippocraticum", que é um compilado de dicas e conselhos de primeiros socorros totalmente intuitivas, mas que incrivelmente sempre funcionam. Foi esse livro que descobriu que dar porradas nas costas pode curar pessoas engasgando.

Hipócrates também descobriu que sangue é vermelho, e sua disfunção pode causar o crescimento de pelos nos mamilos, e que a produção de bilis no fígado tem relação direta com o alcoolismo crônico.

Descobriu também que a higiene é fundamental para evitar que o médico pegue AIDS. Hipócrates inventou também uma curiosa máquina de tortura para restabelecer ossos fraturados, que mais tarde viria a ser adotada pela Inquisição.

As suas maiores contribuições porém, foi a invenção da anestesia através de chutes no saco, e técnicas curandeiras baseadas em plantas da amazônia. Assim como a descoberta da rara doença, o "alzheimer infantil".

O Juramento de Hipócrates[editar]

Hipócrates numa tremenda hipocrisia.

Cquote1.png Eu juro, por Apolo, médico, por Eucalipto, Hortelã e Panacéia, e tomo por testemunhas todos os deuses e todas as deusas, cumprir, segundo minha insanidade e minha loucura, a promessa que se segue: assim como meu pai vou encher o saco de meus filhos ensinando medicina, sem remuneração e nem compromisso escrito.

Não vou fazer eutanásia a menos que me paguem muitíssimo, nem atuar com devasso no exercício de ginecologia a menos que a paciente seja uma Juliana Paes da vida. Não usarei arsênico (a não ser que seja um espartano), terei uma fila com 200 pacientes todas manhãs, pois sou o único médico em todo país.

Dissecações, só depois de morto.

Não usarei matemática, pois sempre tirei zero nessa matéria, a minha medicina é 100% intuitiva.

Em toda a casa com leprosos eu entrarei, porque eu sou metido a Jesus, até mesmo mulheres com AIDS não me envergonho de transar. Se o senhor me pagar, curo até escravos após sofrer 200 chibatadas.

Eu não sou fofoqueiro, o que foi falado no consultório médico, fica no consultório médico.

Se eu cumprir este juramento com fidelidade, que eu vá para o céu; se eu dele me afastar ou infringir, me mande para o Inferno.
Cquote2.png
O Juramento de Hipócrates