Hordes of Chaos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Were-Only-in-It-for-the-Money.png Este artigo trata de um álbum

E você baixa da internet porque não tem dinheiro.

Conheça o resto da playlist clicando aqui.


Cquote1.svg Everyone against everyone! (X1000) Cquote2.svg
Hordes of Chaos sobre Hordes of Chaos
Cquote1.svg Metal cara! Cquote2.svg
Headbanger sobre Hordes of Chaos
Cquote1.svg Pop e comercial. Cquote2.svg
Slayer sobre Hordes of Chaos
Cquote1.svg Comercial no teu cu!! Cquote2.svg
Mille Petrozza sobre citação acima

Hordes of Chaos é o décimo-segundo álbum do Kreator. Nele rola uma orgia com neandertais, homens (e mulheres) da caverna, gangues de Genghis Khan e Átila o Huno, acreanos e outras "hordas do caos".

Cópia de um albúm do Testament:Demonic.

Antecedentes[editar]

Mille estava em resolver os problemas da Alemanha quando deve a ideia de fazer novas músicas. Lembrando que o Kreator tinha origens em Metal Extremo, Mille notou que bandas de Black Metal usam muito a palavra "hordas" (que é um grupo de nômades ou arruaceiros) diversas vezes. Surgiu o conceito do álbum e depois ele foi lançado em 2009.

Produção[editar]

Mille tentou imitar a atmosfera Punk do Cause for Conflict e por isso o Hordes of Chaos também é meio panqueiro. Pode ser bom ou ruim... dependendo do quanto você gosta do Ramones.

Recepção[editar]

Apesar de não ser tão bom quanto Enemy of God o álbum recebeu boas críticas e o Prêmio James Hetfield de Boa Cantoria.

Conteúdo lírico[editar]

Orgulho da burguesia, maldição da Segunda Guerra Mundial, loucura, misantropia, violência e, é claro, Satanás.

Músicas[editar]

  1. Hordes of Chaos/Horta de Caules - Música que ensina os princípios da jardinagem.
  2. Warcurse/Maldição do Vietnã - Fala sobre o fato dos soldados norte-americanos voltarem da guerra sem braços, sem pernas e sem corpo.
  3. Escalation/Rapel -Fala sobre a prática de natação.
  4. Amok Run/Amok Run - "You have pushed me to this hell..."
  5. Destroy What Destroys You/Chupe Quem Chupou Você - Quem gosta de receber tem que dar primeiro...
  6. Radical Resistance/Chocolate Radical - Conta o surgimento de uma marca para rivalizar com Nescau e Toddy.
  7. Absolute Misanthropy/Bondade Absoluta - Faça o bem sem olhar a quem!
  8. To The Afterborn/Para Os Bebês - Fala que Mille irá distribuir fraldas para a caridade.
  9. Corpses of Liberty/Estátua da Liberdade - Uma introdução para a última música. Totalmente dispensável.
  10. Demon Prince/Lúcifer - Ave Satanás!! Que venha teu reino de fogo e enxofre!!!MMMMMWWWAAAAHHHHHHH!!!

Integrantes[editar]

  • Mille - Urros e guitarra
  • Sami Yli-Sirniö - Guirarra e falta de expressão facial.
  • Christian Giesler - Baixo.
  • Ventor - Bateria.