Interno:Iceberg descíclope

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
HUMOR INTERNO
Batata desciclo sem texto.gif
Não entende esse artigo? Será Humor Privado? Que nada! É Humor Interno, registre-se na Desciclopédia para entender a piada!
Batata desciclo sem texto.gif

O iceberg descíclope é um dos muitos icebergs de Internet feito por aqueles carinhas que curtem especular coisas de um determinado tipo de mídia, colocando na ponta do iceberg de merda coisas que quase todo mundo conhece, até as profundezas com coisas tão obscuras quanto a idade que tua mãe deu a buceta a primeira vez. Só que, nesse caso, tudo relacionado à Desciclopédia, óbvio!

O iceberg[editar]

Talvez um dia mais coisas apareçam, mas por ora são esses alguns dos tópicos desse iceberg. Mas dizem por aí que podem sempre ter mais de um iceberg, com novos tópicos e situações bizarras.

Iceberg descíclope.jpg

As camadas[editar]

Superfície[editar]

Coisas que novatos tomam ciência rapidamente, ou mesmo os que nunca criaram conta ou editaram no site:

  • Sysop Louco: Isso não é novidade pra ninguém. Raquel sama criou a página Dia do Sysop Louco em maio de 2008 onde profetizava que em algum dia um sysop iria pirar, apagar todos os artigos e banir todos os usuários da DP. Curiosamente, em 6 de novembro de 2008, UltraJohnnÿ transformou essa profecia em realidade banindo um servidor da Desciclopédia sem querer querendo e assim impedindo o acesso de todos ao site, inclusive o dele. O dia virou feriado e quase todos os anos comemoramos de alguma forma este ato bizarro;
  • DescicloTV: Originalmente, havia um projeto de canal no YouTube chamado "DesciclopédiaTV", que chegou a ser levado a frente pelo ex-sysop Rothmans. Mas, após seu banimento na DP, o canal "misteriosamente" sumiu do YouTube. Atualmente é o nome do servidor da DP no Discord;
  • Hack no Facebook: Em 2015, a página da DP no Facebook foi suspensa completamente por causa de várias postagens retardadas. Alguns fãs da página se infiltraram no sistema de tradução do Facebook e conseguiram colocar mensagens de apoio à DP no lugar da mensagem "Marcar todas [as notificações] como lidas";
  • Entrevistas de usuários da DP: Desde 2007, usuários da DP foram entrevistados por mídias como Folha de São Paulo e Superinteressante. Como isso aconteceu ninguém sabe ao certo, mas houve um tempo em que a DP era famosa de verdade, antes de virar tão cult quanto o Fotocomédia ou o Humortadela;
  • Kohlmunismo: Entre 2007 a 2010, o mundo descíclope foi dominado pelo ex-burocrata Kohl (a.k.a paga-lanches), que criava leis pelo cu e acusava todos os outros usuários que se opunham a ele de integrarem uma panelinha. Isso só acabou após sua derrubada e banimento;
  • O de cima é...: Tópico(s) da Mesa de Truco da DP que iria(m) durar tanto, mas tanto tempo, que chegou uma hora que simplesmente bloquearam tudo pra sempre; existe um canal no servidor do Discord exclusivo para este tópico.
  • DP versus Desgalipédia: O caso judicial contra a Desgalipédia se deu do nada, devido a situações entre os usuários dos dois sites e as cópias cagadas em "língua galega" de artigos da DP. Atualmente, o site "galego" não é considerado uma Uncyclopedia por nós. O mesmo problema acontece com a Cçiclopédia, por motivos similares e cópias dos artigos em língua mirandesa.
  • Clones da Desciclopédia: Desde 2010, subwikis se multiplicaram como uma praga e há um risco iminente de guerra e vandalismos advindos desses sites criados por péssimos usuários banidos daqui. Com isso, surgiram vários debates acalorados na ONU das Wikis para que os conflitos acabassem, com esse em 2010 [1].
  • Soy boy/Novelinha de Agosto: Um usuário sumido há séculos surge em defesa de um indefensável, acaba sendo chamado de soy boy (equivalente a marica) por um moderador malvado que também o manda tomar cajuzinho nos bastidores do site (mas essa não valeu, porque foi lá fora, menos para o imbecil do Drago), fica ofendidinho por tão pouco e quase cria o apocalipse no site após o burocrata ser bloqueado. Mas rapidamente some e tudo é revertido, depois de um ex-sysop eremita ter tentado bancar o superherói pra peitar geral do site do nada e achar até hoje que fez um feito incrível.
  • Controvérsia Luciana Gimenez: Em 2010, Luciana Gimenez junto com Renata Banhara, Patrícia Limonge e Núbia Olliver descobriram seus artigos na Desciclopédia. Todas as 4 subcelebridades não gostaram nada do que leram aqui e contrataram adevogados para processarem o site. Os Advogados que processam a Desciclopédia então fizeram uma visita indesejada à casa de Darius Conquer, o músico descíclope responsável pela criação dos artigos. O mesmo acabou pendurando sua guitarra e se aposentou, com os 4 artigos sendo deletados mas criados novamente algum tempo depois, fazendo do esforço de Luciana Gimenez e das outras completamente em vão. MWAHAHAHAHAHA!
  • Chuck Norris

Águas rasas[editar]

Coisas que um novato que edita no site regularmente vai descobrindo no começo:

  • Servidor na Wikia: Com as rotineiras quedas do Servidor da Desciclopédia em meio ao racionamento de lenha no inóspito inverno canadense, as reclamações no ReclameAqui.com de chorões querendo levar a Desciclopédia para a Wikia eram uma constante, aparentemente não se importando de transformar o site num outdoor de publicidade e censura em troca de uma estabilidade a mais. Com os arranca-rabos que fizeram a Uncyclopedia e outros sites deixarem a Wikia, o projeto faleceu junto com seu maior proponente e hoje abraçamos e relevamos as marmotas que movem nosso server na Companhia Telefônica do Canadá.
  • Kohl no CQC: Em 2009, Kohl apareceu no CQC fazendo uma denúncia sobre a violência que ocorre nas universidades pelo mundo, após suportar um chute quádruplo na coluna (na verdade, seriam cinco chutes, mas Kohl resolveu pagar lanche para evitar mais um). Apesar de ser uma pessoa culta, Kohl ficou indignado quando tentaram colocá-lo para enfrentar gangues e grevistas. Ele é totalmente contra a violência. Quando alguém tenta brigar, ele apenas responde "Nem fu**ndo! Nem fu**ndo!". Na verdade, com aquela mão quebrada dele, ele nem pode mesmo brigar. Imagina só se ele quebra uma unha! Foi o maior mico da vida de um descíclope. Felizmente, não foi comigo nem com você!
  • Descíclopes no programa E-Farsas: Em junho de 2010, os usuários Tyler Durden, Truewww, Jonny e Rothmans foram entrevistados no Programa E-Farsas para falarem sobre a Desciclopédia. Infelizmente, os dois primeiros já se aposentaram enquanto os dois últimos foram bandidos por se acharem Donos da Desciclopédia.
  • Descíclopes na revista Superinteressante
  • Ataque dos sock puppets
  • Chatusers
  • Todas as usuárias da DP são fake: Essa teoria surgiu após 99,9% dos usuários serem comprovadamente homens (ou pelo menos biologicamente falando) e principalmente porque existiram dois travestis disfarçados por aqui durante anos.
  • Todos os usuários da DP são a mesma pessoa
  • Perolamaniaco e Culumon: Perolamaniaco era apenas um sock-puppet mal feito criado para xingar os usuários de "brincadeira" ou pelo menos era o que dizia seu controlador e Culumon era uma sock muito gay que vivia infernizando os usuários com seus tópicos idiotas. Ambos eram filhos do maior noob da história.
  • Desciclogaypédia
  • Páginas perdidas em namespaces extintos
  • Controvérsia dragolística (Dragomaniaco é só um troll, só um noob, ou só um merda?)
  • SLBenfica é o Tyler Durden?
  • Homem-Jegue, Noob do Ano, e a disputa Homem-Jegue versus Noob do Ano: Homem-Jegue é um homem feio, forte e formal, que parece ter saído de um filme de terror, ou talvez de um filme de super-heroi. Já noob do ano, é aquele indivíduo que sempre é indicado para os melhores nessa categoria devido aos seus enormes feitos durante o ano. Sabe-se que ele estava passando umas férias em Panat, no país de Morrowind. Além disso, a criatura era radioativa, causando câncer em quem se aproximava, o que forçou a instauração de uma nova forma de quimioterapia coletiva para resolver o problema. Para eliminar a ameaça de uma vez por todas, as autoridades começaram a caçá-lo e por isso, foi obrigado a fugir para Jerusalém, onde abrigou-se em uma fazenda próxima do Muro das Lamentações, onde também fez muita merda, usando várias identidades falsas para tentar tapear os hómi. O confronto desses dois continuou por anos, o que desencadeou grandes incêndios, que geraram guerras mundiais, com o Noob do ano sempre sendo derrotado no final.
  • Rollback de 2008: Foram ataques terroristas ocorridos em 14 de dezembro de 2008, organizados por diversos grupos criminosos como a Destruipédia (daquela época, não a atual) liderados por Glaubisvânia. Centenas de artigos, imagens e edições foram apagadas da noite para o dia mas algumas coisas foram recuperadas.
  • A raposa tarada: Um furry idoso e tarado por gostos questionáveis. Foi banido uma vez, perdoado e expulso de vez após uma mega delação premiada de assédio moral e sexual de uma de nossas usuárias, que nas horas vagas, cria artigos sobre pornografia. Ele (ou ela dependendo da ocasião) sofre de cinomose aguda e atualmente foi enviado a um centro de zoonoses na Galícia para se tratar junto com seus colegas noobs.
  • Modismos na DP (SAM, memes, etc)
  • Tópicos com títulos de duplo sentido
  • Todos os bugs que a Desciclopédia já teve
  • Fatos verídicos e outras sensatezes apagadas
  • Artigos e demais conteúdos perdidos nos rollbacks

Águas médias[editar]

Coisas que os usuários mais antigos ativos sabem, e que os neófitos não tem muita ciência:

  • Os vândalos portugueses apaixonados pelo Wuant: Após Wuant divulgar um vídeo reagindo ao seu artigo na Desciclopédia, este foi invadido por vários vândalos portugueses. No entanto, nenhum usuário português foi criado por causa de tal artigo. Às vezes um ou outro vândalo ainda aparece para tentar escrever artigos de humor privado.
  • Mania insana de criar páginas internas sem sentido nem mesmo com o site
  • Desciclopédia da Wikia: Uma cópia muito da fuleira nossa que descobrimos em 2010, se bem que até o "cópia" é forçar muito, pois o troço até hoje tem ínfimos 20 artigos. Como cópias nossas chamam a atenção o pessoal ficou uma boa 1 semana falando nisso, mas logo essa coisa tratou de voltar pro ostracismo.
  • Virjão fracassado que vandaliza wikis: Uma espécie de primata que aparece esporadicamente pelo site, sempre com intenções questionáveis; biólogos forenses acreditam que o tamanho do cérebro deste tipo de animal é menor que um átomo.
  • FREEdagate: Em uma tentativa de ganhar algum prêmio de relevância, uma usuária relativamente veterana criou a conta FREEda para se parecer com uma novata e ser indicada a Caloura Descíclope, mas aconteceu o pior (pra ela) e descobriram se tratar de um sock puppet. Resultado disso foram usuária e sock puppet bloqueados do site.
  • Simon Johansson Baker, o lusoescocês de Mato Grosso
  • Cópias do Dragomaníaco: Numa jornada suicida para mostrar o seu "valor", Dragomaniaco quis azular sozinho todas as predefinições de série de artigos da Desciclopédia. Para realizar essa proeza, o Drago simplesmente pegava qualquer merda escrita na Uisquepédia, Wikis estrangeiras ou outros cantos e socava no site, botando piadas bem bostas com o uso excessivo de "ismos", pronomes oblíquos colocados completamente errados, citações sobre como tudo e todos são "emaconhados" igual ele e, no caso de artigos com fontes estrangeiras, o uso do velho Gúgol Traixleite pra jogar do jeito que tá mesmo, sem o mínimo de revisão e o resto foda-se. E mesmo fazendo merda, o Drago ainda ficava indignado por não ter sido escolhido como o escritor do ano. Porém, continuou com sua jornada e fez isso com mais de oito mil predefinições aleatórias até que finalmente ele foi banido e todos os seus artigos foram eliminados. MWAHAHAHAHAHA!
  • Namespace Privado: Namespace que existia na Desciclopédia até 2012, quando foi proibido o Humor Privado de vez.
  • Chat Gay Gordinhos e Pintudos: A porca barulhenta abusa do antigo Chat da desciclopédia no MSN, dando o nome de "Sexo Gay - Pintudos e Gordinhos" em homenagem a ele mesmo. Com isso, o chat é derrubado e acaba dissolvido a partir daí.
  • Alhazred não existe: Assim como Carlb, pouco se sabe sobre Alhazred. Afinal de contas, seria ele um cara que não sai de casa? Um grupo de pessoas? Um robô? Ou uma máquina de azular predefinições?
  • Chat da DP no Facebook: Exatamente isso, um chat de descíclopes no fezesbook, que foi muito ativo até percebermos que o Discord é muito melhor que essa rede antissocial em franca decadência (ou não).
  • "Ei Orlando, vai tomar no cu!"
  • Stalker descíclope no Discord
  • DescicloMeta e conflitos internacionais com a UnMeta em 2010
  • Carlb é um título e/ou uma organização canadense
  • Aliança com as SubWikis?
  • DP comprando a Wikipédia
  • Wikidoido veio antes da DP?
  • Jonny dono da DP?
  • Pudim.com.br dono da DP?
  • Inclusionismo e delecionismo
  • Ataques de virgens às novas usuárias da DP: Um fenômeno desgracento nos nossos primórdios, onde qualquer usuária que se identificasse como do sexo feminino era imediatamente cercada e importunada por um enxame de mancebos galanteadores, tal qual tubarões cercando uma foca. O que acabou desestimulando e afastando várias delas, mas hoje estamos melhores afinal sempre só há duas online a qualquer momento, a Agome89 e a novata da vez.
  • Trote do {{USERNAME}}: Um dos trotes mais clássicos da DP, a Predefinição:Username é um código que sempre mostra o nome da conta de usuário que estiver logada (caso a pessoa esteja deslogada, aparece escrito Anônimo no lugar). Vira e mexe alguns usuários saem xingando reclamando que estão sendo perseguidos e ofendidos quando na verdade não se tocam que caíram na pegadinha do Mallandro.
  • Vídeos sobre a Desciclopédia no Youtube: Há diversos vídeos relacionados à Desciclopédia no Youtube. Um dos mais antigos é um guri (ou guria?) imitando o Silvio Santos, dizendo que o logo da Desciclopédia é uma bola furada. Alguns vídeos foram feitos pelos próprios usuários do site, principalmente feitos pelo PAULODVDRW e Rothmans, que se focavam em fazer humor interno. Mais recentemente surgiram vários vídeos de react de youtubers lendo seus próprios artigos.
  • Desciclocrédito: Foi anunciado em 1 de abril de 2018 que os usuários do site finalmente iriam ganhar dinheiro ao contribuir para o site.
  • Desprojetos: A princípio eram, bem, projetos onde usuários congregavam para criar artigos de um determinado tema (música, anime, games etc), mas como os artigos eram avaliados, o que a coisa virou foi um enorme circlejerk de notinha em artigos, com users criando artigos precários só pra ganhar troféus fictícios e similares. Pra piorar, quando os chefes desses projetos saíram do site, os mesmos ficaram jogados às traças. Depois de anos de abandono os desprojetos foram transformados em Desportais, felizmente sem o spam de outrora.
  • Musa da Desciclopédia: O prêmio Musa da Desciclopédia ou simplesmente DesMusa do Ano, é um dos muitos prêmios que alguns descíclopes elaboraram para que simbolizasse a beleza e inteligência da mulher descíclope já que os outros prêmios são todos conseguidos por homens e a chance de uma mulher ganhar alguns deles é praticamente nula (basta ver os melhores do ano). Também é uma forma de estimular as usuárias mulheres do sexo feminino a continuarem editando aqui, já que existem pouquíssimas ou quase nenhuma na atualidade, pois todo o resto do site é formado por marmanjos sem vida social ou punheteiros juvenis e o lugar estaria apenas fedendo a cuecas. O prêmio no entanto, foi extinto recentemente pois sempre quem ganhava era uma burocrata que disputava sozinha e vencia de WO, na falta de concorrentes.

Águas escuras[editar]

O começo do buraco de minhoca:

  • Surubão de 2018: Vindo a ser conhecido posteriormente por ser um dos capítulos mais nonsense ever do ano, talvez até da história do site pelo seu ineditismo, o surubão de 2018 foi nada mais nada menos que uma brincadeira de muito, muito mal gosto executada em uma votação que era pra ser séria, mas que obviamente deixou de ser séria para alguns desde que o tempo em que a primeira leva tinha incríveis vinte e um candidatos. É isso mesmo que você leu. Ainda eram poucos. E todos mereciam o prêmio. E isso ainda gerou uma briga entre um usuário com nome de bosta e um cowboy fora da lei.
  • "Fusão" de usuários: Não, não as feitas pelos burocratas seu burro, e sim uma das bizarrices de 2009 onde vários usuários realizaram fusões no estilo Gogeta. Tiveram origem assim figuras como UltraCanuto, Firemaniaco e Caramello Silvestre, vai entender esses caras;
  • TruthCode, ColdCat e outros gadgets disfuncionais
  • Derrubada da Otakupédia
  • DP e Uncyclopedia são só uma versão do "Piadas Foleiras e..." da Wikipédia?
  • Suicídio Descíclope
  • Invasão de otakus na DP
  • Usuários bissextos que editam duas vezes por ano e somem: Alguns usuários agem como o cometa Halley e passam por aqui, só pra sumir novamente. Dois exemplos dos que costumam se comportar deste modo são o Carlb e o Sagaz
  • Mudança de cor das discussões
  • Processos contra a DP
  • Advogados que processam a Desciclopédia: Vira e mexe o site é ameaçado de processos judiciais, sendo que eles nunca se concretizaram. Apesar disso, o caso real mais próximo de um problema judicial nem teve aviso (vide:Controvérsia Luciana Gimenez).
  • Parlamento Descíclope
  • Tipos de usuários da DP
  • Novos tipos de usuários
  • Fotos do Albicha: Albicha Dábundona entrou na Desciclopédia com apenas um propósito: carregar diversas fotos de pintos para assim satisfazer seu gosto insaciável por picas. Acabou banido e criou o sock Albicha2 somente para ter o prazer de seu ânus ser arrombado novamente.
  • Wikia expulsando todas as UnPédias
  • Farra13 não existiu
  • Blaze Heatnix
  • Chat Kohlmunista (caixa de pandora da era Kohl)
  • O Mariachi Embriagado
  • A RothPédia no Facebook e no Orkut: Referente à segunda página que a Desciclopédia teve no Facebook, que era administrada por sysops e usuários registrados, até o dia em que Rothmans decidiu retirar todos os outros membros da equipe de administração e substituí-los por capachos e puxa-sacos.
  • PSS (Página Super Secreta do Fire)
  • DFA e o namoro dos anjos (chat gay da DP): De 2012 a 2013, o DFA namorou (ou assim pensava ele) o Light Angel, porém nessa relação de namoro unilateral, o pombinho não tinha a menor vergonha de postar suas lavações de roupa suja e fantasias sexuais gays na discussão do amado para o site inteiro ver. Usuários que testemunharam a novelinha relatam terem sofrido traumas pesados com o que leram, tipo os veteranos da Guerra do Vietnã voltando para casa. Ainda não se conhece uma cura para este mal;
  • UlianAFF: Uma adevogada que apareceu em 2011 fazendo milhares de microedições (micro? Nano!) no artigo da Dilma Rousseff e simplesmente tirou todo mundo do sério com sua recusa absoluta em ouvir conselhos e assinar com 4 tils no final das mensagens, se fazendo de sonsa para torrar a paciência dos usuários. No fim das contas, levou um ban de 24 anos;
  • Ursinho Carinhoso dos Brothers: Dragomaniaco perde seu status de sysop após bloquear Agome89 porque ela mandou para ele um "Ursinho Carinhoso dos Brothers", um presente bem escroto criado pelos outros usuários para assim comemorarem suas brotheragens. Tudo porque estava rolando um spam entre eles sobre esse "ursinho" peludo do Jailson Mendes, mas como o Drago é chato pra caralho, avisou que não queria, mas mesmo assim a Agome foi lá e o presenteou. O Drago, então, bloqueou a Agome89 por uma hora, mas logo foi ela desbloqueada (óbvio né) e todo mundo ficou puto com o Drago e caiu em cima dele (sem duplo sentido). Chamaram isso de brincadeira infantil, mas na verdade, o Drago não pode nem ser comparado com uma criança. Na verdade, nem com um débil mental.
  • Jonnys, vá toma no...: Essa foi a infame frase do Dragomaniaco ao Jonny em sua 2ª votação de Desysop, o que agravou ainda mais sua situação na votação. "Por que tiraste meu syop (sic) jonys?"
  • Artigos seriais: São artigos de humor nonsense, ou que exploram, ou brincam com as funcionalidades do site. Alguns artigos são criados supostamente por alguém, bêbado, por exemplo. Outros, mais inusitados, são escritos dentro de uma imagem. Esses artigos podem ser acessados através da Categoria:Artigos seriais.
  • Desencontros Descíclopes: Eram eventos em que os descíclopes se encontravam pessoalmente. O primeiro ocorreu em São Paulo em 2007. Outros 4 desencontros ocorreram no ano de 2009. O último ocorreu em 2018.
  • Os diversos domínios da DP (desciclopedia.org, desciclopedia.ws, pesquisa.la...)
  • Escala da viadagem e similares
  • Tabela periódica do mal e similares: Certo dia, alguém teve a ideia da piadoca "Tabela periódica dos maus elementos" e logo surgiu uma predefinição-série assim, mas como o troço era spammeado e mal-usado pra caralho o mesmo acabou indo pro ralo. O irônico é que a {{Mau}} morreu mas a {{Bom}} ainda sobreviveu uns dois meses, ou seja, o spin-off durou mais que o original.
  • Pessoas públicas que confundiram a DP com a WP: Um sem-número, mas mais famosamente os Poderes Executivo e Judiciário do Governo Brasileiro, para tristeza dos moradores de Santo Afonso (Mato Grosso), cuja descrição num tal de Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável era baseada nas nossas verdades. Assunto que nos leva ao...
  • Caso Melchizedek: Em 2009, um "advogado" mala de nome Paulo Roberto Yung deixou currículo para desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e como todo trabalhador mala que dá uma aumentada sobre si próprio, botou ali uma recomendação do magnânimo Domínio de Melchizedek. Cuja fonte era, claro, a gente, o que deixou a WP e a OAB morrendo de inveja.
  • Bloqueio do Renan Jackson: I'm sorry Ms. Jackson, I am for reaaaaaaaaal. Um cover do AUUUUUUU que já havia sido banido por ofender outros usuários é bloqueado por um ano [2] por chamar um sysop de caipira (se fosse mineiro, encararia isso como um elogio). Acaba tendo o ban aumentado para indefinido e apenas volta a Desciclopédia após muito mimimi somente para aparecer raramente e rivalizar com a Desciclopédia na sua wiki fálida.
  • Votação do Dairyuu: O samurai capacho do paga-lanche é eleito após muito flamewar mas é o árabe louco que acaba pagando a conta ao ser descoberto usando a conta do Sirius como Sock Puppet para votar contra, abandonando seu sysop na sequência e deixando de editar o fórum e votar por um ano como castigo para ele mesmo. Mais tarde ele foi reeleito após pagar por seus erros, dando a volta por cima e desmascarando o Kohl por suas corrupções que armou tudo junto com o Sirius para desmoralizar o Alhazred.
  • Votação do Chernobyl: A votação mais conturbada da história da Desciclopédia acaba cancelada (até hoje, mesmo que tenha sido sysopado a contragosto pelo paga-lanche). É tudo por causa de uma denúncia sobre uma irregularidade na votação envolvendo Kohl, Darius Conquer, Sagaz, Dragomaniaco e UltraJohnnÿ. Todos os cinco sysops envolvidos na conversa sofrem um pedido de Desysop aberto por Franklin Kerber. Contudo, se salvam Darius Conquer, UltraJohnnÿ, Dragomaniaco (o terceiro mais votado, escapou por um triz) e Kohl (o segundo mais votado mas alguns usuários e outros poucos de sua panela o salvaram). Mas Sagaz se autobloqueia a si mesmo e depois de algumas atitudes, renuncia ao posto de Sysop, sendo banido na sequência. Além disso há uma forte suspeita de checagens mandrake realizadas pelo antigo burocrata, com um range absurdo.
  • O C.U. indevido do Valois: Valois mal havia sido eleito como sysop e já tinha sido desysopado após ficar brincando com C.U. do Dainidankai. Sendo assim, ele foi o moderador que mais precocemente perdeu suas ferramentas e acabou concorrendo ao noob do ano de 2017. Porém, rapidamente foi reeleito após um pequeno flamewar com o Mestre Kame.
  • Lucas94 e Glaubis: No ano de 2007, o usuário Lucas94 tentou emplacar na Desciclopédia um personagem que ele inventou chamado Glaubis, que nada mais era que um Chuck Norris genérico. Ele basicamente spamava o seu personagem em vários artigos, o que acabou sendo visto pela comunidade como vandalismo. No fim o Lucas94 foi bloqueado e seu personagem transformado pelos descíclopes em Glaubisvânia, como forma de chacota.
  • Forum:Slade: Em 2007, o Slade, que já era malquisto por muitos burocratas e sysops antigos do site, foi banido por um ano por falar um termo extremamente agressivo chamado "amadora". Em 2008, pouco antes o bloqueio dele acabar, Slade levou um novo ban, dessa vez infinito, do nada. O resultado foi que esse tópico se tornou provavelmente um dos maiores flamewars da história da DP;
  • Caso Tecnomania: Eu não acredito que você ainda não sabe desse episódio!!! Tal qual a Acnase mencionada em #Fossas Marianas, a empresa mais mala do Brasil também deu chilique com nossa descrição 100% verdadeira deles, e claro que os cagões aqui acataram com medo do processinho, movendo os artigos envolvidos pros títulos nonsense "Teknofilia" e "Tecphoto". Por quase 10 anos a coisa ficou assim até que em 2017 finalmente moveram os artigos de volta, haja visto que a CrecPix já nem é mais vendida e a Tecnomania, para o bem do consumidor brasileiro, sumiu do mapa.

Profundezas[editar]

O que apenas alguns veteranos sabem:

  • Bandas Descíclopes: Os desciclopedianos embarcando na carreira musical. Descink Floyd e Desblink-171 são nossos representantes no Show de Calouros;
  • Morgelin e Morgaelin
  • Yuki Samy (Sarah Winchesther): Ver pernas cabeludas na Fossa das Marianas.
  • Namoros Descíclopes
  • Manipulação de enquetes no Orkut orquestrada pela DP
  • Chat Restrito
  • Usuários mortos
  • Straczynsky
  • NagelBode era o usuário mais velho da DP?
  • Paulo Never e o escândalo do "boa noite"
  • Descipédia?: Em 2009, reportando o falecimento do narrador Lombardi, um locutor de uma rádio em Pernambuco sabiamente utilizou conteúdo da Desciclopédia em vez da nossa sátira autorizada. Até aí tudo bem, mas seu colega de microfone, explicando a situação, falou o nosso nome com uma sílaba a menos com tamanha convicção que tornou o episódio ainda mais icônico.
  • Tableu: Tableu era um dos botões que apareciam na caixa de edição de texto quando você ia editar um artigo. O tableu destaca-se por nunca ter funcionado direito, sempre dando erro quando era utilizado. Felizmente essa porcaria sumiu conforme a Desciclopédia atualizou sua versão da MediaWiki, e foi substituído pela opção de inserir tabela, que era justamente aquilo que o Tableu faria.
  • Site do Muro das Lamentações: Época em que o nosso Muro das Lamentações, devido a rigorosidade em levar ao pé da letra a "burla de bloqueio", ficava do lado de fora num site separado, o que meio que era inútil pois se esquecia desse muro e os pedidos de desban acumulavam. Até que um vândalo desocupado perdeu a paciência e soltou os cachorros bots nesse site, o que foi o tiro de misericórdia no muro externo e finalmente o trouxemos para cá mesmo, onde é mais fácil administrar.
  • Surgimento do Doutor Roberto
  • WikiLetras
  • A Panela Velha: A Panela Velha foi uma "homenagem" a uma zombaria que o Kohl fazia com vários usuários do site os chamando de paneleiros, então criou-se um blog liderado por alguns usuários que já vinham fazendo outros blogs antes e se ajudaram fazendo um humor alternativo e até jornalístico. Durou pouco, mas o suficiente pra ser uma bela paródia de blogs de notícias.
  • Flog, blogs e Twitter da DP
  • Homem-Calendário: O Helderton fez seu nome no site criando artigos dos dias do ano, praticamente todos mini-feitos afinal o que tanto teria pra se escrever sobre datas do calendário?!
  • Quem é o Laje do Muriaé?
  • Goiaba de Topete
  • Montgomery Burns
  • Os C.U.s do Humberto MC e do Kohl
  • Imagens da DP que previram catástrofes
  • A anistia dos vândalos: De 2013 a 2016, um moderador bonzinho resolveu perdoar vários vândalos devido a crise do servidor da Wikia que expulsou vários bons usuários contribuidores (e também contando com a ajuda do ditador Jonny). Assim, nomes como Kohl, Usien, Rothmans e outros estavam livres, gerando ainda alguns protestos dos usuários das antigas com esse mesmo moderador bonzinho. Contudo, o único que tinha voltado era MarceloRenard2, que acredite se quiser, ainda se tornou sysop daqui por um tempo, mas por erros do passado acabou voltando para a geladeira. Contudo, todos esses vândalos voltaram para onde nunca deveriam ter saído já que esse moderador bonzinho agora tinha se tornado um moderador malvado que não perdoava mais vândalos (nem mesmo o maior noob da história) tornando assim sua antiga anistia totalmente desnecessária, já que eles não voltaram mesmo.
  • As maravilhosas atualizações do Tio Carlb
  • Projeto Descicloverso (os super-heróis da DP)
  • Ídolos da Desciclopédia: No ar desde 2005, a Desciclopédia só chegou a ser o que é graças a contribuição de todos os usuários envolvidos. No entanto como era de se esperar, alguns se destacam mais do que outros sendo reconhecidos como usuários honorários, como os melhores do ano e até entram num Guinness Desciclopédia Records. Logo, quanto mais prêmios o usuário ganha por trabalhar de graça, mais ele será reconhecido e terá a imagem de "ídolo". Contudo, essa questão sobre tal usuário ser considerado ídolo é muito subjetiva na visão de alguns, já que os próprios usuários vencedores nos melhores do ano indicam a si mesmos ou aos seus próprios artigos ao invés de uma segunda pessoa fazer isso e ganham como se fossem realmente os melhores, sendo que um Bobby stronda da vida passa despercebido por ser um usuário mineiro que fica quietinho no seu canto e é reconhecido apenas como "coadjuvante", quando na verdade talvez crie artigos tão bons ou até melhores do que os chamados "ídolos". E quando não é isso, criam uma caralhada de títulos como exércitos, nobres e o escambau, dando a impressão que apenas querem masturbar seus egos. Isso já gerou inclusive muito bate boca quando um tal de Josiashow tentou eliminar a Predefinição:Idolos que listava alguns desses usuários. Enfim, os prêmios são bons para estimular cada usuário e ficar bancando o iconoclasta tentando diminuir os feitos dos usuários do passado não é nada bom e quem faz isso fica com imagem de invejoso, fracassado e perdedor. Mas como já dito antes, o que vale é o que a pessoa produziu e não a avaliação subjetiva de alguns usuários. Além disso, o único usuário que declarou quem era seu ídolo de verdade na DP foi o Merdo e este era ninguém menos que o "grande" Dragomaniaco, famoso por seus incríveis artigos.
  • Os artigos do UltraJohnnÿ formam um universo paralelo só deles?: Alguns usuários detectaram que o UJ, juntamente com o saudoso CANUTO, criaram uma espécie de universo paralelo na DP, a qual posteriormente também se integraram os artigos do Terror e do Morpheus. Seria isso uma realidade? Acredita-se que sim pelas inúmeras autorreferências e metalinguagem cruzada contidas nos artigos desses usuários, mas não há informações tão claras acerca da realidade dessa teoria jamais confirmada por qualquer um deles (ou não, já pensou se nesse exato momento um deles está escrevendo exatamente esse tópico e meio com isso fazendo uma confissão? Isso seria uma coisa bem louca, um plot twist ou uma revelação de cena pós-créditos, ou somente uma bobagem bem ao estilo de um artigo serial ou uma dessas bobagens assim que esses usuários adoram fazer, parecem viver num mundo de delírio total, sai pra lá...)

Fossas Marianas[editar]

O que é puramente um rumor, um mistério, uma lenda dentro do site:

  • Acnase querendo apagar seu artigo igual uma espinha: O laboratório Zurita entrou em contato com a Desciclopédia, para apagar o artigo referente à pomada de espinhas Acnase de seu banco de dados. Obviamente o cagão do Kohl cagou o artigo e nunca mais se falou nisso. Tal qual um celacanto, essa merda pré-histórica foi resgatada das profundezas, e trazida ao conhecimento dos millenials.
  • Comunidade da Desciclopédia no Orkut: Como o nome sugere, foi a primeira comunidade do site em uma rede social no finado Orkut. Morreu bem antes do Orkut, quando algum maluco dominou a comunidade sem mais nem menos. Inclusive foi lá que soube-se ainda em 2006 do ban do Stake Black.
  • BambiGay: Um site feito pelo Peido Desciclopedia (que futuramente faria o Humorpedia ou sei lá o que) unicamente pra zombar da mãe do I. Sério. Mas graças a um Sysop Louco que denunciou para o site host dessa bobagem toda o site foi removido pra sempre do ar.
  • Fotos misteriosas (a Gremista da DP e outros): O burocrata Morpheus, numa falta completa do que fazer, descobriu fotos bizarras, algumas delas referentes a uma suposta usuária gremista do site que virou lendária no site, e uma outra foto de um ex-usuário declarando amores a uma qualquer daí. Enfim, isso serve como estímulo para uma caça aos registros pra tentar descobrir novas maravilhosas dentro do site.
  • Pernas cabeludas: Os nudes mais controversos do site, de uma representante da espécie das fêmeas que possuem pernas peludas, um caso tão bizarro que todos os envolvidos nesse caso de 2008-9 ficaram em estado de choque tamanho que provavelmente nunca mais foram os mesmos, tendo suas mentes danificadas por toda a eternidade.
  • Campanha Uma Vaca Para Uma Vaca: O usuário Cmon Baby Light My Fire tentando o impossível, arrumar uma mulher pra descabaçar o Dragomaniaco. Houve debate mas concluímos que a DP é um site de humor, não milagres;
  • Stake Black é o Mafagafo?: Após perder o cargo num dos casos mais obscuros da Desciclopédia, teria o Stake Black se metamoforseado num Mafagafo e sido o único usuário da DP a ser sysop em duas contas diferentes tirando o Usien, claro? Provavelmente sim...
  • Entrevista pra FolhaTeen: Em 2007 dois usuários, um ainda ativo e outro desaparecido a séculos, deram uma entrevista pra Folha de SP sobre a Desciclopédia. Não deu em nada pra eles como users, mas a quantidade de vândalos usuários do site aumentou consideravelmente após esse lance insano da vida.
  • Camisetas da Desciclopédia: Em 2007 o Rotizinha teve a brilhante ideia de vender camisetas da Desciclopédia, no que já se revelava um de seus primeiros golpes de merchan pra ficar famoso em cima do site. Claro que não saiu do papel ainda bem, afinal ninguém vai esperar uma camiseta chegar de jegue de Taubaté;
  • Qual o verdadeiro lado do Sirius?: Sei lá. Uma hora ele dizia que tava votando contra o Kohl, noutra atacava a galera e dizia que tava sendo manipulado pela panelinha, esse tópico me cansa, porque muda demais.
  • Existiram sysops temporários da DP em 2005?: Segundo fontes duvidosas a DP quando estava ainda no servidor da Uncyclopedia chegou a ter quatro sysops que ficaram só naquele ano mesmo responsáveis por cuidar da parte Pt da Uncyclo. Fato é que Gabspeck, Tanketai e outros dois alienígenas teriam sido sysops naquelas eras antológicas as quais praticamente nada mais resta a não ser lembranças vagas de um passado praticamente perdido da Desciclopédia.
  • Estupro de aleijados: Escrito pela primeira vez em 21 de junho de 2006, esse foi o artigo provavelmente mais maldito e equivocado da história do site. Foi apagado finalmente em 2009 pra nunca mais voltar. Afinal, onde diabos alguém poderia achar essa porra engraçada?
  • Queda dos servidores em 2007
  • Burocratas e sysops escolhidos a dedo
  • Fotos Dark da Rhubella Marie (Renard)
  • Extermínio da conta do Burn
  • Foto panorâmica vertical do pescoço do Humberto
  • Esplanada Desciclopediana
  • Pornopédia
  • Jogos da DP
  • Desocupados da Desenciclopédia
  • Chat Original da DP
  • Assinaturas de um nazista na DP (e suas cópias)
  • Vândalo do Ano Novo
  • Turma do Chapéu
  • Conflito com a Inciclopédia por conta da {{Mexicano}}
  • Stickman Sam 1, 2, 3, etc
  • O ataque dos socks com nomes zombando usuários da DP e dos IPs Proxy
  • Sysop japonês upador de porn na Uncommons
  • Chico Tripa e suas mil contas e imagens gore: José Francisco Tripa das Couves ou mais outros 123455667777754003043043 socks idiotas é um retardado mental que foi banido por postar fotos horríveis e vandalizar a Desciclopédia. Por tempos, foi o maior inimigo da DP e até tentou voltar como Tripa Seca mas como diz aquele velho deitado: "uma vez idiota, sempre idiota" e ele foi destruído de vez, causando muita vergonha para seu interprete, Ramón Valdés.
  • Acusações de que a DP é racista e etc
  • Destruipédia
  • Sumiço de usuários do site entre agosto e novembro de 2013
  • Contagem de visualizações das páginas: Beeeem antigamente tínhamos um contador de visitas no final das páginas e foi assim que descobrimos por exemplo quais os artigos mais visitados. Mas era inútil primeiro porque (assim como tudo na internet brasileira) o tal contador estava sempre defasado e segundo pois as maiores visitas de cada artigo eram sempre de quem os escreveu. Sumiu dos rodapés em algum dia indefinido e ninguém até hoje sentiu falta;
  • O atual estado de ex-usuários e ex-sysops: Por onde andam? Como vivem? Do que se alimentam? Sexta no Desciclopédia Repórter;
  • Renegados da Wikipédia: Em meados de 2011, a Desciclopédia foi invadida por wikipedistas banidos, cujo único objetivo era usar o site para descarregar sua raivinha contra os moderadores da Wikipédia que desceram o banhammer neles. Especula-se que o total de vândalos sejam 3 ou 4, mas apenas 2 tiveram a coragem (ou a burrice) de não se esconder com proxys abertos: ElectroStatic Jolt e um gauchupeta que tentou se camuflar se registrando aqui usando nomes famosos de moderadores da Wikipédia, mas se esqueceu que temos o CU e nenhum medo de usá-lo. Enfim, após um crossover inimaginável com uma troca de informações entre Desciclopédia e Wikipédia, ao menos estes 2 foram banidos infinitamente de suas vidas em ambos os sites.
  • Banimento de celebridades: Poucos sabem, mas grandes personalidades como Dercy Gonçalves, Chucknorris e Deus já fizeram parte de nossa humilde comunidade virtual. Porém, como não se comportaram como gente, os moderadores os convidaram a se retirar do site para sempre. O único que se salvou foi Jesus, que por suas boas contribuições até ganhou uma bolachinha pra multiplicar.
  • O real nome da batata da Desciclopédia: Debate tão velho quanto o problema do ovo e da galinha. "Nussakko", "Sophia" e "Roberta" foram alguns nomes apresentados sem consenso;
  • A real identidade de Carlb: Talvez o maior mistério do site seja qual é a real identidade de Carlb, a pessoa que financia essa merda. Entre fóruns no boteco e conversa jogada fora nos chats do Facebook e do Discord, muitas teorias já foram levantadas por descíclopes, mas nenhuma comprovada. Já apareceu gente dizendo que ele é um senhor de 70 anos, que ele é um adolescente gay africano e até que ele não é uma pessoa, e sim um grupo.