JPEG

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Computeiros.jpg Este artigo é uma piada de computeiro!
10 PRINT "lol"
20 GOTO 10

Se você não entendeu a piada, aperte F5 e tente novamente.

Uma imagem em JPEG codificada em qualidade normal.

Cquote1.png Você quis dizer: WebP? Cquote2.png
Google sobre JPEG
Cquote1.png Você quis dizer: XPG? Cquote2.png
Google sobre JPEG

JPEG (Joint Photographic Experts Group, mais conhecido como Já Possuo Extremos Graus) é um formato de imagem muito usado para guardar fotos de putaria sua cara baixadas da Deep Web tiradas com seu celular xing-ling e reduzir seu tamanho para enviá-las pela Internet. O nome Já Possuo Extremos Graus é derivado do fato de que pessoas que não conseguem discernir entre uma imagem codificada com JPEG e uma imagem codificada com PNG(ou outro formato de boa qualidade) provavelmente já possuem extremos graus de miopia.

O JPEG é um formato de compressão com perdas, que borra completamente a imagem a fim de enviá-la pela Internet, já que seres que passam o dia todo no computador vendo imagens JPEG provavelmente já têm uma visão tão deteriorada que nem consegue ver a diferença.

Como pode ser visto nessa comparação, a diferença entre uma imagem JPEG e uma imagem PNG é imperceptível, já que o JPEG é capaz de manter todos os detalhes da imagem intactos.

Como foi criado[editar]

Em 1988, na época das BBSs, se popularizou o compartilhamento de imagens, onde um bando de nerds virgens compartilhavam fotos de suas vizinhas peladas. Porém, o único formato de imagem existente na época era o BMP, e enviar uma imagem BMP de 256KB por uma conexão de 300 bits por segundo levava duas horas com o computador ligado.

Então, esses nerds, já míopes de tanto olhar fixamente para a barrinha de download em seus monitores de tubo resolveram se reunir para criar uma maneira de reduzir o tamanho das imagens de putaria. Então foi fundado o grupo JPEG, e em 1992 foi finalizado o desenvolvimento do formato de imagem JPEG, que era capaz de comprimir aquele BMP de 256KB em apenas 8KB, que levavam apenas 4 minutos para serem baixadas. O que ninguém notou foi a qualidade grotesca das imagens geradas pelo codec JPEG, devido ao avançado estado de miopia dos desenvolvedores. Apesar disso, o JPEG foi um sucesso mundial.

Qualidade[editar]

A qualidade de uma imagem JPEG é obviamente boa. Boa o suficiente para você conseguir identificar o contorno de uma pessoa, seus olhos, um borrão que lembra uma boca, e a cor de sua roupa. Quem sabe você até reconheça o indivíduo em questão, se a qualidade estiver no máximo.

Abaixo mostramos como se degrada a qualidade em diferentes níveis de compressão:

Imagem Descrição
Lena-q1.jpg Qualidade máxima: É extremamente fácil ver que existe uma mulher na imagem, com boca, olhos e nariz, é possível discernir os detalhes da foto, e a qualidade das cores é agradável.
Lena-q3.jpg Qualidade média: É extremamente fácil ver que existe uma mulher na imagem, com boca, olhos e nariz, é possível discernir os detalhes da foto, e a qualidade das cores... Não, pera.
Lena-q3,5.jpg Qualidade baixa: É extremamente fácil ver que existe uma mulher na imagem, com "boca", olhos e nariz, é possível discernir os detalhes da... Não, pera.
Lena-q4.jpg Qualidade nenhuma: É extremamente fácil ver que existe uma... Não, pera.

Ver também[editar]

  • MP3 - Formato de compressão de áudio com a mesma ideia do JPEG.