Jan Peter Balkenende

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Super-Balkenende em ação!

Cquote1.png É um passaro? É um avião? Ah, é só o Balkenende... Cquote2.png
Johan Cruijff sobre Balkenende
Cquote1.png Poderia por gentileza colocar o verdadeiro Harry Potter no seu lugar? Cquote2.png
cidadão anônimo sobre filho bastardo de Balkenende, Harry.
Cquote1.png E das profundezas da escuridão surge um novo tipo de geek, o qual ocupou seu espaço Cquote2.png
Novo Testamento sobre Jan Peter
Cquote1.png Meu Deus, que imbecil... Cquote2.png
Povo holandês sobre Balkenende

Jan Peter Balkenende, mais conhecido como Super-Balkenende, é um super-herói holandês, conhecido principalmente pela série de cinema Balkenendefilms, nos quais ele atua como protagonista.

Balkenende I - Violetas nas pilhas de lixo[editar]

Até eu às vezes me confundo!

Neste filme, Super-Balkenende tem a missão de remover da cidade todas as pilhas de violetas jogadas no lixo. Embora no início do filme haja uma boa receptividade dos críticos, no decorrer de película a história decai para uma discussãozinha sem sentido entre os feitios heroicos de Super-Balkenende. Para esta tarefa, Jan Peter fez um estágio monitorado na Prefeitura de São Paulo, com o prefeito Gilberto Kassab, o qual lhe ensinou como ser inconveniente com os outdoors (no caso de Jan Peter, o lixo) sem atazanar o pessoal da situação. Até mesmo porque uma mão lava a outra.

  • Ponto fraco:

O filme termina sem o Super-Balkenende conseguir remover as pilhas de violetas jogadas no lixo, ou seja, quase um prelúdio para o que entrará em cartaz em São Paulo a partir de julho.

Balkenende II - O retorno do lixo[editar]

Neste filme, Super-Balkenende tem a missão de arrumar a zona que foi deixada de lado no filme passado. O tema é um pouco parecido com o do filme anterior, com a diferença de que alguns detalhes são trocados por outros.

  • Ponto fraco:

O filme termina sem o herói conseguir remover as pilhas de lixo.

Balkenende III - Balkenende nas pilhas de lixo[editar]

Neste filme, Balkenende não recebe nenhuma missão. Ele simplesmente inventa uma, a de convencer que o mundo precisa dele, assim como o Quércia insiste em dizer que a política precisa dele. Aqui ele tenta remover as pilhas de lixo que ele mesmo tinha deixado pra trás.

  • Ponto fraco:

O filme termina sem o her... ah, deixa pra lá.

Balkenende IV - O filme perdido[editar]

Aqui o Super-Balkenende tem a missão de encontrar seu próprio filme, provavelmente o mesmo que você pretende assistir neste final de semana, com a tua carteirinha falsa. O que acontece é que você assiste o mesmo filme que ele está procurando, quando na verdade isto é invenção da cabeça dele.

  • Ponto fraco:

O filme termina com o herói encontrando o tão-procurado filme, mas infelizmente ele deixa sua batata frita cair no chão, ato que deixa pairando no ar uma continuação (ou não).

Balkenende V - A revolta das batatas fritas[editar]

Balkenendeman pede a ajuda do produtor do filme antibelgas, mas em seu lugar comparece o Bush(a).

Devido ao Super-Balkenende deixar as fritas cairem no chão, os vizinhos belgas ficam de olho e invadem a Holanda.

  • Ponto fraco:

A Bélgica sabe muito bem como invadir a Holanda, porque enquanto eles planejavam, Balkenendeman estava se ocupando com um sermão sobre vermes e larvas e não tinha tempo para algo tão ridículo e tolo como uma invasão. Através da atuação heróica de Holanconhaman em conjunto com a chanceler Marianne Weber, a Holanda é salva novamente.

Balkenende VI - Balkenende contra o Greenpeace[editar]

Enquanto Balkenende continuava no auditório com seu sermão, sua boca expelia perdigotos produtos químicos perigosos. Estes caíam no chão e escorriam pelo esgoto até uma floresta próximo dali e então as folhas das árvores subitamente começaram a cair.

  • Ponto fraco:

Terroristas Ativistas do Greenpeace chegaram no auditório com cordas, através do teto, querendo surpreender o herói. Porém, Super-Balkenende ordenou seu supergrupo a pegar os ativistas, que acabaram derrotados e como castigo, tiveram que ouvir um discurso do herói sobre energia atômica.

Balkenende VII - Contatos externos[editar]

Jan “Balkenendeman” Potter com seu filho bastardo Harry.

Este filme ainda se encontra em fase de produção, a qual está sendo conduzida por Buttman. Vários figurantes se apresentaram na seletiva para a escolha do nego ajudante de Super-Balkenende. De todos eles, 149 foram escolhidos. Infiltrado neles, existe um grupo secreto chamado “Contatos externos” o qual planeja boicotar o conto-de-fadas e roubar cada centavo do herói. Como isto acontecerá? É o que poderá ser mostrado quando este (provavelmente último) filme da série for lançado.

Atenção: a distribuição de material protegido por direitos autorais, como filmes, é proibida! Quando você quiser download o filme do Super-Balkenende, faça o na surdina para não ser preso.

Balkenende e a guerra contra os cogumelos[editar]

Balkenende luta contra os pró-cogumelos, com o apoio de seu exército alucinado. Será que o consumo de cogumelo será proibido? Ou será que o ministro da Relações Exteriores pretende fazer um escambo através dos traficantes comerciantes da favela comunidade do Morro do preto macaco molhado? Disto ainda não se tem certeza. O que é certo mesmo, é que o filme terá vários efeitos especiais, principalmente durante as batalhas viajantes dos exércitos entre si, com trilha sonora de nomes de peso, como Pink Floyd, Radiohead e os Mutantes (The X-Men) - não, eles não são da Record. Para este filme, foram gastos 2 bilhões de euros Dinheirinho Mabel.

Balkenende perdeu as contas[editar]

Cquote1.png Este herói não é de nada! Quero ver ele investir em coisas úteis como auxílio-terno, auxílio-celular, auxílio-mussarela-com-manjericão, auxílio-putaria, auxílio-Hi Lux, auxílio-tapioca. Pena que aqui, ao contrário de lá, ainda não temos auxílio-wafels, contribuição para gastos corporativos nas vitrines, auxílio-coffeeshop... Cquote2.png
Arlindo Canaglia sobre Super-Balkenende

Embora Super-Balkenende VIII esteja sendo filmado, o script vazou. Neste filme, Super-Balkenende literalmente perde as contas e se cria um caos generalizado no país. As verbas que antes estavam destinadas a obras foram desviadas para coisas fúteis, como pavimentação de ruas, distribuição de livros escolares e projetos ambientais. Surge então uma rebelião de meio-centro-esquerda liderada por Rafael Correa, Hugo Chavez, Lula Molusco, Diogo Mainardi, Reinaldo de Azevedo, Rei-Alberto-¿porquenotecallas?, entre outros líderes espirituais como o Supremo líder da Seita do Sapo Gordo e o Reverendo Moon. Não fica claro quem vence esta batalha, mas de acordo com os críticos é quem ganha e depois perde tudo no final das contas. Só não perde o sorriso depois de um trago.