Jobbik

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Estatua Atila - Hungria.jpg
Este artigo veio da Hungria!!!

Este artigo é magiar. Ele mora numa Budapeste, visita a Héviz Spa, come Gulash, resistiu aos Hunos e tenta se aparecer para os demais europeus.

Não estrague este artigo, senão Elizabeth Báthory tomará banho em seu sangue.


Partido Nacional Socialista
dos Vagabundos
Trabalhadores Húngaros
Jobbik Nazi.jpg
Líder Esse bestão aqui
Fundador Um pinguim
Ideologia Aquela do Mussolini
Espectro
político
O parlamento húngaro não
permite que revelemos
Membros notáveis Nenhum com notoriedade suficiente
para ser citado na Desciclopédia
Afiliação Se quiser é só chamar
Site http://www.jobbik.com

Cquote1.png Você quis dizer: Aurora Dourada Cquote2.png
Google sobre Jobbik

Jobbik...ah, o Jobbik. Parece que, ao contrário do que as aulas de história e a Wikipédia falam, a Europa não abandonou o fascismo. Volta e meia é visto na confiável[carece de fontes] imprensa que há vários grupinhos formados por meia-dúzia de idiotas carecas revoltados com a sociedade por não conseguirem resolver o seu problema de calvície. Alguns deles também possuem suásticas nas carecas, o que mostra que os cabelereiros quiseram tirar uma com a cara deles, e também fazer com que eles levassem cacete da polícia, mas ao que tudo indica, eles gostam, e tem esse fetiche, pois depois que acaba, ficam pedindo mais.

O Jobbik é mais um desses, com a diferença de que seus integrantes são mimados magrelos que parecem com o Eminem. Os integrantes do partido acreditam que Lula Molusco é Jesus Cristo, o que é mostrado em seu logotipo. Sim, o logotipo mostra que Lula Molusco foi crucificado com os quatro tentáculos abertos, o fundo verde simboliza o sangue, pois o sangue das criaturas marinhas são todos verdes ou azuis. O partido desperdiçou anos de luta reivindicando o direito de participar das eleições e do parlamento para não criar leis ou participar das votações, mas sim para ficar pulando carnaval e fazer paradas gays, bem semelhante á essas aqui.

História[editar]

Oi?
Jobbik tentando recrutar novos membros

O Jobbik surgiu como uma derivação do Partido Fascista da Hungria, um grupo que se formou para se opor ao regime fascista (que tinha outro nome) e ter mais poder no senado para tomar o lugar dos comunistas, pois o Partido Fascista não admitia concorrência. Depois de diversas derrotas, o Partido Fascista conseguiu eleger um presidente que acabou morrendo uma hora depois devido a uma pneumonia, fato este que não permitiu que ninguém conhecesse o cara, ele nem sequer teve notoriedade. Como foram tão fracassados, a ala êmica dos fascistas fundou o Jobbik, que nomeou János Kédár como candidato.

A democracia era um assunto muito feio e muito cruel, porém, na época, a grande maioria dos húngaros apoiavam a instauração da dita forma de governo. O Jobbik se posicionou contra e isto prejudicou o seu eleitorado. Como os membros do Jobbik sempre foram todos revoltadinhos, se iniciou uma guerra civil. O Jobbik perdeu a guerra em outubro de 1989, dando fim a República Popular da Hungria e instaurando a tal democracia. O Jobbik não ficou muito contente e criou uma simpática organização cuja função era mandar amigávelmente o eleito democráticamente presidente para o Quinto dos Infernos com um tiro na bunda, essa organização se chamava Anonymous.

Tentando evitar que desse merda, o presidente húngaro começou a fraudar as eleições em favor do Jobbik para eleições legislativas. Isso fez o partido desistir do golpe de estado e seguir ganhando as eleições legislativas. Como deputados, os integrantes do Jobbik apresentaram seu primeiro projeto de lei: mudar o nome do país para Grande Reich Húngaro. Quando o projeto foi recusado, o Jobbik decidiu sugerir ao presidente que este deixasse um rastro de sangue em todo mundo impulsando quanta guerra fosse possível, invadindo, bombardeando e massacrando gente inocente para mostrar a glória húngara. A estratégia seria muito simples: destruir um país, reconstruí-lo e cobrar por isto. Novamente a proposta foi recusada. O Jobbik disse que se contentaria com o bombardeamento apenas do Novo Mundo, para que pelo menos a Hungria tivesse notoriedade por alguma coisa. Neste ponto eles estavam certos. A Hungria já fez alguma coisa para ter a atenção do mundo?.

Mas novamente a proposta foi recusada. O Jobbik não teve escolha, e iniciou uma nova guerra civil. Exigindo (ui, santa) a saída do presidente, e que em seu lugar fosse colocado o cadáver de Benito Mussolini. Enquanto apanhavam desmaiados da polícia, o pessoal do Jobbik imaginou como seria se eles tivessem conseguido. Nos sonhos, eles mandavam e desmandavam no Grande Reich Húngaro, mandando suas armas de destruição massiva para o Novo Mundo. O Novo Mundo mandava de volta e a Hungria se ferrava. Eles acordavam com o susto, e antes que pudessem abrir os olhos, já levavam outra cacetada na cara. E daí começava tudo de novo...

Assim vive o Jobbik...criando três propostas uma atrás da outra, elas nunca são aceitas e o partido sai na rua de mimimi...

Não pode ser chamado de extrema-direita[editar]

É fato que a direita política do mundo todo sente vergonha de sua colega europeia. Até porquê é de conhecimento público de que a direita é completamente hipócrita diferente uma da outra no mundo todo. Enquanto a direita americana é contra o casamento gay, a direita ucraniana é contra o casamento hétero, e por aí vai. Pensando nisso, os políticos da Hungria proibiram a mídia (SEEEEMPRE a mídia) de chamar o Jobbik de "extrema-direita". O Jobbik, que está cagando pra isso, declarou que tanto faz, desde que eles possam continuar de viadagem (isso também) vadiagem na rua.

Ver também[editar]

Escoteiro.jpg Este artigo foi tomado por fascistas!
Na Itália e na Alemanha, os Camisas Negras e Pardas amam o fascismo e exterminam você, seu comunista!