Joey Kramer

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Joey antes do Aerosmith, aparentemente normal para um baterista.

Joey Kramer é o baterista idoso do Aerosmith, é talvez o terceiro que alguma pessoa vá se lembrar, pelo menos ele é mais lembrado do que o Tom Hamilton e o Brad Whitford. Ao menos é um dos integrantes mais velhos do Aerosmith, sua principal função na banda é enfeitar o fundo para que não ficasse o vazio de uma bateria.

Início de carreira[editar]

Joey era só mais um adolescente que estava com os hormônios a flor da pele e que não tinha posteres da Playboy pendurados no quadro. Certa vez, na escola, ele ouviu uma música dos Beatles e ficou viciado. Ele e um amigo saiam da escola e então ele sugeriu: "Cara, vou deixar meus cabelos crescerem para eu ficar que nem os beatles!".

É aí que Joey faz o que sempre faz: ser Poser (e ele é isso até hoje). "Cara, larga dessa, eu vou SER um Beatle" dizia ele. O amigo começou a rir e então com uma vozinha babaca Joey disse "Espere e verá". Porém ele acabou ficando desesperado pois os pais não pagariam uma aula de música e nem uma bateria para o cara.

Ao chegar na oitava série ele decidiu arranjar um emprego para conseguir sua tão sonhada bateria, por coincidência seu trabalho era de "cara atrás do caixa" de uma loja de músicas e ele acabava torrando quase todo o seu dinheiro nas músicas. Sendo assim, só aos 19 anos ele conseguiu comprar uma bateria decente.

Antes ele praticava com as panelas da mamãe, que achou que ele tinha ficado louco e passou a dar remédios para ele.

Agora sim, carreira[editar]

Joey APÓS anos de exposição no aerosmith, com cabelo pintado, brinquinho e cavanhaque.

Joey faz uma citação filosófica nessa fase da vida:

Cita3.pngNa época, os garotos costumavam ter um poster da playboy pendurados no quarto, eu tinha um poster de uma bateria Ludwig que era meu sonho de consumo...Cita4.png
Joey Kramer

Podemos concluir que teria sido melhor se ele tivesse um poster da playboy mesmo pois logo ele descobriu que com uma bateria de verdade ele não poderia tocar já que a vizinhança era cercada por idosos que dormiam 24 horas por dia. Enfim, após muito trabalho, estudo de cifras e prática ele acabou descobrindo uma coisa:

Cita3.pngSer baterista consiste em bater nas caixas de um jeito que não estoure os tipanos de seus ouvintes. Não tem virtuosidade, é só fazer som de fundo ou solos mesmo!Cita4.png
Joey Kramer

Logo, foi ele quem disse que ser baterista era a pior coisa que existia no mundo.

Certo... AGORA carreira[editar]

Após aprender tocar bateria (não se sabe como ele virou um baterista profissional já que é difícil saber quando um baterista está tocando algo "difícil") faltava ele conseguir uma banda. Após 1 anos de busca pela banda ele achou uma boa, a diferença é que ele ficou só três meses pois no meio do palco descobriu que era uma banda Emocore.

Enquanto tocava em barzinhos bem calmamente (última vez que tocou "animado" foi expulso) e de ir para Woodstock ele comprou um apartamento e esbarrou com um antigo amigo, Steven Talarico, que acabou ligando ele para o Aerosmith e posteriormente acabou sendo chutado do mesmo.

Steven Tyler achou ele gostoso bom das baquetas e o deixou entrar.

Atualmente[editar]

Até hoje, Joey toca como baterista do Aerosmith e talvez seja tão lembrado quanto o baixista e o segundo guitarrista da banda. Ao menos ele coleciona Ferraris cara! Ele está rico!