LGBTQQICAPF2K+

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crazyhorse.gif Atenção! Este artigo fala sobre BURRICES!

Não leve nada daqui a sério, ou você corre o risco de
se tornar tão burro e lerdo quanto o criador dessa joça.

Ou as burrices podem te morder.

Patrick.gif
Exploding-head.gif

Perigo: as porcarias escritas neste artigo podem foder o seu cérebro!

Cquote1.png LGBTQQQQQQQQQ... Cquote2.png
Solange, a gaga de Ilhéus, tentando falar a sigla.
Cquote1.png ...ICAPPPPPP... Cquote2.png
Gaguinho tentando ajudar.
Cquote1.png Só entendi a parte do QICA... Cquote2.png
Funkeiro sobre a sigla.
Cquote1.png Fudeu! Cquote2.png
Pedófilo sobre a parte PF da sigla.

LGBTQQICAPF2K+ era para ser a atualização, 171% inclusiva para todos os seres humanos, ex-emos e directioners, da sigla do movimento LGBT. Foi inventada e proposta por um grupelho de gays (tinha que ser) da Inglaterra, porém a rainha não gostou da ideia, assim como qualquer um do planeta que não tinha uma conta no Tumblr, então a ideia flopou. Indignados, os fagotinhos (do inglês: faggot, vulgo: baitola) resolveram encher ainda mais com letras, só por provocação mesmo. Por conta dessa ideia ser totalmente excelente impressionante (da forma errada), ela rapidamente viralizou e muitos grupos extremistas homoafetivos (se é que isso existe) picham essa palavra em lugares frequentados por homofóbicos, como igrejas evangélicas e açougues, para marcar território num ato totalmente medieval.

Sobre[editar]

A comunidade gay ficou puta da vida com a criação da sigla e invocou o demônio do pau grande para matar os responsáveis.

A sigla LGBTQQICAPF2K+ significaria Lésbicas, Gays, Bicuriosos, Travestis, Queer, Questionadores, torcedores do Inter Intersexuais, Comedores, Analisadores, Piroca alada, Farofeiro, 2 dedos no Ku e + aberrações do Tumblr, pois além dos dois gêneros que existem, existiriam mais de 8000 um bilhão de outras identidades de gênero, que não passam de taras, putarias, ou qualquer outra coisa relacionada a sexo que no fim das contas dá AIDS. Segundo alguns "estudiosos", na verdade a sigla deveria ser LGBTTTTT (x44), para poder assim também incluir transsexuais, transgêneros, transformistas, transformers, transgênicos, trampolins, transparentes, twitteiros, trambiqueiros e por aí vai...

História[editar]

Um seminário em Pindamonhangaba explicando a sigla. Note que há mais A's e P's ocultos na sigla...

Essa sigla foi inventada no final de 2017 por um grupo homossexual da Inglaterra depois que um de seus amiguinhos ficou bolado por não se sentir representado com a sigla LGBT, pois ele era um eunãoseissexual e não tinha a letra E na sigla. Utilizando os poderes de quarentena de e-mail da Change.com, eles fizeram uma petição para que a adicionassem, junto com vários outras letras na sigla, contudo, eles se esqueceram de colocar justamente a letra E, como dá pra ver. Por conta desse deslize, ele foram obrigados a pagar uma indenização de 1 yene para o pobre coitado, mas como o pagamento não se concretizou, todos os envolvidos pegaram uma prisão de 5 décadas, em regime fechado, pois, segundo a juíza que deu a sentença, "de semi-abertos, já bastam eles".

Críticas[editar]

Existem várias críticas a respeito dessa mais nova criação. Várias mesmo. É tanta crítica que não vale a pena decidir quais são boas ou ruins. pelo menos até checar se a foto de perfil de quem fez a crítica tem um olho chorando com as cores da bandeira do Brasil...

A primeira delas é que, segundo a Universidade de Santa Mônica, dos Estados Unidos, até o ano de 2050 (sempre esse ano), mais de 1024 novas orientações sexuais serão criadas, ficando impossível criar uma sigla para isso tudo, ignorando totalmente: a habilidade de uma guria retardada de criar risadas escrotas, a de uma criança de digitar porcaria sem sentido no computador e o fato de que todas essas orientações sexuais dependem da existência do tumblr, que está praticamente morto desde que parou de aceitar pornografia e não vai passar de 2024. Outro especialista mandou os gays tomarem no cu, mas a opinião dele não foi levada em conta porque ele era um especialista em picanha. Além desses especialistas fora da comunidade, os conservadores, que já eram contra tais atitudes, ficaram sanguenozoiamente putos com isso, e iniciaram uma enxurrada de críticas mal-elaboradas, envolvendo o sangue de Jesus e passagens do Novo Testamento que ninguém sabia que existiam. Alguns que são anti-maçonaria e acreditam em iluminatis envolveram marxismo cultural e outras bugagens em seus desabafos e alegações de NOJO (em caixa alta, pra variar), faltando apenas o chapeuzinho de papel alumínio para completar o figurino de retardado.

A galerinha dessa laia também não aprovou a ideia porque eles sabem que é quase impossível decorar essa sigla enormemente enorme. Porém, se deu pra aceitar a existência de bagaceiras como queer, kink, que mais parecem nomes de pokémons, e tem gente que decora os nomes dos pokémons além dos 150 originais de Kanto, por que não decorar essa sigla? Já que essas ideias fogem da lógica, por que eles não podem aceitar essa ideia igualmente sem noção?