Lei dos clipes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bj.jpg Este artigo é relacionado à física.


O grande formulador da teoria

Cquote1.png Na natureza, nada se cria, mas tudo que se perde vira clipe de papel. Cquote2.png
Lavoisier sobre Lei dos Clipes
Cquote1.png Nem eu seria capaz de uma descoberta tão brilhante como essa. Cquote2.png
Darwin sobre Lei dos Clipes
Cquote1.png A ideia toda foi minha, mas ele roubou. Cquote2.png
Emília sobre Visconde de Sabugosa
Cquote1.png É, mas quem ajudou a perder as coisas fui eu. Cquote2.png
Saci sobre frase acima
Cquote1.png Quer dizer então que meu bisturi... Cquote2.png
Médico ao ver um clipe de papel na radiografia
Cquote1.png Na União Soviética, o guarda-chuva perde o clipe e o clipe vira VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Lei dos Clipes

A Lei dos Clipes é uma descoberta científica do Visconde de Sabugosa que resolve todos os mistérios acerca dos objetos perdidos, já que se sabe que eles se transformam em clipes de papel. Foi aprimorada e expandida anos mais tarde por Franjinha.

Como tudo começou[editar]

Visconde de Sabugosa pronto para cheirar um gatinho.

Reza a lenda que o Visconde de Sabugosa estava no sítio brincando com a Emília quando se deu conta de que havia perdido seu guarda-chuva. Num acesso de tristeza, o pobre ser de palha foi para um canto cheirar gatinhos e assistir aos desenhos dos Superfriends (naquela época, Dona Benta já havia conseguido trazer luz elétrica pra roça através de seu sobrinho deputado). A expansão de consciência provocada pelos gatinhos aliada à exposição aos talentos investigativos do Batman o levou a perceber dois dos fatos mais importantes da humanidade:

A resposta de um grande problema da humanidade.

a) Todo mundo já perdeu guarda-chuvas, mas ninguém nunca achou um guarda-chuva.

Cquote1.png Por isso que eu mantenho o meu bem guardadinho aqui no... Cquote2.png
Robin sobre guarda-chuva
Cquote1.png É meu! O Robin que pediu pra brincar com ele! Cquote2.png
Pinguim sobre frase acima

b) Todo mundo já achou clipes de papel, mas ninguém nunca perdeu um.

Assim, nosso palhoso cientista postulou a inexorável, imponderável e impermeável teoria: guarda-chuvas perdidos se transformam em clipes de papel. Infelizmente, poucos meses depois, o grande cientista foi capturado pelo tio do carro da pamonha e vendido em Piracicaba.

A expansão da teoria[editar]

Cquote1.png Se consegui enxergar longe, foi porque estava apoiado sobre os ombros de gigantes. Cquote2.png
Isaac Newton Franjinha sobre Lei dos Clipes
Anos mais tarde, outro grande cientista dos tempos contemporâneos atuais leu a farta produção bibliográfica do Visconde de Sabugosa e conduziu numerosos experimentos que comprovaram estatisticamente a Teoria dos Clipes, alçando-a ao status de Lei científica.

Franjinha roubando perdendo mais um objeto para testar sua teoria.

Cquote1.png Foi horrível perder todos aqueles guarda-chuvas em nome da ciência. Cquote2.png
Cascão sobre Lei dos Clipes
Mas a mente investigativa de Franjinha o levou mais além, a perguntas que o Visconde teria respondido se tivesse chegado à idade idosa. Por que ninguém compra clipes de papel mas sempre os tem? Até mesmo você tem um monte naquela sua mesa de estudo bagunçada que você nunca usa porque vive na putaria. Era óbvio que transoformar-se em clipe de papel não era privilégio dos guarda-chuvas; qualquer objeto perdido se transformaria. Essas observações levaram à formulação da Lei dos Clipes expandida de Sabugosa-Franja, cujo enunciado é:

Todo objeto, uma vez perdido, se transformará em clipe de papel após decorrido um tempo de persistência Tp dependente da natureza do material.

Sabe aquela escova de dentes que você perdeu atrás do armário durante seu encontro com o Mário? Pois é, desista dela, pois ela virou um clipe de papel. Agora que sabe disso, vá comprar outra escova porque ninguém aguenta mais seu bafo.

Detalhes sobre a Lei dos Clipes[editar]

  • A Lei dos Clipes não se aplica a pessoas maiores de 100 anos. Sim, desculpe a desilusão, mas não vai funcionar com a sogra.
  • Cada objeto tem seu Tp característico, sendo que vários já foram determinados experimentalmente (ver abaixo). Em geral, quanto mais inútil o objeto, mais tempo ele persiste sem se transformar. Por isso, se você se perder na selva, não se desespere. Há coisas muito mais urgentes pra se preocupar, como a onça atrás de você.
  • Clipes de música não têm nada a ver com esta viagem lei científica. Apesar disso, assistir a muitos clipes do RBD pode tornar você mais propenso a perder coisas.
  • Objetos perdidos dentro de casa já conhecem o ambiente. Por isso, quando viram clipes, eles se teletransportam pra dentro daquele seu estojo cor-de-rosa.

-Obs: alguns não conseguem fazer isso a tempo, por isso são varridos pela tua mãe pra baixo do tapete.

-Obs 2: essa obs se aplica aos objetos retardados, como seu caderno de matemática.

  • Se alguém souber onde está o objeto, ele não vira clipe.

Cquote1.png Verdade. No meu caso, 24 anos não adiantaram nada. Cquote2.png
Josef Fritzl, o vovô austríaco sobre Lei dos Clipes

Exceção à Lei dos Clipes[editar]

A única coisa de que ele precisa. Agora sabemos por quê.

Nada, NADA que tenha se transformado em clipe pode voltar a ser o que era antes, a não ser pelas mãos de uma única pessoa. As equações ficam assim:

Lei: Qualquer coisa --> clipe

Exceção: Clipe + MacGyver --> qualquer coisa

MAS NÃO CONTE ISSO PRA NINGUÉM. Se as pessoas soubessem, ia ter uma fila dando duas voltas ao mundo na porta da casa do MacGyver. Como a casa do MacGyver é o bolso do Chuck Norris (afinal, ele nao carrega um canivete, e sim o MacGyver no bolso), quem contar vai levar um Roundhouse kick e ir encher o saco do capeta.

Em quanto tempo essa porra transformação acontece?[editar]

  • Guarda-chuva: 2 horas
  • Escova de dente: 1 dia
  • Agulha no palheiro: instantâneo. Ela se retorce na hora.
  • Viagra: 1 hora (pra você; pra mim, é 40 anos. Depende da utilidade do objeto)
  • CD do RBD: 200 anos
  • TV digital wide-screen mega power: 2 dias. Mas, se você perdeu, alguém com certeza já roubou achou
  • Livros do Paulo Coelho: 20-30 anos
  • Boneca inflável: novamente, depende da pessoa. Pra cabaços como você, é bem pouco.
  • Sogra: indefinido. Mas é só depois que você morrer.