Living Colour

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Observe a suruba nas roupas deles.

Living Colour é uma banda estadunidense de metaleiros punks, rappers e o cacete a quatro, formada pelo guitarrista Vernon Reid (nascido no Morro do Macaco), pelo vocalista Corey Glover, pelo baixista Doug Wimbish e pelo baterista William Calhoun. A banda, formada em 1984, teve Muzz Skillings no baixo até 1991 (saiu provavelmente pelo uso insano de crack). O nome Living Colour, ao contrário do que muitos pensam, não foi escolhido por causa da etnia de seus integrantes; foi inspirado em uma "viadagem" da rede de TV NBC: "The following program is brought to you in living colour" (em português fica "O programa seguinte é trazido até você em cores vivas", isso é bem boiola.

História[editar]

Um dia, Venon Reid, após dar fuga na polícia por roubar a padaria da esquina, encontra com Corey Glover, que tava na condicional, só porque era negro. Juntos eles batem um lero, embolam um dahora, e no meio da brisa decidem criar uma banda. Já que eles já tinham fechado com uns manos da quebrada, eles chamaram eles, e se iniciou a banda, várias brisas e minas.

O primeiro álbum (esse não é de figurinhas da Copa)[editar]

Montagem super tosca feita no Paint

Após muitas ameaças ao dono de uma gravadora, eles conseguiram: lançaram seu primeiro álbum, só com os proibidão do JB (Jardim Brasil, "bairro de pobre"). Fez o maior sucesso com a música da Grete: Conga la Conga.

Ápice do sucesso[editar]

As "Cores Vivas" alegraram muitas pessoas em seus vários shows, principalmente por causa das suas músicas alegres e suas roupas extravagantes, sendo assim, mais felizes e sorridentes... Desde então eles não pararam mais, foram se viciando mais e mais no bem embolado, as brisas ficaram mais loucas e novas músicas foram surgindo. Principalmente eles fizeram sucesso graças a música "Culto da Personalidade" que dizia sobre seu estilo de vida "diferente dos outros", com uma personalidade diferente das pessoas normais. Além disso, comemoravam cada show com umas pedrinhas e festinhas. Também lançaram "na faixa de gaza", sucesso imediato.

O triste fim[editar]

A brisa bateu!!

Um dia, Venon Reid anuncia que vai sair da boca, digo, da banda para montar uma plantação de maconha, o que afeta seus companheiros Corey, Calhoun e Wimbish (e, porque não, para Skillings), porque eles também queriam o bagulho. Então acaba a banda.

O ressurgimento[editar]

Após uma longa temporada no xadrez e ter perdido sua plantação, Venom Reider anuncia que a banda está de volta com muitos embolados. Fizeram várias apresentações e vivem felizes fumando maconha e pixando paredes.

Dios1.png Importante! A Igreja Universal quer sua atenção!

Deus quer que este artigo seja ampliado.
Aqueles que o fizerem, serão ajudados pelos seus tentáculos. Os que ignorarem, irão para o inferno pra sempre.
Não seja herege e obedeça a verdade única e divina!