Lupe Fuentes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
01AnaCarolina-VEja.jpg Este artigo pode levar-te para o lado roxo da Força!

Este artigo é perigoso, tanto pra homem quanto pra mulher, então proteja sua retaguarda e não vandalize. Se você é fã de Cazuza, fique à vontade!

F m.jpg
Zuleidy Piedrahita Vergara
Lupe Fuentes at Exxxotica New York 2009.jpg
Nascimento 27 de janeiro de 1987
Cali Bandeira da Colômbia Colômbia
Ocupação Puta
Altura 1,45 m
Peso 40 kg
Olhos Castanhos
Cabelo Morena

Little Lupe Fuentes é uma ninfake (ninfeta + fake) que enganou milhares de punheteiros pedófilos se passando por menor de idade em seus filmes, mas iniciou a carreira de puta paga já adulta mesmo. Atualmente está aposentada da pornografia e tenta fazer sucesso na música como DJ, cantora e dançarina, nem precisando dizer que está fracassando. Cansada de ser barrada das baladas nos puteiros em que se apresenta, colocou implantes de silicone gigantes nas tetas, assim ninguém mais duvida de sua idade real.

Carreira[editar]

Começou a trabalhar muito cedo para ajudar sua mãe, uma pobretona irresponsável que emprenhou de qualquer um por aí. Teve uma infância miserável e nem sequer frequentou a escola, por isso é analfabeta até hoje. Sua primeira profissão foi a de mendiga, pedindo esmola para amigos e conhecidos. Depois, evoluiu para ladra e passou a assaltar pessoas anônimas. Por último, inevitavelmente virou prostituta, aí sim finalmente começou a ganhar dinheiro aos montes.

A carreira de atriz pornô teve início em 2006, quando aceitou se casar com Pablo Lapiedra, o cafetão que a agenciava. Foi morar com o maridão chifrudo em Madri, na Espanha, e ambos fundaram juntos sua própria produtora pornô. Os primeiros filmes estrelados por Lupe Fuentes abusavam do fetiche da pedofilia, tirando proveito que ela sempre foi nanica e magrela, já que não tinha o que comer e por isso não teve um desenvolvimento adequado do corpo.

Em 2008, Lupe e Pablo se divorciaram por motivos que ninguém se importa. Ela então montou um site pornô amador onde postava vídeos e fotos de sua TekPix, e apesar da qualidade sofrível do material, lhe trouxe fama internacional graças à maldita inclusão digital. A convite da consagrada putona Tera Patrick, mudou-se para os Estados Unidos e assinou contrato exclusivo para atuar na empresa desta. Tudo parecia ir bem, até que Lupe filmou com Evan Seinfeld, que na época era casado com Tera. Apesar de serem um casal das putarias, Tera descobriu que as fodas de Evan e Lupe não eram meramente artísticas e que eles vinham mantendo um caso fora das câmeras. A beldade asiática então pediu divórcio e deixou o caminho livre para a colombiana, que tornou-se a nova cônjuge de Evan um tempo depois.

A partir de 2010, Lupe resolveu se aventurar no cenário musical e se juntou com outras piriguetes para formar um girl group. A bagaça foi batizada de The Ex-Girlfriends e recebeu uma divulgação intensiva nas redes sociais de suas integrantes, mas como suas músicas e videoclipes eram quase tão pornográficos quanto os filmes de Lupe, o YouTube excluiu o canal da banda e a mesma flopou bonito. Apesar do fracasso, Lupe não desistiu da nova carreira, e atualmente virou tocadora de siririca, perdão, DJ de house. Ela tem dado certo, até porque sempre foi acostumada a dar bastante, mas claro que o fato de seu atual corno, digo, marido, ser um músico relativamente consagrado também ajuda.

Fetiche de pedofilia em seus filmes[editar]

Por ter a altura de um hobbit, Lupe Fuentes sempre foi muito convincente em seus filmes interpretando pirralhas impúberes. Em 2009, um homem chegou a ser preso em Porto Rico por ter sido flagrado com um DVD dela. Uma das testemunhas do caso era um pediatra que alegou que a atriz tinha no máximo doze anos de idade, mas aí a própria Lupe ficou sabendo do ocorrido e foi depor em favor do punheteiro, afirmando que já tinha dezenove anos quando filmou aquela baixaria.

Outra polêmica envolvendo Lupe e a pedofilia aconteceu em 2011, quando seu ex-marido Pablo Lapiedra foi acusado por um grupo de colegiais latinas a terem sido assediadas por ele. Na tentativa de se livrar do chilindró, Pablo quis empurrar a culpa para Lupe, dizendo que era ela a responsável por recrutar gurias retardadas para atuar em seus filmes. Ela chegou a ser deportada de volta para a Colômbia, onde foi sentenciada a cumprir pena com trabalho voluntário na igreja, mas acionou seus adevogados e conseguiu voltar para os Estados Unidos após doar todas as suas roupas a crianças carentes. O vestuário nem fez falta para ela, que sempre andou pelada mesmo.