Manual de Pintura e Caligrafia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Manual de Pintura e Caligrafia ao contrário do que o título demonstra, não é nem um livro ensinando a pintar ou escrever, mas sim um livro sem sentido de José Saramago, que nem mesmo ele sabe categorizar, segundo algumas pessoas o mesmo se trata de um romance, foi públicado pela primeira vez em 1900 e guaraná com rolha e reeditado mais de oito mil vezes pra ver se ficava bom, mas nenhuma das vezes ficou do agrado de alguém.

Capa do livro, a expressão: Não julgue um livro pela capa. é aplicável para esse livro

Sinopse[editar]

Todos que leu, não entende então não é possível explicar a sinopse do Manual de Pintura e Caligrafia, mas pelo o que poucos entenderam se trata de uma narração de um doido que imitava o mundo por meio de pinturas idiotas, e pelo personagem ser um doido o livro é muito confudido por ser um relato autobiográfico.

Outras baboseiras[editar]

Não se sabe ao certo se realmente foi Saramago que escreveu Manual de Pintura e Caligrafia pois é possível encontar alguns pontos finais entre as frases e estrofes, também é o primeiro livro que Saramago fica dando seu palpites idiotas durante a história.

v d e h
Livros de José Saramago