Marfim

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Marfim é dente de elefante, que apresenta mega camada de esmalte infinito e indestrutível. Os pequenos macacos malvados, que somos nós, adora pegar os dentes dos elefantinhos, sem pedir permissão, nem perguntar se lhe fará falta, e usar para coisas úteis ou para quaisquer tranqueiras.

Exibição[editar]

Elefante cedendo marfim, amigavelmente, por vontade própria.

A maior ostentação de marfim não sei, mas a maior exibição os próprios elefantes a fazem, não por serem exibidos, que em ser exibidos ninguém supera os macacos(quem se aproxima de superar são os cachorros, principalmente os que andam com o rabo erguidão), mas apenas par louvar o que a natureza lhes deu e para deleite(...), de que bicho esteja por perto para apreciar. Deveras, pra quem não gosta tanto de ficar olhando trombas enormes e roliças, elas ficam bem melhor em meio ao marfim, e quem aprecia apenas o marfim por não gostar de tromba pode ver o marfim dos elefantes que não ligam de ser observados.

Sabendo-se que eles também gostam de se olhar no espelho, sendo dos três tipos de bichos(que se sabe até hoje), que se ajeita no espelho, outros são os golfinhos, outros são os macacos(ou primatas, como quiser), a mãe Terra, como sempre conhecendo seus rebentos, lhes agraciou com a beleza rechonchuda... na verdade corpulenta, quem cria banha desnecessária para sua estrutura, são os macacos(porra, de novo, deixa eu me coçar aqui), além de grandes e vistosos, e podem mostrar um segundo cassete pras fêmeas que é sua tromba e o fazem com extrema elegância, mas ganharam ainda na natureza os dentões de marfim.

Esqueça o nosso calcariozinho ordinário, esse mesmo que o dentista vomita toda vez que você vai fazer a manutenção desse bueiro que você cuida tão bem. Estamos a falar de marfim, e se ele é surrupiado para fazer coisas finas(e algumas de um mal gosto infinito), é porque não há comparação com nossos dentinhos de boca de bueiro. Pra começar um dente só equivale a mais de cem bocas de bueiro. Os elefantes nem usam ele para brigar... Apenas de vez em quando, em geral ficam esguichando com a tromba(a de cima), nos dentes, nem precisam de escova, que teria que ser um lava a jato completo. Depois ficar erguendo a tromba e fazendo deseinhos espiralados com ela, emoldurados pelo par de dentes.

Usufruto do marfim[editar]

Mais um elefante banguela, revoltado, depressivo e com a vida destruída.

Os primatas mais práticos que eram os nossos antepassados, nosso não, quase esqueci que você é de outra espécie, eram mesmo muito práticos assim, costumavam não desperdiçar o marfim, quando viam um elefantinho já morto, e começaram a descobrir em que poderiam usar aquele material, isso ainda era quando haviam mamutes desfilando por aí. O uso era de forma bonitinha e sem exagero, mas como olho é grande mesmo, maior do que o terceiro olho dos seres iluminados, começaram a querer mais e mais marfim, para qualquer asneira que fosse. Matavam os elefantinhos inocentes e algumas vezes não os matavam, mas deixavam eles banguelas, pra alguns elefantes era ainda pior do que a morte e eles ficavam depressivos, principalmente porque, lembrando, são dos bichos que adoram se ajeitar no espelho.

Apesar da, mais do que compreensível, revolta dos elefantes, essa prática da extração de marfim forçada e banguelistica permanece até os dias de hoje.

Ver também, se quiser[editar]

  • Tromba, mas não se excite muito.