Mark Twain

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Escrevendo.jpg Este artigo é sobre um(a) escritor(a)!

Ele(a) talvez tenha heterônimos, sua "inspiração" vem de um copo de whisky e sua obra só ficará boa quando morrer de tuberculose.

Trabalhar, que é bom, nada! Clique aqui e vire a página.

Seu-meme-APRACAeNOSSA.jpg ESTE ARTIGO É COISA DE VELHINHO RECLAMÃO
... que não gosta de suas traquinices, meu jovem.

Vai estragar a página da senhora sua avó e não encha meu saco

Abe simpson.png


Samuel Langhorne Clemens, mais conhecido como Mark Twain, era um velho maluco que se auto-intitulava escritor, nasceu em 1835 em uma cidade toda fodida nos Estados Unidos. Com sua cara de velhinho resmungão, ficou mundialmente conhecido unicamente por escrever o livro As Aventuras de Tom Sawyer, já que ninguém mais lembra de qualquer outra obra dele além dessa. Apesar disso, seu livro acabou entrando para o hall da fama dos clássicos literários, mesmo sendo uma das obras infanto-juvenis mais chatas já criadas. Suas obras podem ser encontradas em bibliotecas do mundo todo, pegando poeira em cima de uma estante velha quase nunca frequentada ou em escolas públicas, geralmente no fundo de caixas de papelão, ao lado de outros livros sem-graça que os professores costumam trazer para os alunos lerem em sala de aula durante a hora da leitura.

Biografia[editar]

O maior feito de Twain foi ter a cara estampada em um banner na cidade onde nasceu.

Twain nasceu em uma cidade tão fodida e irrelevante que não vale nem a pena chamar aquilo de cidade, foi o sexto de sete irmãos, apesar de que só três sobreviveram por causa das doenças da época.

Aos quatro anos, Twain mudou-se com sua família para Hannibal Lecter, uma cidade perto do Rio Mississippi no Missouri que futuramente serviria de inspiração para um município que ele inventou. Twain era racista para cacete e apoiava a escravidão, que era bem popular na época.

Aos 18 anos resolveu ir trabalhar como tipógrafo em Nova York, apesar de não saber o que era isso. Mark nunca ficou rico escrevendo artigos aleatórios em Nova York, isso porque a maioria dos americanos na época eram analfabetos, e por isso voltou para o Missouri depois disso.

Twain ficou obcecado pelo Rio Mississipi e resolveu que queria trabalhar com barcos a vapor e resolveu adquirir uma licença para pilotar barcos, como se não bastasse ainda tentou convencer seu irmão caçula Henry a trabalhar com barcos a vapor. Em 1858, ele teve uma briguinha com um tal de capitão William Brown e se demitiu, mas não sem antes obrigar Henry a trabalhar com essa porcaria também, o problema é que um belo dia o barco que o Henry estava explodiu e ele morreu. Apesar de ter acontecido essa merda o Twain continuou a trabalhar com barcos.

Twain morreu por causa de um ataque cardíaco 1910, um dia após o comenta Halley quase destruir a Terra. Suspeita-se que Twain se sacrificou por nós para desviar o cometa.

Carreira literária[editar]

Mark Twain começou sua carreira escrevendo esboços na Uncyclopedia, mas foi evoluindo até se tornar um grande escritor de artigos de qualidade. Usou seu conhecimento para se tornar um dos escritores mais populares no clube do livro da Oprah.

Quando mais jovem, Twain era fascinado por Ciência, e reza a lenda que antes do jornalismo seu maior sonho era se tornar um cientista doido.

É bem difícil compilar a biografia completa do Twain porque o cara era maluco, ele usava nomes diferentes diversas vezes nos textos publicamos por ele naqueles jornais obscuros. Além disso, uma grande parcela dos discursos e palestras de Twain se perderam ou não foram transcritos porque o cara só falava bosta. Sendo assim, a reunião de todas as suas obras permanece um processo em andamento.

Apesar disso, embora seja mundialmente conhecido por ser um grande escritor (sendo inclusive um dos motivos de orgulho nacional para os gringos), Mark Twain volta e meia fazia bicos como humorista, contando aquelas piadas de tiozão de Whatsapp nos círculos sociais que frequentava. Embora considerasse a si mesmo como o suprassumo da graça e do humor, a verdade é que quando as pessoas riam não era necessariamente das piadas de Twain em si, e sim da cara de bocó com que ele ficava enquanto esperava os outros rirem. Para as outras pessoas, era impossível não rir da expressão de Twain, com aquele bigodão de escovar penico e aquela cara de Tio do Jackie Chan. Sua cara de bunda tinha a incrível capacidade natural de arrancar gargalhadas de qualquer um que a fitasse por mais de 5 segundos, só não sendo mais engraçada que a cara da Rodela do Ratinho.

Com o tempo Twain passou a fazer shows privados de humor, onde muita gente pagava os olhos da cara só para ficarem rindo da expressão de Twain, que só ficava parado em cima de um palco olhando nos olhos das pessoas da plateia. Após alguns anos, os shows de humor de Twain teriam lhe deixado rico, e com o dinheiro acumulado, ele finalmente ingressou na profissão que era seu verdadeiro sonho: jornalista. Porém, Twain fracassou miseravelmente como jornalista, e só conseguia publicar seus textos, em geral diários de viagem a lugares para os quais ninguém dava um foda, em fanzines e jornaizinhos obscuros e desconhecidos por boa parte da população.

Após duras críticas a seus escritos, que em geral eram classificados como "chatos" e "enfadonhos", Twain decidiu chutar o pau da barraca. Como quase ninguém lia o que ele escrevia mesmo, ele decidiu narrar suas viagens (a única coisa que sabia fazer na época) de uma perspectiva um pouco diferente, e passou a incluir elementos de ficção nos mesmos, tornando-os um poucos mais interessantes. Ao incluir relatos de abdução alienígena e avistamentos de chupacabras em seus textos, sempre escritos em forma de sátira num formato parecido com a Revista MAD, ele percebeu que aquilo de alguma forma agradava os leitores, e assim decidiu ingressar na carreira de escritor de uma vez por todas.

Ver também[editar]