Mas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Mas não é mais, nem +, só pra começar e como já começou, mas é advérbio, conjunção ou até substantivo(puta que pariu) e ele pode encher MUITO o saco. É quando você acha que está tudo certo aparece o mas, porque ele é da família do porém do todavia e tudo que tira a certeza absoluta que dava a segurança necessária para que as coisas andassem.

mas...[editar]

Banho tomado, mas a água para o banho foi tirada da privada.

É tão chato que nem sei se essas reticências deveriam ir no início ou no fim do mas, então deve-se analisar o contexto da frase... ai meus ovos! Nada demais, desde que se esteja com paciência e com a mente fresca(não no sentido bichal), mas... esse estado é alcançado muito poucas vezes como você também deve saber. A encheção de linguiça saco tem inicio já nos significados. Por exemplo, quando o mas é advérbio, ele faz a pior das funções, pois na maioria das vezes quando a tragédia não aparece no início, aparece no fim. Exemplo:

O pau dele teve que ser amputado, mas ele irá sobreviver. - tragédia no início.
Você passou nos testes e foi aceito no emprego, mas terá que fazer hora extra sempre que for solicitado. - tragédia no fim.

Pode perceber que como advérbio, mais precisamente e pra ficar chiquetão correto, o mas como conjunção coordenada sindética adversativa, é sempre uma desgraça, que quando não aparece logo no início, surge no fim. E bem dito logo na introdução que no segundo caso, você acha que está tudo uma beleza, tudo certo e poderá apenas comemorar, mas então é anunciado o mas, brochante, antes mesmo que se diga do que se trata e então lá vem algo como:

Está tudo sob controle, mas apenas 10%.

...mas[editar]

Boneco legalzinho, mas ficou meio...

Quando você acha que essa nossa querida língua herdada dos Portugas não mostrou todas as suas facetas, lá vem as adaptações bizarras do Brasil piores ainda, e nem podemos saber quem fez as adaptações sem consultar ninguém, sequer bons professores. O que o mas tem com isso, pois saiba que ele PODE IR NO INÍCIO DAS FRASES... mas isso até que eu gostei, e vivo utilizando, sim, amigão isso é bem prático, nem tudo é uma completa desgraça sobre o mas...

...mas ainda poderíamos usar o Tupi-guarani como língua oficial e única, que seria bem melhor e mais prático, mesmo com o mas no início das frases. Claro que depende do caso para que o mas possa ir no início das frases, eu sempre observo isso muito bem antes de enfiar m qualquer texto ou redação... Redação eu nem me arrisco muito no mas, não sou trouxa.

Outro uso do mas como, prepare-se: Contração de pronome pessoal oblíquo átono. Nem precisa pensar muito, apesar da definição escandalosamente grande. Basta pensar que ao invés de dizer, por exemplo você está com o saco cheio de formigas porque sentou no lugar errado e quer pedir à sua carinhosa e dócil namorada(ou ficante), para que tire as formigas de você.. então você dizer meu saco está cheio de formigas, por favor, tire-mas... - Puta que pariu, nem professor de Portuga fala tão certinho, mas escreva nisso numa redação e você vai ganhar pontos extras. Fácil de entender pelo seguinte, isso é apenas uma substituição de algo como me tire as formigas, então é simples:

Por favor tire as formigas do meu saco. = Por favor, tire-mas - Fácil, mas... isso sequer é válido no Português falado acá em terras tupiniquins. É válido somente para Portugal. Pode esquecer até mesmo dos pontos extra na redação. Aspas no Português, acha mesmo que isso que restou do língua Portuguesa falada aqui, depois de tantas mexidas fodidas, ainda pode ser Português? É uma aberração medonha mutante, até formiga no saco conversando é mais bonito.