Megaman: The Power Battle

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Megaman: The Power Battle é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Mima tenta derrotar a sacerdotisa do templo em Touhou 2

Megaman grafitti.jpg WARNING! WARNING!

Esta página se trata do universo de Mega Man!

Se você não foi capaz de derrotar o Dr. Wily em nenhum jogo dele você é um tremendo fracassado!


Homem do Rock: Rinha de Galo
F4e1f7c9-6c16-4319-a843-b446bbc1f669.png

Logo do jogo, porque jogos de arcade raramente tem capa

Informações
Desenvolvedor Capcom
Publicador Capcom
Ano 1995
Gênero Boss Rush
Plataformas Arcade
Avaliação Mais para lá do que pra cá
Idade para jogar Livre

Megaman: The Power Battle é um jogo/perda de tempo desenvolvido pelos cabeça de vento do Japão. Ele é uma espécie de Boss Rush que junta vários man num só jogo deixando a mulherada louca podendo assim Megaman dar uns sopapos em todos os seus inimigos de uma só vez. Lançado apenas no Japão, recebeu uma sequencia intitulada de Megaman 2: The Power Fighters, dando referência a qualquer jogo de luta, mais especificamente puxando o saco de Street Fighter, fazendo esse jogo ser um completo desastre de vendas. Ambos os jogos foram os únicos jogos do menino de lata a serem lançados para arcade, ou seja, se hoje não temos jogos de megaman nos fliperamas, podemos imaginar que no passado o negócio deu bosta.

Tanto, Power Battle quanto Power Fighters foram relançados no Mega Man Anniversary Collection, para PS2, Xbox e Cubo Mágico, de uma maneira que os jogos não se perdessem no esquecimento. Se você quiser jogar esse jogo, foda-se, o problema não é meu então pirateie, pois nem a Capcom dá a mínima pra ele.

História[editar]

O idiota do Doutor Wily teve uma ideia brilhante, ao usar a carta de yu-gi-oh: cemitério, para ressuscitar todos os seus robôs fracos que sempre morrem com uns tiros do ex-buster, do megaman ou do protoman, ele em uma parceria com o Michael Jackson abre a Neverland e chama o megaman para praticar pedofilia uma batalha. Mas como todo mundo sabe, ele perde (isso se você não for um noob).

Chefões[editar]

Esses só servem para atrapalhar entreter:

Mega Man 1 ~ 2:

Mega Man 3 ~ 6:

Mega Man 7:

Finalidades do jogo[editar]

O jogo tem por finalidade, entreter e fazer gordos nerds e sebosos perderem seu tempo na frente do computador ou em um Super Nintendo do ano de 96 geralmente usado no cabeleireiro infantil da esquina. Além disso, o jogo é claramente uma estratégia de marketing, nesse mesmo ano de 1995, também foi lançado o Megaman 7, pensando em sugar mais dinheiro dos fanboys, foi feito essa desgraça de jogo, não é à toa que 1/3 dos chefes são desse jogo.

Se você se sentiu incomodado com esse tópico foda-se sinto muito mesmo.

Outras coisas de nerd[editar]

A seguinte seção foi escrita por nerds, não se preocupe se não entender, nem nós da Desciclopédia entendemos:

No sprites não utilizada deste jogo, há sprites de personagens jogáveis e os Diabos pequeno amarelo movendo em escadas, sugerindo que a fase Yellow Devil's teriam escadas.

No final de Mega Man, Dr. Light discute que os robôs precisam discernir o certo do errado por si só, enquanto ao mesmo tempo têm restrições de prejudicar os seres humanos, e que necessitam de investigação AI um pouco mais, prenunciando o criação de última criação do Dr. Light.