Nano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Cquote1.svg Você quis dizer: Bitcoin de pobre? Cquote2.svg
Google sobre Nano
Cquote1.svg Você quis dizer: Raí? Cquote2.svg
Google sobre Nano
Cquote1.svg 500 reais numa Nano?! AH VÁ A MERDA, PORRAAAA! Cquote2.svg
Alborghetti sobre Nano
Cquote1.svg Vai valorizar sim, pode comprar! A previsão é que depois da crise financeira cada Nano passe a valer R$ 229 bilhões Cquote2.svg
Qualquer anarcocapitalista sobre Nano

Nano aprova o uso do Nano para pagamento de pensão alimentícia.

O Nano (conhecido anteriormente como Raiblocks) é um esquema de pirâmide uma criptomoeda, utilizada por pobres que não tem dinheiro para comprar Bitcoin, mas querem pagar de anarcocapitalista moderninho da internet que usam criptomoedas. O Nano foi criado originalmente com o nome Raiblocks pelo jogador de futebol Raí, aquele que faz comercial do Feirão da Caixa e se parece com o ator Marcos Palmeira, seu objetivo era ficar rico de novo sem ter que jogar futebol ou virar técnico de time, igual a alguns ex-amigos da Rua Frei Caneca ex-colegas dos tempos de São Paulo Futebol Clube.

O Raiblocks quando foi criado valia menos que uma Bala Juquinha, porque só idiota compra criptomoeda não atingiu o sucesso esperado, apesar de suas transações serem tão rápidas quanto um Fujiwara descendo o monte Akina pra entregar tofu. Foi ai que Raí, após ver o fracasso eminente de seu projeto, o revendeu para a RAI, que tentou usar a moeda para seus esquemas de Disque 0900 na Itália, mas também não deu certo, vendendo a moeda para algum idiota qualquer algum grupo de investidores que mudou seu nome para Nano.

Valorização e usos[editar]

O arqui-rival do Nano que ilude quem compra deu certo.

Em 2018, o Nano deixou de valer meros 24 centavos de dólar e subiu para 32 FODENDOS DÓLARES, valorizando em quase 13.333% e deixando os anarcocapitalistas de plantão com a xavasca piscando, acreditando que o Nano seria o novo Bitcoin e eles ficariam bilionários sem gastar nada. Mas como toda coisa feita pra tapear idiotas, o Nano despencou e até hoje nunca mais passou da casa dos 5 reais ou menos, deixando milhares de trouxas investidores com cara de bunda porque perderam centenas de dólares investidos.

No Bruno Covistão, é possível pagar sua passagem de metrô e ônibus com o Nano, desde o Nano esteja valendo ao menos R$ 4,40 e seja convertido para reais anteriormente. Algumas biqueiras de playboy aceitam o Nano como meio de pagamento na compra de entorpecentes e gatinhos para consumo pessoal.

Este artigo é um esboço de Stálin.
Stálin pede que esse artigo seja ampliado. Ou será mandado para um Gulag