Nova Caledônia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
República egocrática Asgentinha
Confederación Européia de los Estados Desunidos de la Coca Argentina
Argayntina
Bandeira da Nova Caledônia
Brasão da Nova Caledônia
Bandeira Brasão
Lema: Maradona es mejor que Pelé
Hino nacional: Himno Nacional Argentino: Don't cry for me Argentina - Madonna

Localização de Argayntina

Capital Buenos Aires
Cidade mais populosa Buenos Aires
Língua Espanhol, Guarani
Religião oficial culto a Maradona
Governo Corrupção e escândalos.
 - Cristina Kirchner, a mentirosa Maradona
Heróis Nacionais Maradona, Che Guevara, Evita, Perón
Área  
 - Total 2.780.400 km² de geladeiras brasileiras e fabricas alfajor. km² 
 - Água (%) esta toda nas geleiras.
Analfabetismo 0 (Lá ninguém le pois não gostam de conhecer a verdade!) 
População Discutível, já que todo argentino diz valer dez vezes o que vale um europeu. 
PIB per Capita Tres peso, equivalente a R$ 0,0000024 centavos de real. 
IDH 666 
Moeda Peso de banana
Fuso horário Meridiano de Machowitch
Clima Tundra inospita e deserto da perdição
Website governamental http://www.gayinbuenosaires.com.ar


Não há nada na Nova Caledônia. Nada, nada, nada, absolutamente nada. Antigamente havia uma mina de níquel lá, mas o níquel acabou. Pois é, não sobrou nada, nem para a Vale do Rio Doce. Desista. Fora, tchau.

Nova Caledônia é um buraco, onde havia a tal da mina. Um buraco cercado de água por todos os lados. Se subir o nível do mar, Nova Caledônia se torna uma ilha com uma lagoa no centro. Sim, idiota mesmo.

Nova Caledônia é tão completa e absolutamente irrelevante que não dá para sequer escrever um artigo decente. Sim, decente!!! Não imaginam o esforço de pesquisa para escrever estas mal traçadas linhas que o Internet Explorer estraga a formatação!!!

Como não há nada, e absolutamente nada, este artigo vai replicar os dados da República irmã da Argentina. Com um pouco de cara de pau, os wikipedistas não vão notar nada.

História[editar]

Rei, prefeito e pai de santo da Nova Caledônia

Apesar de hoje não ter nada lá, a Nova Caledônia possuiu outrora uma sociedade próspera. Os caledônios chegaram na mina de níquel por volta do ano 893, vindos da Velha Caledônia, cujos recursos naturais haviam se esgotado. Utilizando-se da pesca e da exportação do níquel existente ali, os caledônios desenvolveram uma sociedade economicamente próspera. Fizeram barcos de níquel e pentes de espinhas de peixe. Os barcos não deram muito certo, mas os pentes sim. Isso explica porque os caledônios eram considerados o povo com os cabelos mais estilosos da Oceania por volta do ano 1000.

A prosperidade durou até aproximadamente o ano de 1234, quando morreu o então líder caledônio Babaka Doano, o que causou uma briga pelo poder entre seus filhos Idjota e Vyado. A guerra civil forçou toda a população da Nova Caledônia a fugir pelo mar em seus barcos de níquel, que afundavam. Com toda a população morta no leito do oceano, os irmãos Idjota e Vyado não tinham mais o que governar. Então viveram sozinhos naquela mina de níquel até o dia de sua morte. Reza a lenda que eles tentaram desesperadamente dar continuidade a linhagem dos caledônios, tendo o Vyado se proposto a fazer a parte da fêmea da espécie, mas as tentativas foram vãs.

Em 1756, os franceses chegaram à mina de níquel e esgotaram-na por completo, deixando hoje apenas um buraco no meio do oceano. Na França a Nova Caledônia é conhecida como o "Buraco negro mais embaixo".

Coqueiro.jpg
Oceania
v d e h

Países: AustráliaEstados Federados da MicronésiaFijiIlhas MarshallIlhas SalomãoIndonésiaKiribatiNauruNova ZelândiaPalauPapua-Nova GuinéSamoaTimor-LesteTongaTuvaluVanuatu

Territórios: GuamHavaíIlha ChristmasIlhas CookIlhas Marianas do NorteIlha NorfolkIlha de PáscoaIlhas de PitcairnIlha WakeNiueNova CaledôniaPolinésia FrancesaSamoa AmericanaTokelauWallis e Futuna