Novo Hamburgo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Frauleinpre.jpg Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que ele é parrte dö conspürraçon gerrmänica parra inwadir ö Frankreich por trrás öutrra wez. Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö cörredorr polonës.

NewBouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Novo Hamburgo.
Novo Hamburgo O Ceu Alemão da grande Porto Alegre
Bandeiranoia.jpeg
Bandeira
Unidos nos fumamos e peidamos chucrute
Hino "Fod-se os EMO"
Local link={{{3}}} Rio Grande do Sul Grande Porto Alegre
Idioma Gauchês e Pseudo-Alemão
Geografia
Clima De Fumo, chulé e repolho fermentado
Locais de referência Praça do Boa
Economia Fixação por calçados
Produtos exportados Cola de sapateiro
Política
Governo
Nuvola apps core.png
Nazista
Atual prefeito
Nuvola apps core.png
Tarcísio Meira Zimmermann
Vice-prefeito
Nuvola apps core.png
Chuck Noia
Mídia
Cidadãos ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Seu Madruga, Xuxa Mendiga
Esporte símbolo Beck em Metro
Santo local São Qualquer um mais calçado

Cquote1.png Você quis dizer: Paranóia Cquote2.png
Google sobre Novo Hamburgo

'Novo Hamburgo, Neue Hamburger'(em alemão) ou Hamburguer com Cheddar fui colonizada por um casal de gay e é conhecida por ser a Capital Nacional do Chulé Calçado, mas é tudo mentira. Mais de 102% das empresas calçadistas da cidade já faliram. Isso tudo graças a um histórico de exímios prefeitos, inclusive o atual (um tal ex-governador Britto jr. ajudou muito), aos chineses de merda que escravizam funcionários, ao gerenciamento, que ainda utiliza os mesmos métodos que os imigrantes trouxeram da Alemanha naquela época e também, é claro, do sindicato de bosta que de tanto sacanear com as empresas, conseguiu terminar de fuder com tudo. Na verdade a cidade é a capital nacional do Skate e da Cannabis, pois abriga milhares de skatistas, e consequentemente, milhares de maconheiros, já que conforme a minha mãe todo skatista é maconheiro. O skate e a cannabis são atualmente os principais entraves para o crescimento da economia. A lixa colada sobre o shape dos skates danifica boa parte dos calçados da população, provocando um déficit na balança comercial. Já a grande quantidade de fumaça de cannabis no ar da cidade provocou danos irreversíveis no córtex cerebral de toda a população. Cientistas do Departamento de Ciências Ocultas da Universidade FEEVALE, acreditam que áreas cerebrais responsáveis pela busca de novos desafios, tais como a diversificação da economia, foram seriamente prejudicadas. Portanto, a fixação por calçado, que faz com que um hamburguerino seja reconhecido até debaixo d'aguá, não é uma identidade cultural e sim uma limitação intelectual provocada pelo excesso de cannabis no ar.

HISTÓRIA Novo Hamburgo ou Neue Hamburger foi fundada e colonizada por imigrantes alemães vindos de regiões como Pomerania, Hünsrick e Palatinado, na maioria pobres, indigentes e mendigos. Hitler tentou construir um mini império alemao em Novo Hamburgo.

RELIGIÃO: Neue Hamburger se assemelha muito a alemanha na religiao, sendo majoritaria a Igreja Catolica e a Igreja Evangelica Luterana, no século passado catolicos e luteranos se matavam a tiros em novo hamburgo

Praças de Novo Hamburgo[editar]

Parada no tempo, a maior atividade cultural para ser apreciada é o Fumamento de Maconha, mas além disso, além de ser uma cidade de merda, tem um extensão territorial muito grande, sendo povoada por praças (geralmente mais do que uma por bairro) que são frequentadas por mendigos, hippies, maconheiros, sua mãe e em alguns casos travestis à procura de clientela. Não é incomum encontrar os desprezíveis hamburguenses nestes locais. Tramita na Câmara Municipal de Novo Hamburguer projeto de lei para transformar todas as praças da cidade em monumentos ao setor calçadista. Confira a seguir uma breve descrição das principais praças e quais as melhorias previstas pela prefeitura e pelo sindicato das indústrias de calçado:

  • Praça da Putaria: já foi um grande ponto de encontro da juventude hamburguense, em meio a um bairro nobre, cercada de mansões e condomínios de luxo. Infelizmente foi dominado por maconheiros e assaltantes noturnos. A grama está tão alta que existe um projeto de lei na Câmara Municpal de VagabundosVereadores para transformar tal praça em patrimônio biológico e anexá-lo à área de preservação da Mata Atlântica. Outra proposta, de autoria do vereador Karl Sadista, é pavimentar toda a área da praça para que os hamburguerinos possam circular sem sujar os calçados na grama.
  • Praça do Ideal: Situada no lado oposto a do boa ( em relação ao sol ) eh o lugar ideal para fumar seu baseadinho no periodo da manha, pois fica bem de frente ao nascer do sol. Mas tome cuidado, pois todo tipo de chinelagem (em geral moradores situados no bairro Santo Afonso) rodeiam o lugar em busca de playboys fumadores de oregano (algo que lembra a maconha) para efetuar o furto. Em geral uma praça muito bonita, mas que foi esquecida pela prefeitura e hoje é preciso levar um facao e desbravar o terreno para ter acesso á praça. Além disso, se você sofre de sindrome do Pânico, tambem conhecida popularmente como "neuroze" ou o elemento geralmente já "curtido" pela maconha diz para um outro "sai da nóia", portanto, se você sofre de Pânico, a Praça do Ideal é Ideal para você ter um Surto Psicótivo Neurótico, tendo em vista que a praça é de frente à varios prédios e a possibilidade de um Policial da Swat e Super Forças Malignas estarem de olho em você com um binóculo através de qualquer uma das milhares de janelas que a vista abraange. Projeto do vereador Comprometido Kunz Zapato é erguer um torre de 200 metros no formato de um salto Luis XIV, sendo que bem no alto haverá um museu do calçado panorâmico, com mirantes estrategicamente posicionados para todas as fábricas de calçado não só do município, mas de todo vale dos sinos.
  • Praça da Maconhe: esta por sua vez é um caso perdido: todo tipo de ilegalidade é cometido neste local, desde assaltos à mão armada à prostituição homossexual. Na tentativa de revitalizar a praça, a Administração Pública construiu uma pista de skate (muito malprojetada) para atrair a juventude para um esporte saudavel. Juntamente com os skatistas vieram os vileiros, que nos barrancos à beira da pista passam o dia inteiro fumando maconha, crack, cheirando “gatinhos” e bebendo cachaça com Coca-Cola, ou enchendo a cara de cerveja na “Picanha na Tábua” que se encontra ao lado. O vereador Saudade Dimello apresentou na Câmara Municipal de Novo Hamburguer projeto bastante interessante. Conforme o vereador, a praça deveria ser transformada em um campo de concentração (estilo alemão nazista), onde os elementos obsoletos da sociedade hamburguerina fossem presos, torturados, treinados e posteriormente escravizados nas industrias de calçados. Saudade Dimello já pensou até em um novo nome para o local, Praça Auschwitz.
  • Praça da Caixa D´Água: também conhecida como “Praça da Feevale” ou “Praça da Igreja do Relógio”. Em frente ao mais importante hotel da cidade, de costas para um dos cemitérios mais velhos da região e entre uma igreja centenária e a escola Feevale. Esta praça é frequentada por cães de rua, macumbeiros, indies querendo se passar por junkies novamente e dominada por góticos que assombram a noite hamburguense perambulando entre as lapides do cemitério para tirar fotos poser. Geralmente à noite se encontram inúmeros exemplares de góticos e punks de butique, bebendo suco de uva em garrafas de vinho e fumando cigarros de canela ou qualquer outra merda. Segundo a Prefeitura de Novo Hamburguer, esta praça não tem prioridade no programa de revitalização, dado a inexistência do consumo de entorpecentes, exceto pelo uso cada vez mais frequente do Soddynho, mistura de soda cáustica e toddynho sabor tradicional. Nóico di Danò, presidente da ONG Soddynho, nem pensar! informou que Novo Hamburguer está entre as cidades com maior número de usuários de Soddynho do país, inclusive na frente das cidades chocólatras de Gramado, Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.
  • Praça do Boa Vista: uma das mais, se não a mais bela praça hamburguense, em dias de semana frequentada por motoboys, entregadores de pizza, mendigos, maconheiros e cachorros de rua. Em fins de semana a praça se transforma em uma balada. Todas as garotas tops de Novo Hamburgo migram para lá, sentadas à sombra das inúmeras arvores ou se bronzeando ao sol, tomando chimarrão e discutindo assuntos femininos de patricinhas. É claro que, com essa leva de mulheres gaúchas (com certeza as melhores dessa merda de Brasil), é seguida uma nuvem de machos, de todos os tipos, bombados, maloqueiros, “magais”, “brigadianos” (policiais militares), maconheiros, mendigos, cachorros sem dono e até mais mulheres atrás de mulheres. Em resumo: uma maravilha! E para melhorar ainda mais, o vereador Bohn Badò pretende fechar a praça de segunda a sexta, permitindo seu uso somente nos finais de semana. Topless também passará a ser permitido como em qualquer parque civilizado da terra do chucrute Alemanha.
  • Parcão: não se trata de uma praça, mais sim de uma área inabitada de preservação, onde exitem uma pracinha, um campo de futebol, trilhas para a caminhada e um lago em estado de putrefação. É frequentada por viados, punks, travestis e ladrões. Todo tipo de homossexualidade é cometida nesse local. Em resumo, fique o mais distante o possível se honra sua heterossexualidade. Projeto do vereador Armando Kuhl pretende implantar dentro do parcão uma escola profissionalizante com cursos de: bordados em calçados, calçados em crochet e confecção de artigos em couro, tais como cuequinhas, cuecas e cuecões.
  • Praça dos Taxistas: localizada bem na divisa de Novo Hamburgo com Campo Bom: metade da praça fica em Novo Hamburgo e metade em Campo Bom. Não contém nada, além de um banquinho à sombra de árvores para quem quiser fumar o seu baseadinho e um cachorro abandonado. Também de tempos em tempos aparece um taxista, que, quando se encontra na praça, está brigando/expulsando pessoas que estão em seu banco fumando haxixe. Projeto da prefeitura de Novo Hamburguer pretende implantar serviço de engraxate para valorização do nosso principal produto que é o calçado na Praça dos taxistas. Segundo a assessoria de imprensa, os calçados hamburguerinos que cruzarem a praça deverão brilhar mais que os calçados dos campobonenses. A praça também deverá mudar de nome, visto que os taxistas raramente aparecem.
  • Praça do Centenário: localizada no bairro Canudos, não contém nada, além de um monte de maconheiros e batedores de carteira. Praça famosa pelos traficante da região que vende merda de cavalo passando por maconha. O Vereador Tonho Beck pretende transformar a praça em uma usina de merda de cavalo. Em suas palavras, o vereador disse "há muita bosta de cavalo por aqui, podemos queimar isso tudo e gerar energia para as fábricas de calçados do Bairro Canudos, temos que acabar com esse desperdício de queimar por queimar. Se é para queimar que seja útil para o setor coureiro calçadista!"
  • Praça do Primavera: era uma bonita praça com área verde no alto do bairro Primavera, perto da escola Liberato (ver item Escolas). Porém há pouco uma empresa decidiu construir um condomínio de luxo, graças a negociatas ilícitas com a prefeitura. 99,9% da área verde da praça foi derrubada. Ainda é uma bela praça: é possível ter uma vista panorâmica do centro da cidade, além de ser permitido o consumo de maconha, haxixe e carbografite. Claro que para admirar Novo Hamburguer só com muito carbografite mesmo! Pelo menos é que pensa o vereador Chapeaux da Silva: "Ou melhoramos a vista da cidade ou o tipo de alucinógeno!", enfatiza o vereador. Também muito usada por alunos do liberato para o consumo de Alcool, Cigarros e "Cheiramento de Gatinhos"

Principais Frequentadores: Schumacher, Zébi, Mallevo das .50 e Derick ( Fimose ) Além do mano chapadinho.

  • Praça da “Star”: é uma pequena praça em forma de triângulo no bairro Jardim Mauá. Fica na frente da empresa Star, por isso o nome “Praça da Star”, seu idiota. Não contém nada de bom, a não ser dois ou três banquinhos debaixo de algumas àrvores, onde é possível fumar um baseadinho e/ou haxixe em paz. Tramita na Câmara Municipal de Novo Hamburguer mudança no nome da praça que deverá se chamar Shoe. "Se é para ter nome em inglês, então que faça referência ao nosso setor coureiro calçadista", explica o vereador Karl Sadista.
  • Praça do “Chamego”: situada no bairro Ideal, é ponto de encontro frequente dos mais famosos maconheiros da cidade, traficantes e afins. Há muitos bancos (onde sentam os maconheiros) rodeados por árvores (o que dificulta a visão da polícia para reconhecer os referidos maconheiros) e também um campinho de futebol (frequentado pelos mesmos maconheiros) que serve de “disfarce” para parecer uma praça alegre, sadia e feliz. Raramente encontram-se famílias passeando pela mesma, porém, as crianças não aguentam muito tempo em meio à “marofa” da erva e são obrigadas a retirar-se do recinto. A praça tem esse nome pois, antigamente, além dos maconheiros, era frequentada por bêbados que vinham muito loucos do Bar do Chamego e ficavam por ali mesmo. Projeto da prefeitura pretende implantar antidoping em todas as partidas de futebol realizadas na praça. Para os atletas de urina limpa serão fornecidas chuteiras fabricadas em Francaverdadeira Capital Nacional do Calçado.
  • Praça do Shopping Praça situada em frente ao único shopping desta cidade de merda. Ela é habitada por pinguços, metaleiros, coloridos, rockeiros, manos e até os desprezíveis hamburguenses. É uma praça em que todos se divertem, bebem e se masturbam livremente. Também ocorrem alguns assasinatos, mas nada de mais... É um bom lugar para arranjar uma briga principalmente se você for branco.(Foi destruída pra construção do trem). Projeto do vereador Sen Cortéx, pretende reverter a situação transferindo a estação do shopping para o município de Estância Velha, e assim trazer a praça novamente para a população hamburguerina.

Feevale: é uma instituição de bosta, onde te cobram o olho da cara para no final não fazerem melhorias a favor do aluno mas sim engrandecer a instituição( a famosa maquiagem). com professores mau qualificados onde um puxa o saco do outro para consegui um cargo melhor. se você é aluno da feevale abra o olho por que cada semestre eles aumentam a mensalidade 10% para pagarem faculdade de qualidade fora do pais para seus filho

Principais Bairros Hamburguenses[editar]

  • Boa Saúde: De boa não tem nada. Foi nesse bairo que o Judas perdeu as botas. É o local oficial para “desova” (abandono) de carros roubados. Fica localizado na divisa com a Tonga da Mironga do Cabuletê, mais precisamente no cu do mundo. Não há absolutamente nada além de casas, bares e becos. Os próprios hamburguenses não conhecem direito esse bairro, por ser literalmente uma merda. Se você tem um pingo de juízo na cabeça, não chegue nem perto — a não ser que você seja um mano.
típico morador da kippling.

[[Imagem:Bairrocanudos.jpg|thumb|right|300px|Visão panorâmica do bairro Canudos, na vila Kippling.

  • Canudos:' Também conhecido como “Pequeno Novo Hamburgo”, ocupa mais da metade da cidade. Uma grande parcela da população é a favor da emancipação do bairro, tornando o mesmo uma cidade independente de Novo Hamburgo. Já a outra parcela nem faz ideia do que isso significa. Já é considerado um centro urbano, com sorveterias, casas de shows, inúmeros bancos, “malocas” (bordéis, no linguajar da cidade), restaurantes desde o “bandejão” até o mais caro dos buffets e, é claro, muitas “bocas de tráfico” (bairros dominados pelo tráfico). O nome Canudos não tem absolutamente nada a ver com a famosa Guerra de Canudos, seu imbecil. Em Canudos é possível comprar livremente nas ruas: maconha, haxixe, cocaína, crack, benzina, lança-perfume, “ácido” (LSD), bala, “loló” (cola de sapateiro), chá de cogumelo, heroína e o famigerado Soddynho (mistura diabólica de soda cáustica e toddynho sabor tradicional). Mas não se engane: não é a Jamaica. Em alguns lugares vende-se merda de cavalo passando-se por Cannabis, Como o indice de ladrões e trompadinhas gays são muito alto na vila Kippling, existe um projeto de lei que tramita na camara dos vereados, onde a Vila Kippling será cercada para a construção de um presidio, todos seus habitantes (ladroes e prostitutas) estarão seguros longe da civilidade

.

  • Centro: Mais um bairro de merda, sem nada para se fazer. Residencia de muitos ex-ricos, todos falidos hoje em dia, um comércio fraco, cheio de lojas de sapatos e eletrodomésticos, bocas-de-fumo, homossexuais se prostituindo, menores se prostituindo e idosos se prostituindo. Possui o único shopping na cidade, o Novo Shopping, frequentado principalmente por patricinhas e emos que escutam fresno e ficam chorando escorados ao lado dos elevadores. Além deles, frequentam também o Shopping o Papai Noel e pobres que buscam um refúgio para o calor, já que o ar-condicionado é muito bom, mas que não possuem dinheiro para comprar nada, pois é tudo muito caro. Resta olhar as vitrines.
  • "Postinho Mombas: Posto freqüentado por jovens de classe media alta de Novo Hamburgo e região, lá vocês vão encontrar o Artur e o deangelis cuidando dos freezer de cerveja com seus carros rebaixados.
  • Hamburgo Velho: Bairro histórico de Novo Hamburgo, onde os primeiros degenerados vindos do amontado de estados germânicos que nem sequer formavam um país alemães completamente chapados se estabeleceram após inúmeras chacinas de índios locais. Diz a lenda que foi em uma dessas chacinas que surgiu o cheiramento de gatinhos: após a morte de seus donos, inúmeros gatos ficaram orfãos, sendo aspirados pelos chucrutes alemães, como uma forma de redução populacional. Um bairro velho, habitado por velhos, sem nada pra fazer e nenhum atrativo, a não ser as gostosas que caminham pelas ruas depois do horário de expediente no verão.
  • Ideal: Bairro com nome sarcástico e freguês dos ladrões de carros.
  • Liberdade: Bairro dominado pelo tráfico de drogas ( BOCA DO MEU JOVEM ) e ladrões Tenha cuidado, poís você pode não voltar para casa vivo! (Eu vou voltar para casa morto então?)
  • Jardim Mauá: Bairro com o maior número de manos por metro quadrado. Todos usam XXL, escutam Racionais (“tá ligado, truta?”), andam com suas Barrafortes (como se estivessem em Campo Bom) e são malandrões. Bairro da elite, só playboys e patys.
  • Morro dos Papagaios: Nem tão morro assim. Ali vivem pessoas da alta sociedade hamburguense. Empresários, políticos, advogados, médicos, presidentes de assossiações, pensionistas do avô, militares, prostitutas e inclusive a cafetina da sua mãe. Bairro sem maiores descrições.
  • Lomba Grande: Zona rural da cidade. Destaque para as inúmeras plantações de maconha, haxixe, skunk e peiote. Apesar de ser uma área totalmente inútil (tirando o cultivo de drogas ilícitas), existe outro atrativo que são as lombas propícias para a prática de downhill com longboard ou loud, com os exclusivos obstáculos de carros em movimento, deixando o esportista mais esperto ainda. Frequentemente ocorrem campeonatos, onde os espectadores dividem a atenção no evento com a procura de cogumelo nos campos. A única coisa ilegal que acontecia nesse bairro eram os incríveis “rachas” que ocorriam na Estrada da Integração (situada nesse bairo bossal), onde caminhões lotados de maconha recém-colhida apostavam saudáveis “pegas” em uma reta de 80 km, conseguindo a incrível velocidade de Mach 1, porém, devido às más condições da pista (como qualquer outra rua desta bosta de cidade), tornou-se impossível a prática desse esporte.
  • Rincão: Com certeza o pior e mais perigoso bairro de noia .Tambem conhecido como Baixada Do Rincão (BDR), e dominada por uma facção denominada de "neurozes" bando de vagabundo desempregado que passa o dia inteiro fumando maconha na Hartz ( ponto turístico do bairro), ou aos redores do campinho da freeday , que e uma propriedade particular e eles invadem pra fumar um baseado e jogar um Gre-Nal, eh um tipo de poder paralelo na cidade ( já que queriam "vender" ( fumar) maconha sem pagar impostos ao representante alemao no municipio SR. Traf Kant dono do Kanto lanches do rincão). Localiza-se na diviza com Estância Velha.Tem um lugar muito conhecido o "murao" , onde todas as gerações que moram no rincão já foram usar droga la , seus avós, seus pais, seus irmãos , e você, onde você chega e vai ter alguem la ja esperando mais um maconheiro chegar pra botar um "engorde" pra se drogarem junto e assim começa uma nova parceria. Todos os mendigos, manos, flanelinhas e outras merdas do tipo se reúnem nesse bairro para buscar suas preciosas "Pedrinhas" no beco do crack. Reduto também da POE e da GOE que monta campana 24 horas nessas proximidades, para receber seus "Arrêgos", afinal, policial com seu salário de merda também precisa sustentar família. Dizem que é esse bairro, juntamente com a Sanga Funda, que fazem o equilíbrio populacional da cidade (10 mortos/dia).
  • Santo Afonso: Um bairro dominado pelo tráfico,com várias bocas de fumo perto do valão, ponto turistico da santo afonso,"medianeira" é mantido por facções criminosas ligadas diretamente a Bin Laden e à Al-qaeda..Ah em uma batida policial a uma boca de tráfico, foram apreendidos dois tanques de guerra, um caça militar das forças aereas islâmicas, inúmeras armas de guerra, granadas e munição capaz de sustentar a Terceira Guerra Mundial, Além da .50 de 15 reais vendida por um traficante famoso denominado Mallevo.

Normalmente os habitantes da santo afonso são uns pia que fico te encarando aonde que tu vai! De madrugada , o hobby de alguns elementos é ir pra esquina tomar pepão,mais a mais conhecida é a esquina da medianeira, perto do antigo vantajão...Onde la só tem piranha!(Dominada pelo tráfico.) Traje obrigatório para entrar na Santo Afonso: sem camisa, calção de futebol e chinelos Havaianas (não os originais, é claro, pois senão é considerado playboy .)

  • São Jorge: Morro plano. Bairro com a melhor maconha do município. Nas ruas Jaboti e Do Expedicionario, o tráfico é realizado livremente, pois não existe policiamento no local. Algumas vezes os consumidores são fuzilados na boca por falta de pagamento. Todos os vizinhos sabem, mas nunca viram nada. Os habitantes do local insistem em dizer que o centro de Novo Hamburgo é a São Jorge.
  • São José: Bairro dominado pelo tráfico, prostituição, assaltos à mão armada, assassinatos e todos os tipos de atrocidades, uma quantia perdida de Novo Hamburgo, como o Acre é do Brasil. É também lá que se localiza o Kephas, lugar mais tranquilo da cidade, onde há uma média de oito assassinatos por hora. Também é considerada a grande favela de Novo Hamburgo.
  • Rondônia Bairro onde se localiza o lendário "Morro da formiga" , Terra sem lei, lugar onde os pedreiros e maconheiros dominam, no Morro da Formiga é onde fica o beco dos baixinhos, um grupinho de ladrões que a algum tempo atrás até dava medo, agora com toda a ralé na cadeia ou mortos só sobraram os ranhentinhos que passam o dia inteiro usando drogas, a diversão desses bostinhas é andar na frente do Poli (Borges de Medeiros) fuma um beckzinho e pegar as putinhas que moram por lá, essa é uma coisa que também tem aos montes na Rondônia, ramperinhas que passam os dias procurando machos afim de sexo em troca de pedra, tudo que você procura a Rondonia tem: O SESI, local ideial pra fuma uma pedra ou comer uma vagabundinha; O Parque Imperial, Outro lugar para consumo do toxico e para comer um daqueles travestis pegos no centro... Tem tambem a Brigada Militar,Que não serve pra porra nenhuma já que até assaltada já foi algumas vezes. Por fim a Rondônia é um tipico bairro de merda, em uma cidade de merda. La também existe uma fabrica de solado chamada SES (antiga WHM, antiga Arcal)onde vc não deve trabalhar pois alem de não querer assinar sua carteira tem um monte de presidiários trabalhando la e o que é pior o salario é pouco a patroa sempre da o pagamento atrasado e nunca tudo na desculpa de q não tem dinheiro suficiente para pagar todos os funcionários,e pra piorar tudo se quiser sair da empresa (se demitir no caso)vc não vai receber o pagamento pois a patroa é vingativa e obriga vc a entra na justiça para pedir os seu direitos (ela sabe que um advogado é mais caro que o seu salário.
    Esse lugar fica atrás do campo do campo dos atiradores ao lado do motel Aquarios.

Feevale: é uma instituição de bosta, onde te cobram o olho da cara para no final não fazerem melhorias a favor do aluno mas sim engrandecer a instituição( a famosa maquiagem). com professores mau qualificados onde um puxa o saco do outro para consegui um cargo melhor. se você é aluno da feevale abra o olho por que cada semestre eles aumentam a mensalidade 10% para pagarem faculdade de qualidade fora do pais para seus filho



Tratamento cordial dos porcos policiais da cidade aos frequentadores das praças hamburguenses, mostrando-se devidamente treinados .
Foto de Novo Hamburgo com a Prefeitura Municipal ao fundo.

Times de futebol da cidade[editar]

Na verdade a cidade possui apenas um time de futebol, que na verdade é uma porcaria, que se chama Esporte Clube Novo Hamburgo (eu acho). Nunca ganhou nada, e só voltou à primeira divisão do futebol gaúcho por incompetência de seus adversários na “Segundona” grande parte da torcida do Nóia é gremista pois se identifica com presenças em segunda divisão. Sua torcida é composta basicamente por velhos, que provavelmente ajudaram na (a)fundação do time. O clube é tão bem-sucedido que seu estádio teve que ser leiloado. O novo estádio foi construído com verbas provenientes da venda ilegal de cola e maconha, e localiza-se no bairro Liberdade, no meio da linha de tiro entre os bairros de Santo Afonso (que de santo não tem nada) e a cidade de São Leopoldo (The DST City). Se você tiver a genial ideia de jerico de assistir a um jogo no estádio, nem pense em ir de carro, skate ou charrete. Se não quiser ir roubado, vá sem camisa e, de preferência, com chinelo de dedo Havaianas falsificado. O time mais famoso foi o de 1942, vencedor do Torneio de Verão, maior título do clube, que venceu o único time que participava por 1 × 0, graças a um fantástico V.O. ou W.O. Segue abaixo a escalação desse time que entrou para a história:

Imagem do estádio do Novo Hamburgo, com o bairro Liberdade ao fundo.
  • 1. Ronaldinho Carioca
  • 2. Barrão
  • 3. Aldair
  • 4. Paulo Adão
  • 5. Biro-Biro
  • 6. Marcinho Caganeira
  • 7. Zé da Medalhas
  • 8. Budum
  • 9. Ká Baço
  • 10. Zé perneta
  • 11. Wander Wildner
  • 12. Os Bagual

Tecnico: Tarcíso Zimermman - O flecha negra

No início da sua história, o clube ficou conhecido por jogar à base de entorpecentes, basicamente sob efeito da cola de sapateiro e benzina. Além disso, foi o primeiro clube do mundo a aceitar um traveco-caipira como jogador, o Neto, que depois da sua cirurgia plástica ficou conhecidíssimo no esporte clube de vândalos Corinthians. No início da sua história, os presos da cidade eram obrigados a jogar no clube para se recomporem na sociedade, mas na verdade era para terem o que fazer e como castigo — pois jogar no Novo Hamburgo é uma coisa muito triste.